Menu & Busca
Quem foi Sharon Tate, atriz morta por Charles Manson?

Quem foi Sharon Tate, atriz morta por Charles Manson?


O novo filme de Quentin Tarantino, Era Uma Vez em… Hollywood, foi definitivamente o filme mais esperado das últimas semanas. E ele não chega neste momento por acaso.

Retratando o fim dos anos 60 em Hollywood, o filme traz diversos personagens reais à tela, em especial a atriz Sharon Tate, interpretada por Margot Robbie.

Sharon Tate morta
Sharon Tate foi interpretada por Margot Robbie em Era Uma Vez… em Hollywood. (Foto: Getty Imagens)

Os eventos em Era Uma Vez… em Hollywood se passam durante três dias do ano de 1969, e chega no aniversário de um dos eventos mais marcantes daquele ano, “os assassinatos Tate” pela Família Mason.

Se você já assistiu Era Uma Vez… em Hollywood e deseja entender melhor quem foi Sharon Tate, selecionados alguns fatos importantes. Para aqueles que ainda não assistiram o filme, fique tranquilo. Não tem spoiler.

OS ESCÂNDALOS MAIS ESCONDIDOS DE HOLLYWOOD

Quem foi Sharon Tate?

Sharon Tate morta
Sharon Tate. (Foto: Reprodução)

Nascida em 24 de janeiro de 1943, Sharon Tate era a filha mais velha do coronel Paul Tate e sua mulher, Doris. Tate não tinha o sonho de ser atriz. Como dona de uma beleza exuberante, porém, ela participou de vários concursos de beleza e conseguiu alguns trabalhos como modelo, em um caminho que a levou a ser contratada como figurante de As Aventuras de Um Jovem (1962).

CRISE CRIATIVA EM HOLLYWOOD

No set do filme, também na Itália, ela encantou o astro Richard Beymer, de quem viria a ficar noiva. Foi Beymer quem a apresentou ao produtor Martin Ransohoff – que, reza a lenda, teria chorado ao conhecer a atriz e optou por contratá-la imediatamente para sua produtora, a Filmways.

Carreira de atriz

Sharon Tate morta
Sharon Tate. (Foto: Reprodução)

Em 1967, a carreira de Tate no cinema começou a deslanchar. Ela apareceu em O Olho do Diabo, Não Faça Onda e A Dança dos Vampiros – todos filmes de pouco sucesso comercial. No mesmo ano, porém, ela teria seu grande destaque em O Vale das Bonecas, que se tornou um sucesso de público nos Estados Unidos.

A atriz chamou atenção e conquistou uma indicação ao Globo de Ouro de melhor revelação. Nesse momento, surgiu Arma Secreta Contra Martin Helm, que lhe renderia vários elogios da crítica especializada por sua atuação como uma atrapalhada espiã. Tate era, definitivamente, uma estrela em ascensão – e sua vida pessoal também estava movimentada, já que também em 1968 ela se casou com Polanski, por quem havia se apaixonado no set de A Dança dos Vampiros.

O assassinato de Sharon Tate

Em 8 de agosto de 1969, Tate estava grávida de oito meses e meio e havia retornado da Europa para a fase final da gestação, enquanto Polanski trabalhava na Europa. De noite, ela foi com alguns amigos jantar no restaurante El Coyote e retornaram à casa cerca de 22:30.

ERA UMA VEZ EM HOLLYWOOD VAI FAZER SUCESSO NAS BILHETERIAS

Com ela estavam Jay Sebring, Abigail Folger e Wojciech Frykowski. Na casa também estavam o caseiro William Garretson, que morava numa construção menor afastada da casa principal, e seu amigo, o estudante de 18 anos, Steven Parent.

Nos primeiros minutos da madrugada do dia 9, a mando de Charles Manson, um grupo de seus seguidores, todos eles jovens entre 20 e 23 anos, formado por Charles “Tex” Watson, Susan Atkins, Patricia Krenwinkel e Linda Kasabian, invadiu a casa de Cielo Drive e massacrou seus moradores.

Parent foi morto a tiros quando saía da casa e deu de frente com o grupo que entrava e Tate, Sebring, Folger e Frykowski assassinados a tiros e facadas na sala da residência e nos jardins. Sharon Tate morta com 16 facadas, várias delas na barriga em que carregava o filho.

CUIDADO
A IMAGEM A SEGUIR APRESENTA CONTEÚDO DELICADO QUE ALGUMAS PESSOAS PODEM CONSIDERAR OFENSIVO OU PERTURBADOR

Sharon Tate foi assassinada com 16 facadas. (Foto: Reprodução)

É difícil apontar um início para a história dos assassinatos, porque havia pouca relação entre Roman Polanski, Sharon Tate e Charles Manson. Talvez um dos fatores que ajude a “entender” o que levou os assassinos a praticarem tais atos brutais é que Charles Manson, antes de se tornar o líder de um culto massivo, buscou de diversas formas ser um músico famoso.

Ele fez aulas de violão e escrevia músicas, e em sua juventude fez amizade com o produtor Terry Melcher, namorado de Candice Bergen, a residente da casa 10050 Cielo Drive em 1968.

Durante o ano, Manson chegou a passar algum tempo na residência até que a mãe de Melcher (a atriz Doris Day) se disse preocupada com a relação e convenceu o casal a se mudar. Em junho de 1968, Melcher finalmente disse à Manson que ele não teria um contrato com gravadora.

Um artigo da Vox descreveu a relação do líder da Família com a residência:

“Manson pareceu ter fixado a casa em sua mente como um microcosmo de Hollywood, que lhe negou tudo que queria”.

Manson foi condenado como autor intelectual dos assassinato. Ele faleceu em 19 de novembro de 2017, enquanto cumpria a pena de prisão perpétua.
Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas