Você conhece seus privilégios?
Menu & Busca
Você conhece seus privilégios?

Você conhece seus privilégios?

Home > Lifestyle > Você conhece seus privilégios?

Do momento em que nascemos até o momento em que nos deitamos para descansar no sono eterno, nós possuímos vantagens em nossas vidas que nem todos os seres humanos têm. Vantagens essas chamadas de privilégios. Privilégios esses que nos abrem portas, que facilitam nossas vidas, que tornam possíveis a realização de metas e sonhos. 

privilégio meritocracia
Muitas vezes as pessoas não percebem seus privilégios. | Foto: Reprodução.

Onde o privilégio se insere?

O privilégio pode estar inserido na sua vida por meio de etnia, classe social, gênero, nacionalidade, orientação sexual, religião e diversos outros detalhes que, talvez, você nem saiba que são considerados vantagens porque você nunca precisou se preocupar com tal fato existente em você. 

Estar aberto para aprender sobre outras realidades a não ser a sua é um passo fundamental para iniciarmos esse assunto. Spoiler: você precisará enxergar que não basta só se esforçar e que alguns traços da sua história te servirão de escada para chegar até onde você está.

Mas calma, vou logo adiantando que você não é culpado por possuir privilégios, porém, o não conhecimento desse fato, e o que você faz com essa regalia, pode torná-lo cúmplice de um sistema que oprime minorias e coloca barreiras na trajetória de pessoas que não têm as mesmas vantagens que você.

Reconhecer e entender são alguns dos passos iniciais para lutar pela igualdade em um mundo onde a mulher pensa várias vezes em qual roupa sairá de casa e escolhe a que menos será assediada nas ruas, onde o LGBTQIA+ tem medo de beijar a pessoa que se sente atraído em local público pelo simples fato de que a qualquer momento pode ser agredido, onde o preto evita correr para não levar um tiro sendo confundido com bandido, onde o umbandista não cultua sua religião abertamente pela chance de ser retaliado por intolerantes, onde o pobre precisa conciliar o trabalho com o estudo e se esforçar 3 vezes mais que o rico para ter acesso a uma universidade. 

Devido à maneira de como a nossa sociedade está estruturada cultural e economicamente, o fato de que alguns grupos são mais favorecidos do que outros não está pautado apenas na nossa observação do mundo, mas também em dados e estatísticas.

Estamos todos cansados de ler matérias sobre homens que ganham mais do que as mulheres exercendo a mesma função, até nos casos em que o nível de escolaridade delas são maiores. Porém, se a mulher for branca, ela acaba possuindo ainda mais vantagem do que a mulher preta, que além de enfrentar os desafios diários de ser mulher, tem que enfrentar a discriminação pela cor de sua pele. E, assim, é construída a pirâmide da desigualdade.

meritocracia
Charge sobre o privilégio. | Foto: Reprodução.

Desigualdade social

A desigualdade social é um fator nítido para pessoas que, assim como eu, saem de seus bairros precários e atravessam a cidade para trabalhar em bairros luxuosos, sendo funcionário de pessoas da nossa idade, que nunca trabalharam na vida, e tampouco já utilizaram o transporte público. Mas mesmo com essa realidade escancarada, temos que agradecer todos os dias por, ao menos, ter um emprego, porque nós sabemos que nem todos conseguem ter um. E não é por falta de esforço e capacidade não, viu?

A falta de oportunidade para alguns e o excesso para outros, utilizando apenas critérios que a pessoa não escolhe quando nasce, é o tapa na cara que precisamos para nos chamar a atenção para algo gritante que está acontecendo.

Podemos lutar contra esse sistema que muito desfavorece certos grupos, nos informando e tentando impedir que tais práticas se repitam. Quanto mais temos noção do nosso privilégio, mais nos colocaremos no lugar do outro e perceberemos a dificuldade que passam para conseguir coisas que, para nós, é muito fácil de conquistar.

Todos nós reproduzimos a opressão e sofremos a opressão de alguma forma. Se a gente parar essa cadeia e parar de reproduzir o que a gente está sofrendo, e ao invés de pisar na pessoa que tá embaixo, e trazer ela pra cima, a gente pode transformar o mundo e fazer com que ele seja menos doloroso.

Spartakus Santiago

_______________________________
Por Jhu Candeia – Fala! FAAM

Tags mais acessadas