Woodstock: Saiba o que foi e a importância desse festival
Menu & Busca
Woodstock: Saiba o que foi e a importância desse festival

Woodstock: Saiba o que foi e a importância desse festival

Home > Entretenimento > Cultura > Woodstock: Saiba o que foi e a importância desse festival

Marcado pela representação da contracultura no final dos anos 1960, o Woodstock foi um festival embasado pelos preceitos culturais e artísticos que pregavam sobretudo a paz e o amor. A seguir, saiba o que foi esse festival emblemático e como ele impacta a sociedade da época e a atual.

O festival de Woodstock marcou uma geração, que acreditava na mudança cultural estadunidense.
O festival de Woodstock marcou uma geração, que acreditava na mudança cultural estadunidense. | Foto: Owen Franken/Corbis/Getty Images

Contexto Histórico da Contracultura

Antes de citarmos o festival Woodstock em si, é importante fazer um resumo sobre os principais acontecimentos da época e o que se deu o movimento da contracultura.

Após o período da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos passou por dois processos de transformação: o primeiro, o crescimento da taxa de natalidade no pós-guerra conhecido como geração baby boomer e o segundo, desenvolvimento tecnológico voltado à vida doméstica em torno da tensão geopolítica entre a União Soviética e os EUA, popularmente conhecido como Guerra Fria. Era a época do “American Way Of Life” – Modo de vida Americano, em português – que despertava o otimismo social ligado ao consumismo nos EUA. Na contramão desse “otimismo” o s Estados Unidos estava envolvido na Guerra do Vietnã.

A partir destes acontecimentos, os jovens daquela época passaram a contestar acerca do clima de rivalidade entre países durante a Guerra do Vietnã e a Guerra Fria. Esses conflitos se tornaram os principais alvos de protestos e assim, nascia a contracultura, pautada pela expressão de ideias através da música, da arte e da escrita. Os primeiros sinais da contracultura apareceram nos anos de 1950 com o estilo rockabilly. De modo geral, a contracultura é um movimento que questiona a cultura vigente e visa quebrar tabus, contrariar normas e padrões que controlam uma determinada sociedade. Eventos principais da contracultura:

  • Década de 1960: Movimento hippie, nos Estados Unidos;
  • Década de 1970: Movimento punk, estendendo à Inglaterra até o final dos anos 1980.

​Woodstock: Três dias de arte, música e paz

O Woodstock Music & Art Fair foi um festival de música realizado na cidade de Bethel, Nova Iorque, nos dias 15, 16 e 17 de Agosto de 1969. A ideia inicial partiu de quatro jovens: John Roberts, Joel Rosenman, Artie Kornfeld e Michael Log, cuja proposta ao público, em sua maioria o movimento hippie, era promover três dias de paz e música, bem como dizia o banner oficial

Originalmente, o evento deveria acontecer na cidade de Wallkill, mas os moradores locais, a maioria com ideais conservadores, não aceitaram a proposta e ganharam a recusa de sediar o evento na região, transferindo-o para a cidade de Bethel, especificamente na fazenda de gado leiteiro de 600 acres de Max Yasgur, próximo à White Lake em Nova Iorque e cerca de uma hora e meia de distância do local original.

O projeto, mesmo sendo considerado arriscado, visava retorno financeiro, cujo valor dos ingressos era de 18 dólares (aproximadamente 75 dólares em valores atuais) e eram vendidos em lojas de discos, nas regiões metropolitanas de Nova Iorque ou através dos correios, por meio de uma caixa postal.

O evento contou com mais que o dobro de pessoas que haviam garantido seu ingresso antecipadamente. Ao todo, cerca de 180 mil ingressos foram vendidos antes da realização do festival e a fazendo tinha o suporte máximo de até 200 mil pessoas, entretanto, 500 mil pessoas compareceram no dia, Cercas foram derrubadas que formavam livre acesso ao campo, tornando o Woodstock um festival gratuito.

O festival recebeu milhões de pessoas.
O festival recebeu milhões de pessoas. | Foto: Reprodução.

Devido um inimaginável fluxo de pessoas, repentinamente provocou longos congestionamentos, bloqueios da via expressa principal e falta de insumos básicos para a estrutura de um festival de tamanha magnitude. A área não havia sido equipada com instalações de saneamento, primeiros socorros e alimentação. Centenas de pessoas tiveram que enfrentar mau tempo, racionamento de comida e condições mínimas de higiene.

Embora o festival tenha sido considerado pacífico, houve duas fatalidades registradas: morte por overdose de heroína e outra morte por atropelamento por um trator. Houve também dois partos, um realizado dentro de um carro preso no congestionamento e o outro dentro de um helicóptero. Também foram registrado quatro abortos.

Apresentações e Line Up de Woodstock

Foram um total de 32 apresentações durante os dias do evento. Uma das principais atrações era Jimi Hendrix, que foi o último a tocar em Woodstock devido ao atraso provocado pelas péssimas condições climáticas provocadas pela chuva de domingo. Alguns shows sofreram atrasos, sobretudo de Jimi Hendrix que subiu ao palco às 8h30 da manhã de segunda-feira e tocou para um público reduzido a aproximadamente 200 mil pessoas. O show teve duas horas de duração em companhia de sua nova banda: Gypsy Sun and Rainbows.

A versão psicodélica para o hino dos Estados Unidos tomou parte do início da apresentação e se tornou um marco e o momento definidor de representatividade dos anos 1960.

Além de Jimi Hendrix, nomes como Joan Baez, que estava grávida de seis meses, Ravi Shankar que tocou durante a chuva, Richie Havens que teve a apresentação transferida para abertura devido ao atraso da banda Sweetwater, por ter sido parada pela polícia e demais bandas estarem paradas no congestionamento, The Who que teve seu show brevemente interrompido por Abbie Hoffman e Janis Joplin, com a The Kozmic Blues Band.

Bandas como The Beatles, The Doors, Led Zeppelin, Jethro Tull e Rolling Stones foram convidadas para se apresentar, mas posteriormente tais convites foram recusados, todos por motivos particulares e conflitos de agenda.

Legado e Pós-Festival 

O proprietário da fazenda Max Yasgur se recusou a alugar sua propriedade para uma reedição em 1970 com a seguinte afirmação: “até onde sei, vou voltar a gerir uma fazenda de gado leiteiro”. Max Yasgur faleceu em 1973.

Na época, foram abertas cerca de 80 ações judiciais contra a Woodstock Ventures, principalmente por fazendeiros da região. O filme documental financiou assentamentos e cobriu a dívida estimada em 1,4 milhão de dólares que a Woodstock arrecadou com o festival.

Em 1984, foi colocada uma placa comemorativa no local e este ainda preserva seu aspecto rural e continua a ser visitado por pessoas de todas as gerações. Em 18 de agosto de 2013, as cinzas do músico Richie Havens foram espalhadas no local.

No ano de 2008, foi fundado em Bethel, cidade do evento original o Bethel Woods Museum que possui filmes e exposições interativas, textos e artefatos que contribuíram para a revolução de uma década e radical mudança cultural da época.

Outras edições

Em comemoração dos 25 anos, 250 mil pessoas se reuniram no Woodstock 94′ em Saugerties, Nova Iorque. Contou com bandas como Aerosmith, Red Hot Chili Peppers e Green Day. No ano de 1999, ocorreu uma nova edição, mas devido a destruição das grades, atos de violência e tumultos durante shows de Limp Bizkit e Kid Rock, não houve continuidade nos anos posteriores e seu tema “Festival da Paz e Amor” foi questionado.

O Woodstock 99 não teve o mesmo apelo e marco da primeira edição do festival de música.
O Woodstock 99 não teve o mesmo apelo e marco da primeira edição do festival de música. | Foto: Reprodução.

Woodstock 50′

No ano de 2019, o Festival Woodstock completou 50 anos e em janeiro desse mesmo ano, Michael Lang, produtor original anunciou a confirmação do evento e respectivas datas: 16-18 de agosto e nomes como Miley Cyrus, Greta van Fleet e The Killers foram cogitados como convidados. O festival seria realizado na cidade de Watkins Glen em Nova Iorque.

Em março foi revelada o line up original do Woodstock 50, incluindo a participação de artistas que participaram da edição original como John Fogerty (Creedence Clearwater Revival) e Carlos Santana (Santana). Contudo, em abril de 2019, foi anunciado o cancelamento do Woodstock 50 pelos investidores Dentsu Aegis Network alegando ter perdido a fé no evento. Após ações judiciais com os financiadores originais, os organizadores do Woodstock 50 anunciaram ajuda financeira da Oppenheimer & Co. e haveria nova possibilidade do evento, porém, não aconteceu.    

Para finalizar, apesar das situações relatadas durante o festival, Max Yasgur, o proprietário da fazenda expõe o seguinte:  “havia sido uma vitória da paz e do amor, pois quase meio milhão de pessoas, com um imenso potencial de revolta e desastre, gastaram três dias com música e paz em suas mentes”. E acrescenta: “se nos juntarmos a eles, poderemos vencer adversidades que são um problema para o país atualmente, e ter a esperança de atingir um futuro mais pacífico e brilhante…”.  Que possamos contribuir para um ambiente e um mundo com muita paz, amor e música!

__________________________________________________

Por Erica Silva – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas