Arquivos poema - Fala! Universidades
Menu & Busca
Tag

poema

Notícias sobre poema


Home > poema

Saudade
25/06/2020

Poema – Operação saudade

Câmbio.Pois bem…Me escondi.Quero queMe ache,Me conheça,Me desvende.Positivo,Não é um treino.Meu coração nãoAguentaria fazer issoDe brincadeira.Entendido,Contarei algumasCoisas por protocoloOperacional, mas‎Você nunca saberáo que pensei naquela noite.Não, não terãoPerdas nesta missão.Repito, não terãoPerdas nesta missão.Te acalma,não sou umiludidoe lunático.Sou conscientedas minhasidealizações.Não sou loucopor completo,Tenho até unsParafusos a mais;A menospara o amor.Ainda na escuta?Preciso dizer queando sem tempo para lera tradução das músicas‎que me manda.Qual o objetivoDessa busca?Quero ter,por você,paixão.E, se isso algumdia acabar,que apaz nãolargue estesentimento.Positivo.Perderá algumasCondecoraçõesPor ter se humilhadoTanto, contudo,Facilitarei a busca.DareiUma dica, então,Sobre você:De perto sinto ímpeto,De longe eu sinto saudade.Câmbio,‎desligo.

Leia Mais
histórias de amor
24/06/2020

Poema – Eu ainda amo você

Eu sabia que ia doerNo momento em que eu passei do seu lado e fingi não te conhecer,eu comecei a entender o significado da palavra sobreviver.Ainda é difícil para mim compreender todo o mal que me causou e que causei a você.Tento colocar na minha cabeça a ideia de que temos uma vida toda pela frentecom várias e várias oportunidades de conhecer mais e mais gente.Mas se o seu peito estiver vazio por culpa de uma conturbada mente Eu saberei que você é incapaz de conseguir esquecerEu ainda amo você.

Leia Mais
amor
22/06/2020

Poema – Allow

I’m sorry to say but I’m so in loveIt can go away tomorrow, today…Or grow like a flower and stay I just didn’t know how to tell you thisWhen we both agreed to give only one kissBut what can I do if your birthmarks makes me wish be with you every birthday?

Leia Mais
Poema
16/06/2020

Poema – Tantos outros

Tantos outros olhares por aíTantos bares aqui e aliTodos os sete maresPara procurarTantos outros jeitosPerfumes, cores e trejeitosTantos outros encantosPara se encantarE, ainda assim, nos meus olhosQue nem têm mais brilhoVocê insistiuEm se aventurar…Penso e repensoE tento e procuro tantoEnquanto deixo esse ventoMe levar no arTambém me aventuroE atravesso murosAtravesso os sete maresEncontro perfumes e olharesQue eu nunca viAndo e tropeçoAperto o passo e meçoToda a distânciaAté te reencontrar…

Leia Mais
19/03/2020

Poesia: Bailarina de Coração Partido

A bailarina de coração partido que vive dentro de mim Dança na frente de um urso, bebe água da pia Olha as pessoas através da fechadura da porta Ela tem um cabelo curto rosa, nervoso e louco Sussurrando para árvores Garota sem coração que não tem nenhum lugar para ficar Fora do gabinete do telefone, alguém ligou para ela Era seu irmão sem rosto Dizendo “Desculpe se peguei o lado bom das coisas”

Leia Mais
28/06/2019

Poema: Carne

Obrigada, Acorrentada e escrava da lavoura. Ainda hoje, ao pensar em mim, Já querem me estender a vassoura.   Em meu lombo, Chicoteiam sobre a pele bronzeada.

Leia Mais
01/06/2019

Poema: Efêmero

Texto e foto por Lívia Marques – Fala!Cásper Acordou, tomou banho, vestiu-se e sentou-se à mesa. Tomou café, leu o jornal, levantou-se, beijou-me o rosto e foi embora.

Leia Mais
21/07/2018

As diversas faces do Sertão

Por Daniel Fabra – Fala!MACK   A representação do povo sertanejo na literatura brasileira   “O sertanejo é antes de tudo, um forte” – Euclides da Cunha Dentro das noções culturais, os padrões estéticos podem ser incorporados para outros conceitos variantes, sempre formando novos olhares.

Leia Mais
28/10/2016

Uma Poesia Sobre o Aborto – Por Bruna Matos

Eu fiz um aborto.Eu matei e morri.Eu morri, por dentro e por fora,de todas as maneiras.Eu virei só.Eu era uma, éramos dois, éramos três.Virei uma depois de descobrir ser “dois em um”.Eu abortei e morri.Eu era vida e agora eu sou nada.Eu sou um aglomerado de células.Eu tirei um aglomerado de células.Não era vida.

Leia Mais
Tags mais acessadas