Veja cinco álbuns lançados no primeiro semestre de 2021
Menu & Busca
Veja cinco álbuns lançados no primeiro semestre de 2021

Veja cinco álbuns lançados no primeiro semestre de 2021

Home > Entretenimento > Música > Veja cinco álbuns lançados no primeiro semestre de 2021

Olivia Rodrigo, Taylor Swift e muitos outros artistas fizeram nosso 2021 mais doce com excelentes músicas e álbuns!

2021 está apenas em sua primeira metade e já é incrivelmente rico musicalmente. Nós temos as boas vibrações de Anavitória, um novo e melhorado Justin Bieber, uma Demi Lovato de volta à vida, uma Taylor Swift livre e uma machucada, mas esperançosa, Olivia Rodrigo. Aqui, estão cinco álbuns incríveis lançados em 2021, até agora:

álbuns
Veja cinco álbuns lançados no primeiro semestre de 2021. | Foto: Montagem/Reprodução.

Álbuns lançados no primeiro semestre de 2021

1. Cor – Anavitória (1 de janeiro de 2021)

Lançado no primeiro dia do ano, esse álbum iniciou 2021 com um estouro! O primeiro verso de todo o álbum é “deixa eu me apresentar” e é exatamente isso que Anavitória faz aqui! Essa fantástica dupla de Tocantins, Ana Caetano e Vitória Falcão, canta sua verdade em catorze faixas que celebram sua brasilidade, sua terra natal e seu amor pela música. Tudo isso misturado entre batidas alegres, com ritmos tipicamente brasileiros e a tão conhecida, melancólica e linda “contação” de histórias tristes e tocantes que Anavitória sabe fazer tão bem.

2. Justice – Justin Bieber (19 de março de 2021)

Nós vimos JB, a revelação pop de My World 2.0, o problemático e confuso Bieber de Purpose e, agora, observamos um novo Justin, aquele que já passou por suas mudanças (Changes, um de seus álbuns) e, agora, está mais maduro, casado e com uma fé inabalável. Desse modo, Bieber está traçando um novo caminho para si com Justice, um álbum mais tranquilo e significativo. Uma mistura que fala de relacionamentos, amor, ansiedade e fé, com músicas pop que introduzem os sentimentos mais maduros e íntimos desse novo Justin.

3. Dancing With The Devil: The Art of Starting Over – Demi Lovato (2 de abril de 2021)

Falando em músicas fortes, Dancing With The Devil: The Art of Starting Over é, de longe, o álbum mais lindo de Demi Lovato. Uma obra-prima sobre a reconstrução da cantora depois de sua experiência quase fatal com uma overdose em 2018. Lovato uniu dezenove músicas para contar uma história, a de como recomeçou após “dançar com o diabo”, quase levando à sua morte. 

O álbum começa com Anyone (“alguém”, em português), um grito de socorro de quem se sente sozinha e invalidada no mundo. Essa música é seguida por Dancing With The Devil, sobre o momento em que Demi teve sua recaída com as drogas e o álcool. As próximas canções são sobre sua jornada de entendimento sobre quem é e quem quer se tornar.

4. Fearless (Taylor’s Version) – Taylor Swift (9 de abril de 2021)

Fearless (Taylor’s Version) foi um ótimo álbum em 2008, mas não era realmente de Taylor. Na verdade, era de Scooter Braun – que foi empresário de grandes nomes, como Justin Bieber e Kanye West, e também é conhecido por fazer bullying com Swift nas redes sociais. Isso aconteceu porque a antiga gravadora de Taylor, Big Machine Records, vendeu suas gravações originais para um grupo de investimento privado pertencente a Braun. Dessa forma, todo o trabalho de Taylor Swift antes de Fearless (Taylor’s Version) dá lucro a Braun, não a ela. 

Essa situação, apesar de revoltante, valeu a pena, pois rendeu a regravação de um dos melhores trabalhos de Swift, dando aos fãs uma nova chance de se relacionar com suas músicas ainda mais. Agora, nós, fãs que crescemos com Taylor, estamos mais velhos e já experimentamos as situações cantadas no álbum – crescer, apaixonar-se, ter seu coração partido e aprender com tudo isso.

5. Sour – Olivia Rodrigo (21 de maio de 2021) – um dos álbuns mais elogiados até o momento

Olivia Rodrigo, o que dizer sobre essa maravilhosa revelação da indústria musical? A cantora de Drivers License lançou um álbum inteiro este ano e é uma verdadeira obra-prima! Sour tem tudo e mais um pouco: rebeldia adolescente, traição, corações partidos, desilusão, raiva, dor e uma pitada de esperança no final. É um álbum triste, mas é familiar, todo mundo já sentiu essas emoções ao longo da vida e aqueles que ainda não experimentaram isso, com certeza irão. Nós somos humanos, com esperanças, sonhos, amores, ódios e muito mais.

_______________________________
Por Giulia Howard – Fala! Cásper

Tags mais acessadas