5 curiosidades sobre a charmosa Cornualha, na Inglaterra
Menu & Busca
5 curiosidades sobre a charmosa Cornualha, na Inglaterra

5 curiosidades sobre a charmosa Cornualha, na Inglaterra

Home > Lifestyle > Viagens > 5 curiosidades sobre a charmosa Cornualha, na Inglaterra

Localizada no sudoeste da Inglaterra, a Cornualha é um condado e unidade autônoma, com uma população de aproximadamente 566 mil pessoas e muito a se desbravar. Cornwall, como é chamada na língua inglesa, abriga praias para todos os gostos, castelos, trilhas, histórias e diversos pontos turísticos.

Ao norte da Cornualha, seu litoral faz parte do Oceano Atlântico. Ao sul, faz fronteira com o Canal da Mancha. Já a leste, está o condado de Devon, logo após o Rio Tamar. Muito diferente da agitação de Londres, Cornualha, mesmo sendo uma rota de turistas e com muito a se fazer e conhecer, é uma região calma, com clima de cidade pequena.

Fácil de conquistar quem a visita, graças às suas paisagens e cultura com traços do passado, Cornwall é um lugar bem interessante para se tirar férias. Vale lembrar que o clima britânico, mesmo durante o verão, não é tão comum aos brasileiros, mas isso está longe de ser algo que tire a graça e beleza dessa região.

A seguir, listamos 5 curiosidades sobre a Cornualha, para que você possa conhecer mais um pouco desse lugar.

5 curiosidades sobre a Cornualha

1 – Lado medieval

Castelo de Tintagel, na Cornualha.
Castelo de Tintagel, na Cornualha. | Foto: Westend61/Getty Images.

Cornwall é um lugar bastante atraente para quem gosta de conhecer pontos históricos. Isso porque o condado é rico em relação à preservação do seu passado, mais precisamente falando do tempo medieval, que deixa traços na cultura local até hoje.

O Castelo de Tintagel é o forte apontado como local de nascimento do Rei Arthur, famosa lenda inglesa. Em ruínas, mas com um visual incrível, Tintagel fica localizado nas falésias da costa norte de Cornualha. Na base do penhasco, fica o Castelo de Merlin, uma caverna natural.

Já o Castelo de Dover, local onde morou o Rei Henrique VIII, é o maior da Inglaterra e conhecê-lo é como uma viajar no tempo.

Feiras, museus e desfiles também podem ser encontrados para ver itens da época e saber como viviam as pessoas.

2 – Praias paradisíacas

Kynance Cove.
Kynance Cove. | Foto: Alessandro Frati.

Pode ser que, de cara, você não associe uma viagem para a Inglaterra com praias, mas Cornualha possui boas opções para quem curte.

Apesar da água fria e do clima mais frio, assim como em toda a Europa, as suas praias possuem visuais maravilhosos, com águas azul-turquesa e areia brancas, com arredores bem naturais.

Diferente do que estamos mais acostumados no Brasil, as praias em Cornwall são cercadas por falésias, com o acesso às areias, em geral, através de trilhas e escadarias.

Dentre as praias da região, estão Harlyn Bay e Kynance Cove.

3 – Transporte

Cornualha vista de cima.
Cornualha vista de cima. | Foto: Wirestock.

Vale lembrar que no Reino Unido a mão do carro é invertida, o que pode gerar dificuldades para pessoas que não estão acostumadas. As estradas, em geral, também são mais estreitas.

Em Cornwall, há transporte ferroviário.

4 – Gastronomia

Pastéis da Cornualha
Pastéis da Cornualha. | Foto: Scott Eckersley.

A Cornualha também é um lugar que oferece boas opções gastronômicas. Há restaurantes com estrelas Michelin, como o Restaurant Nathan Outlaw (possui duas estrelas), com vista para o litoral da Cornualha.

Um prato típico da região são os pastéis da Cornualha, com um dos sabores mais originais da culinária inglesa. Cornish Pasties, como são chamados lá, são pastéis assados, recheados com uma mistura de carne, batata, nabo e cebola. Acredita-se que eles tenham surgido na época das minas de estanho, e com o tempo foram ganhando variações.

5 – Pesca

A pesca em Cornwall.
A pesca em Cornwall. | Foto: VisitBritain/Adam Burton.

A região da Cornualha possui o maior litoral de todo o Reino Unido, com 476 quilômetros e mais de 300 praias. Pescadores, diariamente, entregam as suas capturas nos portos locais. Em seguida, os peixes seguem para as mesas das famílias ou para os restaurantes, dentre os quais há premiados, como já falamos.

Esses locais no litoral costumam ser visitados por turistas, e um deles é o porto de pesca Looe, famoso pelos seus frutos do mar frescos.

________________________________________________________

Por Leo Rodrigues – Fala! Faculdades Integradas Hélio Alonso

Tags mais acessadas