terça-feira, 23 julho, 24
HomeEsporteTécnicos estrangeiros: por que os clubes estão importando profissionais?

Técnicos estrangeiros: por que os clubes estão importando profissionais?

A presença de técnicos estrangeiros à beira do gramado comandando os times em partidas de futebol se tornou algo corriqueiro no Brasil. Vamos descobrir por que este número só vem aumentado e qual o motivo para selecionar estes profissionais.

Técnicos Estrangeiros
Clubes estão contratando cada vez mais técnicos estrangeiros. | Foto: Reprodução

Saiba por que os clubes estão contratando técnicos estrangeiros 

O futebol vive de bons resultados, principalmente o praticado no Brasil. Se um treinador não apresentar bons números comandando um time, é demissão na certa. 

Os clubes brasileiros têm buscado alternativas fora de solo tupiniquim. O principal exportador de técnicos de futebol na atualidade é Portugal, de quem já fomos colônia um dia. Hoje, estão no Brasil Abel Braga (Palmeiras), Paulo Sousa (Flamengo) e Vítor Pereira (Corinthians), todos portugueses. Além deles, o Argentino Juan Pablo Vojvoda comanda o Fortaleza; Antonio Mohamed (ARG) assumiu o Atlético-MG; o Internacional de Porto Alegre conta com o uruguaio Alexander Medina; o Santos anunciou o argentino Fabián Bustos em fevereiro; o Coritiba, recém-promovido à Série A, renovou com o paraguaio Gustavo Morínigo, que fez boa campanha na segunda divisão do Brasileirão de 2021, terminando na terceira posição. O vínculo vai até o final desta temporada.

Atualmente, oito dos vinte clubes da Série A estão com profissionais de outra nacionalidade e pode ter mais um. O Botafogo está em busca de um novo comandante e já declarou que quer alguém de fora. 

Este será o Brasileirão com o maior número de estrangeiros treinando os times. Podendo ser nove ou até mais. Resta saber se vão durar até o final do campeonato.

Este movimento de trazer profissionais de outros países se intensificou após a passagem super vitoriosa de Jorge Jesus pelo Flamengo em 2019. Sob o comando da equipe rubro negra, o português conquistou o Brasileirão e a Libertadores. Fez a melhor campanha da história dos pontos corridos, conquistando noventa pontos, 28 vitórias e apenas quatro derrotas. Não deu chance aos rivais. 

Com um elenco estelar, o Mister, como era chamado, conquistou a torcida e encantou o Brasil. Dava gosto ver aquele Flamengo jogar. Após sua saída, o Flamengo seguiu jogando bem, porém não manteve o mesmo nível. Conquistou o bicampeonato do Brasileirão em 2020 e o Campeonato Carioca. Em 2021, também ergueu a taça do Cariocão e foi vice-campeão do Campeonato Brasileiro. Durante este período, passaram pelo rubro negro os técnicos Domenec Torrent, Renato Gaúcho e Rogério Ceni. Hoje, sob comando de mais um português, o Mengão busca fazer uma temporada vitoriosa assim como a de 2019.

A escola portuguesa funciona mesmo. Abel Ferreira chegou ao Palmeiras em novembro de 2020 e de lá para cá levou o Verdão ao mais alto patamar do futebol sul-americano. Levou o time às conquistas de duas Libertadores (2020 e 2021), uma Copa do Brasil e uma Recopa Sul-Americana, além do vice do Mundial. Disputou 8 finais e venceu metade. Uma grande campanha.

Agora, o Corinthians tenta com Vítor Pereira e com o elenco que tem voltar a ser um time competitivo e conquistar títulos. 

Atlético-MG, Fortaleza, Internacional, Coritiba e Santos com seus estrangeiros também vão em busca de seus objetivos no Brasileirão e em outras competições que irão disputar.

_______________________________
Por Franquilin Rocha – Fala! Universidade Anhanguera 

ARTIGOS RECOMENDADOS