Saiba como controlar o PH da sua pele
Menu & Busca
Saiba como controlar o PH da sua pele

Saiba como controlar o PH da sua pele

Home > Lifestyle > Saúde > Saiba como controlar o PH da sua pele

A pele é o maior órgão do corpo humano, atuando, dentre suas diversas funções, na proteção do organismo. Além de controlar a temperatura corporal, ela funciona como uma barreira contra possíveis ameaças do meio externo, sendo o potencial hidrogeniônico, comumente conhecido como PH, essencial para esse sistema de defesa.

Sua importância é justificada, uma vez que, por ser responsável por indicar o grau de acidez da pele, o PH permite verificar a condição do manto ácido. Esse é fundamental para combater a proliferação de bactérias e viabilizar o crescimento da flora natural da pele.

Dessa forma, a condição ideal é quando o PH se encontra levemente ácido, ou seja, entre os valores 4,6 e 5,8, em uma escala de 7, sinalizando, portanto, que o manto ácido está bem equilibrado. Diante da relevância do PH para o bem-estar de cada indivíduo, é necessário saber como podemos controlar esse agente e quais são os fatores que podem alterá-lo.

Como controlar o PH da sua pele

Dois aspectos que podem interferir nessa capacidade de proteção é a lavagem frequente do rosto e a temperatura elevada da água. Muitas pessoas recorrem a esse excesso em busca de reduzir a oleosidade da sua pele, entretanto, essa prática frequente provoca um aumento da produção, uma vez que, ao tornar a pele mais suscetível ao ressecamento, o organismo interpreta como uma agressão, elevando o nível de oleosidade na pele.

O mesmo ocorre com o uso da água quente, pois ela retira parte dessa barreira de proteção, desencadeando uma pele mais seca, que vai gerar mais sebo. Dessa forma, o correto é lavar o rosto duas vezes ao dia, de preferência de manhã e de noite, com o uso de água morna, a fim de impedir qualquer alteração do PH e, consequentemente, prejudicar a defesa natural da pele.

pele
Lavar o rosto com água morna é essencial. | Foto: Shutterstock.

Tem se tornado comum também o uso de cosméticos para realizar os cuidados com a pele diariamente. Entretanto, esses produtos alcalinos também podem ser agressivos a ela, sendo, portanto, recomendável o uso daqueles com PH neutro. Caso haja irritações ou vermelhidão na pele, é recomendável a retirada do produto, pois sua aplicação modificou o PH e provocará alterações na barreira cutânea.

Além disso, a poluição também se configura como um fator que interfere na função protetora da pele. Isso ocorre, pois as partículas de sujeira em conjunto com a ação do vento provocam um desequilíbrio do PH, promovendo a aparição de placas vermelhas e tornando a pele seca. Portanto, para evitar essas irritações e impedir interferências no sistema de proteção, devemos manter a pele hidratada, utilizando produtos compatíveis a cada tipo, mantendo-a nutrida.

Dessa forma, diante da importância de controlar o PH da pele, a fim de manter a integridade desse sistema de defesa e, portanto, proteger o organismo contra possíveis agressores do ambiente externo, é necessário tomar certos cuidados diários.

Produtos alcalinos, água quente, lavagem em excesso e poluição atmosférica são alguns dos fatores que, ao entrar em contato com a superfície, provocam alterações no PH e, por isso, devem ser evitados. Caso não seja possível, após a exposição a esses agentes, é recomendável o uso de cosméticos que promovam essa hidratação. Assim, será possível manter a pele saudável, assegurando o funcionamento da barreira cutânea e tornando o organismo livre de possíveis invasores.

______________________________
Por Isadora Diniz – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas