Home / Colunas / Entrevistamos a dupla Anavitória – confira!

Entrevistamos a dupla Anavitória – confira!

Batemos um lero com as meninas do projeto Anavitória, que já reuniu cerca de 650.000 fãs no Facebook. Diretamente de Tocantins, elas fazem um estilo de som bem brasileiro, com a mistura de diversas influências, vertentes e estilos. Confira!
 11088561_1423017491332693_3737324055092596653_n

01 –Esse projeto era um sonho desde a adolescência das duas?

Na verdade não, sempre fomos muito ligadas a música, mas Anavitória existiu de vídeos no YouTube, tudo por acaso. Eu tinha um canal, e chamei a Vi pra fazer um cover, depois disso não desgrudamos mais.

02 – No mercado de trabalho, por exemplo, as mulheres são menos valorizadas que os homens, assim como em diversas esferas da nossa sociedade. Este quadro é diferente no meio musical? Por se tratar de arte, vocês sentiram que a mulher também é menos valorizada no meio da música, ou essa é uma área bem mais igualitária? 

Existe o desvalor, de fato, como em todo lugar, também na arte. Quando eu li essa pergunta, lembrei imediatamente do discurso de Patricia Arquette no Oscar desse ano. Quanto a nós, não tivemos contato direto, trabalhamos com pessoas incríveis e não estamos inseridas no mercado de forma tão expressiva, ainda. Mas vemos também, mulheres incríveis representando e estamos a cada dia dando passos pra igualdade efetiva.

03 – Vocês acreditam que a música brasileira precisa de mais autenticidade? 

Autenticidade não nos falta, tem tanta gente boa fazendo música incrível, talvez falte adesão, ou até comunicação. O que existe é uma carência de música popular, queremos ver um top 50 mesclado com vários gêneros musicais, somos a nação da Bossa, do Samba, de Rock, de Sertanejo, Forró, Melody e não tem nada mais bonito que isso.

04 – Como vocês definem o gênero Rural Pop?

Pop Rural é uma mistura influências de raiz com algo bem popular, uma ideia folk de forma abrasileirada. Tudo de maneira melódica e harmônica que se encaixe em letras que falam de amor.

05 – Vocês tiveram algum apoio para se tornarem populares na internet? Ou foi algo totalmente espontâneo, com um simples teste que se espalhou naturalmente pelas redes sociais?

Em abril, quando lançamos o EP, a página Brasileiríssimos postou um vídeo de “Singular”, e nosso projeto é o primeiro da Forasteiro, que é selo do Tiago Iorc e Felipe Simas. Mas o maior apoio, sem dúvida, são nossos fãs que espalham nosso trabalho em todo canto ?

06 – E o que vocês fazem além do projeto? Estão na faculdade, gostam e têm o sonho de crescer em outra área além da música?

A Ninha está terminando esse semestre de medicina e vai trancar pra poder vir pra SP, e então vamos nos dedicar inteiramente a nossa música. A Vi faz teatro e vemos tudo como arte, respiramos isso juntas.

Confira 2 músicas de sucesso absoluto na internet:
Trevo

Singular

Obrigado meninas!

O som de vocês é um exemplo. Tanto para a voz feminina, quanto para a música brasileira. Uma salva de palmas para o projeto Anavitória, que merece todo apoio possível, e que deixa marcas de calmaria e paz para quem o escuta.

Confira também:

Entrevista com Laura Vicente – Apresentadora da Multishow, atriz e modelo nas horas vagas

– Funk: o gênero musical mais brasileiro possível, mas que ainda sofre com o preconceito

Confira também

DSCN1046

10 fatos que comprovam a supremacia puquiana no JUCA 2017

Mesmo tendo ficado em penúltimo colocado na classificação geral, a PUC mostrou que sabe fazer ...

3 Coment.

  1. Elas são muito fodas…
    É o que eu tenho a dizer ^-^

  2. Elas são demais mesmo! O mais importante é o carisma e humildade dessas duas. Que Deus as abençoe!

  3. Amei, realmente nos traz uma paz e uma calmaria. Ad letras e melodias são apaixonantes. Como faço pra baixar as músicas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>