Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Woodstock 50 anos: Confira quem se recusou a tocar no festival

Woodstock 50 anos: Confira quem se recusou a tocar no festival

Woodstock, o maior festival de música da história completa 50 anos. O evento reuniu 400 mil pessoas, sendo tanto uma união pela música, quanto por um grito em nome da liberdade, da paz e do amor.

Trinta e duas apresentações foram realizadas ao longo dos quatro dias de evento. Mas algumas bandas recusaram o convite para tocar no festival. Veja quais foram esses artistas e entenda os motivos:

Artistas que se recusaram a participar do Woodstock

The Beatles

The Beatles. (Foto: Reprodução)

O site woodstockstoriesss.com.br apresenta duas alternativas para a recusa dos Beatles. A primeira é que os organizadores teriam contactado John Lennon, e ele disse que a banda só tocaria se a Plastic Ono Band, conjunto do qual ele também fazia parte, também pudesse se apresentar.

O site afirma que a explicação mais plausível é que Lennon queria tocar, mas sua entrada nos Estados Unidos a partir do Vietnã foi bloqueada pelo presidente Truong Tan Sang. De qualquer modo, os Beatles estavam prestes a se separar, e inclusive não tocavam ao vivo fazia três anos, desde agosto de 1966.

The Doors

Considerado como uma alternativa, cancelou sua aparição no último momento; de acordo com o guitarrista Robbie Krieger, eles recusaram pois pensaram que aquela seria mais uma “imitação de segunda categoria do Monterey Pop Festival”, mais tarde se arrependendo da decisão.

Outro fator foi que o vocalista Jim Morrison estaria inseguro quanto a se apresentar frente a grandes plateias. O baterista John Densmore no entanto compareceu ao festival, e no filme pode ser visto no palco durante a apresentação de Joe Cocker.

Led Zeppelin

Led Zeppelin
Led Zeppelin. (Foto: Reprodução)

Também foi convidado, de acordo com seu empresário Peter Grant: “Fomos chamados pra tocar em Woodstock e a Atlantic gostou da ideia, assim como nosso promotor nos Estados Unidos, Frank Barsalana, mas eu disse não, pois em Woodstock seríamos apenas mais uma banda”.

Entretanto, o grupo tocou no primeiro Atlanta International Pop Festival no dia 5 de julho, como uma das 22 bandas no evento de dois dias. No dia 12 de agosto, a banda assistiu à apresentação de Elvis Presley no International Hotel, em Las Vegas. O grupo embarcou em uma bem-sucedida turnê de verão, tocando no mesmo final de semana do festival de Woodstock no Asbury Park Convention Hall em New Jersey.

Jethro Tull

Recusou o convite. De acordo com o líder Ian Anderson, ele sabia que seria um grande evento, mas não queria participar pois não gostava de hippies e outras coisas como nudez inapropriada, excesso de bebida alcoólica e uso de drogas.

Embora a banda não tenha se apresentado no festival, sua música foi tocada pelo sistema sonoro de utilidade pública. No filme, durante entrevistas com os organizadores (quando eles discutem quanto dinheiro estão perdendo com o evento), as canções Beggar’s Farm e Serenade to a Cuckoo, do álbum War, podem ser ouvidas ao fundo.

The Byrds

Foram convidados, mas escolheram não participar pensando que Woodstock não teria nada de diferente dos outros festivais musicais que estavam acontecendo naquele verão.

Também estavam preocupados com o cachê, de acordo com declarações do baixista John York: “Estávamos indo pra um show e Roger McGuinn chegou e disse que um cara estava organizando um festival no norte de Nova York, mas que naquele ponto já não estavam mais pagando as bandas.

Ele perguntou se queríamos ir, e todos responderam, ‘Não, queremos descansar’. Não fazíamos ideia de como aquilo seria. Estávamos esgotados, e também cansados daquela coisa de festivais. Então recusamos, e perdemos o melhor festival de todos”.

Bob Dylan

Bob Dylan
Bob Dylan. (Foto: Reprodução)

Residia na cidade de Woodstock. Nunca negociou seriamente para tocar no festival. Ao invés disso, assinou, em meados de julho, um contrato para tocar no festival da ilha de Wight, em 31 de agosto. Dylan zarpou no navio Queen Elizabeth II com destino à Inglaterra em 15 de agosto, no dia em que o festival de Woodstock começou.

Seu filho se machucou com a porta da cabine, e a família desembarcou. Dylan, com sua esposa Sara, voou para a Inglaterra na semana seguinte. Ele estava insatisfeito com o número de hippies acampando perto de sua casa, no local onde o festival ocorreria originalmente.

Joni Mitchell

Estava agendada para tocar, mas cancelou pois seu empresário temia que ela perdesse uma participação no programa de TV The Dick Cavett Show.

Simon & Garfunkel

Recusaram o convite, pois estavam trabalhando no seu novo álbum.

The Jeff Beck Group

Jeff Beck dissolveu o grupo antes do festival. “Dissolvi o grupo propositalmente antes do festival”, disse Beck. “Não queria que ele continuasse”. Se o grupo tivesse tocado no festival, seria a primeira vez que Beck tocaria com Tim Bogert e Carmine Appice, seus futuros companheiros de palco. O tecladista de Beck, Nicky Hopkins, tocou no festival com o Jefferson Airplane.

Chicago

Ainda conhecido como Chicago Transit Authority, o grupo inicialmente havia assinado o contrato para participar do festival. Entretanto, eles tinham um contrato com o promotor de concertos Bill Graham, o que permitia, a este, administrar as apresentações da banda em Fillmore West.

Bill reagendou uma apresentação da banda em Fillmore West para o dia 17 de agosto, forçando a banda a cancelar sua apresentação em Woodstock. Bill fez isso para permitir que Santana, na época empresariado por ele, preenchesse a vaga do Chicago no festival. O baixista e cantor Peter Cetera disse: “ficamos meio irritados com ele por ele ter feito isso conosco”.

Tommy James and the Shondells

Recusaram o convite. O vocalista Tommy James afirmou posteriormente: “nos culpamos depois. Estávamos no Havaí, e meu secretário ligou e disse: ‘um criador de porcos no norte do estado de Nova Iorque quer que vocês se apresentem na sua propriedade’. Foi isso que foi dito para nós. Então recusamos o convite, e só percebemos o que perdemos alguns dias mais tarde”.

The Moody Blues

Foram incluídos no pôster original de Wallkill, mas desistiram quando foram agendados para uma apresentação em Paris no mesmo final de semana.

Frank Zappa

Então integrante do The Mothers of Invention, disse, no especial de tevê Class of the 20th Century: “fomos convidados para tocar, mas recusamos”.

Arthur Lee e Love

Recusaram o convite, mas a revista Mojo descreveu, posteriormente, turbulência dentro da banda, o que teria provocado sua ausência do festival.

Free

Foi convidado mas recusou. No entanto, eles tocariam no festival da ilha de Wight, uma semana depois.

MODA, CULTURA E POLÍTICA – COMO A DÉCADA DE 60 INFLUENCIOU O MUNDO DA MODA

Mind Garage

Recusaram porque pensaram que o festival seria de reduzida importância, e tinham uma apresentação com maior cachê em outro lugar.

Spirit

Recusaram o convite, pois já tinham apresentações agendadas e não tinham ideia de o quão importante Woodstock seria.

Lighthouse

Recusou o convite.

Roy Rogers

Lang pediu-lhe que encerrasse o festival com a música Happy Trails, mas Rogers recusou.

Procol Harum

Foram convidados, mas recusaram, pois o festival aconteceu no final de uma longa excursão da banda. Além disso, o festival também coincidiu com a data programada de nascimento do bebê do guitarrista Robin Trower.

Raven

Raven
Banda Raven. (Foto: Reprodução)

Miles Laurie, advogado de Michael Lang, agendou uma entrevista com o empresário do Raven, Marty Angelo, e ofereceu uma apresentação no festival com a condição de que a banda assinasse um contrato determinando que Lang produziria os discos da banda e deteria dez por cento dos futuros ganhos da banda.

A banda recusou baseada no fato de que, no ano anterior, ela havia tocado no minifestival Woodstock Sound-Outs e a apresentação não havia sido boa. Lang assegurou que, dessa vez, a apresentação seria boa. A banda recusou respeitosamente.

Blues Image

De acordo com uma entrevista de 2011 do percussionista Joe Lala, a banda concordou em se apresentar no festival. Mas seu empresário não queria que a banda fosse, e disse: “só há uma estrada para lá, vai chover e vocês não vão querer estar lá”. A banda ficou desapontada e disse: “você acha que não vai ser legal a gente tocar lá?” Ao invés de Woodstock, a banda se apresentou em Binghamton.

Iron Butterfly

Estavam agendados para se apresentar no domingo, mas não puderam fazê-lo porque ficaram retidos no aeroporto LaGuardia. De acordo com o coordenador de produção John Morris, “eles me enviaram um telegrama dizendo: ‘chegaremos no LaGuardia. Você terá helicópteros para nos pegar. Voaremos direto para a apresentação. Tocaremos imediatamente, e partiremos voando em seguida’. Peguei o telefone e chamei a Western Union… [Meu telegrama] dizia: ‘Por razões que não posso especificar/ até que vocês estejam aqui/ aclarando sua situação/ sabendo que vocês têm problemas/ vocês terão que encontrar outro transporte/ a não ser que vocês planejem não vir’.

No original em inglês, a primeira letra de cada linha formava um acróstico que dizia: “danem-se”, deixando claro que a banda não era bem-vinda.

CINCO DOCUMENTÁRIOS INCRÍVEIS SOBRE MÚSICA E ARTISTAS

The Rascals

Foram convidados, mas recusaram porque estavam no meio da gravação de um novo álbum.

James Taylor

Por ser um contratado do selo Apple Records, dos Beatles, quando se pensou em convidar os Beatles, se pensou em convidar Taylor também. Porém, com a recusa dos Beatles, foi também descartado o convite a Taylor.

Rolling Stones

Rolling Stones
Rolling Stones. (Foto: Reprodução)

Foi feito o convite, mas a banda recusou porque Mick Jagger estava na Austrália filmando Ned Kelly, e a namorada de Keith Richard, Anita Pallemberg, tinha acabado de dar à luz seu filho Marlon.

0 Comentários

Tags mais acessadas