Premier League: veja o que esperar da competição nesta temporada
Menu & Busca
Premier League: veja o que esperar da competição nesta temporada

Premier League: veja o que esperar da competição nesta temporada

Home > Notícias > Esporte > Premier League: veja o que esperar da competição nesta temporada

Esse guia da Premier League vai mostrar como as equipes vêm para a temporada 21/22 do campeonato inglês

Neste texto de hoje, vou trazer uma análise, em ordem alfabética, de todas as equipes que disputam a Premier League nesta temporada 2021/2022. Na última temporada, o campeão foi o Manchester City, que assumiu a liderança ainda no primeiro turno e terminou com 86 pontos, 12 na frente do segundo colocado, Manchester United.

O que esperar da Premier League

Arsenal — 13 títulos ingleses (3 na Era Premier League)

Arsenal
Aubameyang e Lacazette estão juntos no Arsenal desde 2018. | Foto: Stuart MacFarlane.

Um dos maiores campeões da história do campeonato inglês, sem contar apenas a Era Premier League, o Arsenal não conquista um título inglês desde a temporada 2003–2004, quando foi campeão de forma invicta. Mantendo Mikel Arteta no comando, os Gunners querem voltar a levantar a tão sonhada taça, mesmo com um investimento abaixo dos principais rivais. O Arsenal estreia na próxima sexta-feira (13), contra o Brentford.

Na última temporada da Premier League, o Arsenal terminou apenas na oitava colocação, não conseguindo se classificar para nenhuma competição europeia. Os maiores destaques do time londrino foram Lacazette, que marcou 13 gols e deu 2 assistências, Aubameyang, que marcou 10 gols e deu 3 assistências, e Nicolas Pépé, que marcou 10 gols e deu apenas 1 assistência.

Para o começo da temporada, os Gunners contam com reforços como Ben White, que veio do Brighton, Albert Sambi Lokonga, que deixou o Anderletch, e Nuno Tavares, ex-jogador do Benfica, os três jogadores somados custaram cerca 85 milhões de euros para o time londrino. Além dos reforços já anunciados, o time espera fechar a contratação em definitivo de Martin Odegaard, do Real Madrid, que estava emprestado ao próprio Arsenal na última temporada.

E os jogadores que deixaram o clube foram William Saliba e Matteo Guendouzi, que foram emprestados para o Olympique Marseille, David Luiz, zagueiro brasileiro que está livre no mercado, e Odegaard e Ceballos, que pertencem ao Real Madrid, e estavam emprestados ao clube londrino na última temporada.

Aston Villa — 7 títulos ingleses

O Aston Villa, que tem 7 títulos ingleses, não conquista o campeonato inglês desde a temporada 1980–1981, um ano antes de conquistar a Liga dos Campeões, o principal título da história do time de Birmingham. O time, que manda seus jogos no Villa Park, busca uma classificação para alguma competição europeia na próxima temporada, e se reforçou bem na janela. A estreia do Aston Villa acontece no próximo sábado (14), contra o Watford.

Na última temporada da Premier League, o time comandado por Dean Smith terminou apenas na 11ª colocação, após um começo de campeonato muito bom, onde chegou a liderar com 4 vitórias nos primeiros 4 jogos. Os principais destaques do time na competição foram Jack Grealish, com 6 gols e 10 assistências, Ollie Watkins, com 14 gols e 5 assistências, e Bertrand Traoré, que marcou 7 gols e deu 6 assistências.

Os principais reforços do time nessa janela foram Ashley Young, que veio de graça da Inter de Milão, Emiliano Buendía, que deixou o Norwich City, Leon Bailey, que saiu do Bayer Leverkusen, Axel Tuanzebe, que foi emprestado pelo Manchester United, e a principal contratação, Danny Ings, que deixou o Southampton rumo ao Aston Villa. Somados, os 3 reforços custaram aproximadamente 120 milhões de euros aos cofres do time inglês.

Não foram muitos jogadores que deixaram o clube, Samatta foi vendido ao Fenerbahçe por 6 milhões de euros, Ross Barkley voltou ao Chelsea após o período de empréstimo, e Tom Heaton foi anunciado pelo Manchester United. Mas a principal perda, sem dúvidas, foi Jack Grealish, camisa 10 do Aston Villa, que foi vendido para o Manchester City, pela bagatela de 117,5 milhões de euros.

Brentford

Um dos times que subiram para a Premier League nesta atual temporada foi o Brentford, que se classificou via playoffs, após bater o Swansea por 2×0, e garantir sua volta à elite após 74 anos de espera. O time de Brentford tem dois títulos da 4ª divisão inglesa, um título da 3ª divisão e um título da segunda divisão, no ano de 1935. Na primeira rodada, o time enfrenta o Arsenal, na sexta-feira (13).

Na última temporada da Championship, o time comandado por Thomas Frank terminou na terceira colocação, com 87 pontos, atrás apenas do Norwich e do Watford, que garantiram o acesso de forma direta. Nos playoffs, a equipe enfrentou o Bournemouth e, após perder o primeiro jogo por 1×0, e vencer a partida de volta por 3×1, e na última partida, venceu o Swansea por 2×0.

Seus principais jogadores Ivan Toney, inglês de apenas 25 anos, que terminou a Championship com 31 gols e 10 assistências, Bryan Mbeumo, francês de 22 anos, que marcou 8 gols e deu 10 assistências, e Sergi Canós, espanhol de 24 anos, que marcou 9 gols e deu 8 assistências. Para a Premier League, o time conta com alguns reforços.

Frank Onyeka, nigeriano que veio do Midtjylland, custou 10 milhões de ruos, e Kristoffer Ajer, zagueiro norueguês de 23 anos que foi contratado junto ao Celtic por aproximadamente 16 milhões de euros, Myles Peart-Harris e Yoane Wissa vieram por empréstimo. Dois importantes jogadores, Luke Daniels e Emiliano Marcondes, saíram a caminho de Middlesbrough e Bournemouth, respectivamente, por empréstimo.

Brighton & Hove Albion

O Brighton é mais um time que vai disputar a Premier League na temporada 2021–2022, mantendo-se na elite há 5 anos, a equipe da cidade de Brighton terminou a temporada passada na 16ª posição, ficando 13 pontos à frente do Fulham, primeiro time na zona de rebaixamento. Na primeira rodada, o time enfrenta o Burnley, no sábado (14), às 11h.

Na última temporada da Premier League, os destaques do time foram Pascal Groß, alemão de 30 anos, que marcou 3 gols e distribuiu 8 assistências, o francês Neal Maupay, que marcou 8 gols e deu 2 assistências, e Leandro Trossard, belga de 26 anos, que marcou 5 gols e deu 5 assistências. O destaque defensivo do time foi Lewis Dunk.

Para esta temporada, o time conta com a volta de 3 jogadores que estavam emprestados, Jan Paul Van Hecke, Tudor Baluta e Jurgen Locadia. Além deles, o time fechou a contratação de 2 dois jogadores, Enock Mwepu veio do RB Salzburg por 23 milhões de euros, e o goleiro Kjell Scherpen custou 5 milhões de euros, saindo do Ajax.

Assim como muitos jogadores voltaram, muitos saíram. José Izquierdo, que agora está sem clube, Davy Proopper foi ao PSV, Bernardo foi vendido em definitivo ao RB Salzburg, Romaric Yapa foi ao Vitesse, da Holanda, Mathew Ryan saiu de graça para a Real Sociedad, Alireza Jahanbakhsh foi vendido por 1 milhão de euros aos Feyenoord e, por fim, Ben White foi vendido ao Arsenal por 50 milhões de euros.

Burnley — 2 títulos ingleses

O Burnley é mais um time da atual edição da Premier League que tem 2 títulos ingleses, mas nenhum na Era Moderna, disputada desde a temporada 1992–1993. Tentando conquistar seu primeiro título desde a temporada 1959–1960, a equipe, comandada por Sean Dyche desde 2012, busca uma recuperação depois de um ano abaixo do esperado.

Na última temporada da Premier League, o Burnley ficou apenas na 17ª posição, ficando apenas à frente dos 3 rebaixados, Fulham, West Brom e Sheffield. Seus principais destaques na temporada passada foram Chris Wood, o neozelandês de 29 anos que marcou 12 gols e deu 3 assistências, Dwight McNeil, que marcou 2 gols e deu 5 assistências, e Ashley Westwood, que marcou 3 gols e deu 3 assistências.

Para a temporada 2021–2022, o time conta apenas com a chegada de 2 reforços. Wayne Hennessey foi contratado junto ao Crystal Palace, o goleiro veio de graça, e o lateral direito de 20 anos, Nathan Collins, foi contratado junto ao Stoke City por 14 milhões de euros. O irlandês foi um dos destaques do Stoke na segunda divisão ano passado.

Já nas baixas, o time perdeu 7 jogadores, Joel Mumbongo foi emprestado ao Accrington, Ben Gibson foi vendido ao Norwich por 10 milhões de euros, o contrato de Robbie Brady chegou ao fim, Jimmy Dunne foi para o QPR por um preço não revelado, Lukan Jensen e Peacock Farrell foram emprestados a Carlisle United e Sheffiel Wednesday, respectivamente, e Josh Benson foi vendido ao Barnsley.

Chelsea — 6 títulos ingleses (5 na Era Premier League)

Premier League chelsea
O atual campeão da Champions quer o título inglês. | Foto: Reprodução.

O atual campeão da Liga dos Campeões, Chelsea busca seu sexto título de Premier League nesta temporada, o último foi conquistado apenas na temporada 2016–2017, com Antonio Conte no comando dos Blues. A estreia do time londrino acontece no próximo sábado (14), às 11h, contra o rival de cidade, Crystal Palace.

Na última edição da Premier League, o time comandado por Thomas Tuchel terminou na 4ª posição, ficando atrás de City, United e Liverpool. Seus principais destaques na competição foram Timo Werner, que fez 6 gols e deu 8 assistências, Mason Mount, que marcou 6 vezes e deu 5 passes para gol, e também Jorginho, que marcou 8 vezes, sendo 7 de pênalti.

Para a atual temporada, o Chelsea fechou apenas uma contratação, e foi aquele reforço de peso, Romelu Lukaku está de volta aos Blues por cerca de 115 milhões de euros. Além disso, diversos jogadores voltaram de empréstimo, como, por exemplo, Malang Sarr, zagueiro francês de 22 anos, e Tiemoué Bakayoko, que ainda pode ser negociado nesse fim de janela.

Alguns jogadores deixaram o clube, como o zagueiro inglês Fikayo Tomori e Olivier Giroud, que saíram para o Milan por um total de 30 milhões de euros somados. Victor Moses foi vendido em definitivo para o Spartak Moscow e Billy Gilmour foi emprestado ao Norwich City, para ganhar mais rodagem e experiência antes de voltar ao clube londrino.

Crystal Palace

O Crystal Palace é mais um dos times que vêm se mantendo na elite do futebol inglês há muitos anos, desde que subiu na temporada 13/14, não foi mais rebaixado, sempre figurando no meio da tabela, tendo sua melhor colocação em 10º, na temporada de 2015. O time londrino estreia na competição no próximo sábado, contra o rival de cidade Chelsea.

Na última temporada, o time que era comandado por Roy Hodgson e terminou a Premier League na 14ª colocação, com 44 pontos, sem brigar pelo rebaixamento e sem sonhar com competições europeias. Os destaque do time foram (obviamente) Wilfried Zaha, que marcou 11 gols e deu 2 assistências, Christian Benteke, que marcou 10 gols e deu 1 assistência, e Eberechi Eze, que terminou a PL com 4 gols e 6 assistências.

Para a atual temporada, o time teve alguns reforços, além da troca no comando técnico, Patrick Vieira, lenda do futebol mundial, assumiu o clube. Michael Olise chegou do Reading, Marc Guéhi foi contratado junto ao Chelsea e Joachim Andersen veio do Lyon. Somados, os três atletas custaram pouco mais de 50 milhões de euros para os cofres do clube londrino.

Ao contrário disso, o time teve várias baixas, Wayne Hennessey foi para o Burnley, Andros Townsend deixou o clube e foi para o Everton, Patrick Van Aaanholt foi para o Galatasaray, Mamadou Sakho foi anunciado pelo Montpellier e James McCarthy foi para o Celtic. Todos esses jogadores deixaram o clube gratuitamente.

Everton — 9 títulos ingleses

O time do Everton é outro que busca reconquistar o campeonato inglês depois de muito tempo de espera. A equipe da cidade de Liverpool não conquista o título da liga nacional desde a temporada 1986–1987, ainda antes da Era Premier League. A equipe de James Rodriguez e companhia estreia no próximo sábado (14), contra o Southampton.

Na última temporada da Premier League, o time que era comandado por Carlo Ancelotti terminou apenas na 10ª posição, uma colocação bem abaixo do esperado no começo da temporada. Os principais destaques do time foram Calvert-Lewin, que marcou 16 gols, Gylfi Sigurdisson, que marcou 6 gols e deu 5 assistências, e James Rodríguez, que terminou a temporada com 6 gols e 4 assistências.

Para a temporada 21–22, o Everton conta com alguns reforços. Moise Kean voltou do PSG após o período de empréstimo, Andros Townsend veio do Crystal Palace, Asmir Begovic veio do Bournemouth e Demarai Gray veio do Bayer Leverkusen por apenas 2 milhões de euros, os outros jogadores vieram sem custo algum.

Nas saídas, o goleiro Robin Olsen voltou à Roma após o empréstimo, Yannick Bolasie não teve seu contrato renovado, Theo Walcott foi gratuitamente para o Southampton, Joshua King foi vendido por um preço não revelado ao Watford, o brasileiro Bernard foi vendido para o Al-Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos, e o jovem Beni Baningime foi vendido ao Heart of Midlothian, da Escócia.

Leeds United — 3 títulos ingleses

Outro time que tem títulos ingleses, mas não na Era Premier League é o Leeds United, tradicional time inglês da região de Yorkshire. O último título inglês conquistado pelo clube foi em 1991–1992, apenas um ano antes da mudança do campeonato inglês. A estreia do time acontece no próximo sábado (14), contra o Manchester United.

Na última temporada da Premier League, o time comandado por Marcelo Bielsa terminou o campeonato na 9ª posição, com 59 pontos, ficando atrás apenas do Big 6, do West Ham, e do Leicester. Os destaques do time na última temporada foram Patrick Bamford, que marcou 17 gols e deu 7 assistências, Jack Harrison, com 8 gols e 8 assistências, e o brasileiro Raphinha, que terminou a liga com 6 gols e 9 assistências.

Para a atual temporada, o time trouxe poucos reforços, contratou um dos destaque da temporada passada, Jack Harrison, em definitivo, trouxe Lewis Bate, meio-campista de apenas 18 anos, ex-Chelsea, trouxe o goleiro norueguês de 20 anos Kristoffer Klaesson, do Valerenga IF, e o principal reforço, Junior Firpo, ex-Barcelona, por 15 milhões de euros.

Assim como jogadores chegaram, outros saíram. Kiko Casilla foi emprestado para o Elche, Ouasim Boy foi para o Al Kharaitiyat, Pablo Hernandez foi para o CD Castellón, Leif Davis foi emprestado para Bournemouth, Barry Douglas foi de graça para o Lech Poznán, e, por fim, o titular no ano passado, Ezgjan Alioski, foi de graça para o Al-Ahli, da Arábia Saudita.

Leicester City — 1 título inglês (1 na Era Premier League)

Outro time que disputará a Premier League nesta temporada 2021–2022 é o Leicester City, surpreendente campeão em 2016 e que está se colocando entre os grandes na Inglaterra. A estreia do time comandado por Brendan Rodgers acontece no próximo sábado (14), contra o Wolverhampton. No último sábado, o Leicester conquistou a Community Shield contra o Manchester City.

Na última temporada, o time começou a todo vapor e chegou a liderar o campeonato por três rodadas, mas após perder força na reta final, acabou nem se classificando para a Liga dos Campeões. Os destaques dos Foxes nesse campeonato foram Jamie Vardy, com 15 gols e 9 assistências, Kelechi Iheanacho com 12 gols e 2 assistências, e Harvey Barnes, com 9 gols e 4 assistências, além do zagueiro Soyuncu, que foi eleito para o time do ano.

O time contratou 3 jogadores nessa janela de transferências até agora, o atacante ex-RB Salzburg, Patson Daka, chegou ao time inglês por 30 milhões de euros, destaque do campeão francês Lille, o volante Boubakary Soumaré é mais um reforço do Leicester, custando 20 milhões de euros, e o lateral/ala Ryan Bertrand, ex-Southampton, veio a custo zero para o atual campeão da FA Cup.

E outros 4 jogadores deixaram o clube. Cengiz Ünder voltou para a Roma após o período de empréstimo, Matty James foi de graça para o Bristol City, o campeão inglês em 2016, Christian Fuchs foi para o Charlotte Independence também sem custos, e o capitão daquela campanha magnífica do Leicester, Wes Morgan, encerrou sua carreira e não fica no clube.

Liverpool — 19 títulos ingleses (1 na Era Premier League)

Premier League 2021
Van Dijk com o novo uniforme do Liverpool. | Foto: Reprodução.

O campeão da temporada retrasada, Liverpool, é outro time que busca uma recuperação após um ano abaixo da média na competição nacional. Ainda com o comando de Jürgen Klopp, o time conta com reforços e principalmente a volta de Van Dijk, que perdeu grande parte da temporada passada. A estreia do Liverpool é contra o Norwich City, no próximo sábado (14), 13h30.

Na temporada passada, o Liverpool até chegou a liderar o campeonato por 6 rodadas, mas após a lesão do zagueiro holandês, muita coisa mudou e por conta de vários resultados, conseguiu a classificação para a Champions, terminando na terceira posição. Os destaques dos Reds na competição foram Mohamed Salah, com 22 gols e 5 assistências, Sadio Mané, com 11 gos e 7 assistências, e o brasileiro Firmino, com 9 gols e 7 assistências.

Muitos jogadores voltaram ao Liverpool depois de um empréstimo, Minamino, jovem jogador japonês voltou do Southampton e goleiro Loris Karius voltou do Porto. Mas a única contratação do clube foi o zagueiro francês de 22 anos, Ibrahima Konaté, que custou cerca de 40 milhões de euros aos cofres do clube inglês, vindo do RB Leipzig.

Nas saídas, o empréstimo de Ozan Kabak acabou e o jogador voltou ao Schalke 04, Wijnaldum saiu de graça e reforçou o PSG, Marko Grujic foi comprado em definito pelo Porto por 12 milhões de euros, o jovem Harry Wilson foi para o Fulham, mas o valor não foi divulgado, e Taiwo Awoniyi, nigeriano de 24 anos, foi vendido para o Union Berlin.

Manchester City — 7 títulos ingleses (5 na Era Premier League)

Gabriel Jesus
Gabriel Jesus com a camisa nova do City. | Foto: Reprodução.

O atual campeão inglês, o Manchester City vem com muito favoritismo para conquistar o bicampeonato, ainda sob o comando de Pep Guardiola, o time chegou muito perto de conquistar seu maior sonho na última temporada, quando perdeu a final da Champions para o Chelsea. O City estreia na competição no domingo (15), contra o Tottenham.

Na última temporada, o City começou muito mal na Premier League, mas após assumir a liderança na 20ª rodada, não saiu mais da primeira colocação e ganhou o campeonato com 12 pontos de vantagem. Os destaques do time na competição foram Kevin De Bruyne, com 6 gols e 12 assistências, Ilkay Gündogan, com 13 gols e 2 assistências, e o zagueiro português Rúben Dias, que chegou ao meio da temporada e foi eleito o melhor jogador da competição.

Assim como o Liverpool, o City também teve vários jogadores voltando de empréstimo, Yan Couto, ex-Coritiba, e Marlos Moreno, ex-Flamengo, voltaram após empréstimos para Girona e Lommel United, respectivamente. Mas o único reforço do time (até hoje) foi Jack Grealish, que custou 117 milhões de euros ao City, se tornando a maior transferência entre clubes ingleses em toda história (o que pode ser superado caso Harry Kane também venha para os Citizens.

Já na parte das saídas, o time perdeu Sergio Agüero e Eric García para o Barcelona após o fim do contrato, vendeu Angeliño em definitivo para o RB Leipzig por 18 milhões de euros, e voltou a emprestar Marlos Moreno, agora para KV Kortrijk, e Arijanet Muric, para o Adana Demirspor, além da venda de Jack Harrison para o Leeds.

Manchester United — 20 títulos ingleses (13 na Era Premier League)

Manchester United
O novo uniforme reserva do Manchester United. | Foto: Reprodução.

O maior campeão inglês de todos os tempos, Manchester United é outro time que vem para a disputa do título nesta temporada. Mantendo Solskjaer como técnico para a nova temporada, o time conta com alguns reforços para conquistar o torneio que não ganha desde a temporada 2012–2013. Os Red Devils estreiam no sábado (14), contra o Leeds United, às 8h30.

Na última temporada, o time chegou a liderar o campeonato por duas rodadas, antes do City assumir a ponta, e acabou encerrando a participação na segunda posição, com 74 pontos. Os destaques do time na competição foram Bruno Fernandes, com 18 gols e 12 assistências, Marcus Rashford, com 11 gols e 9 assistências, e Edinson Cavani, que marcou 10 vezes e teve 3 passes para gol.

Assim como seu rival, o Manchester United tem muitos jogadores voltando de empréstimo, o brasileiro Andreas Pereira voltou da Lazio, Diogo Dalot voltou do Milan, e Jesse Lingard voltou do West Ham, onde foi muito bem. Nas contratações, o time trouxe Tom Heaton, ex-goleiro do Aston Villa, de graça, e Jadon Sancho, craque do Borussia Dortmund, por 85 milhões de euros. e também o zagueiro francês Raphael Varane, que deixou o Real Madrid por aproximadamente 40 milhões de euros.

Nas saídas, o time não renovou os contratos dos goleiros Sergio Romero e Lee Grant, que estão livres no mercado, emprestou Joel Pereira ao RKC Waalwijk, emprestou Tahith Chong ao Birmingham, assim como o uruguaio Facundo Pellistri, que foi para o Alavés, e outro jogador que foi emprestado foi o jovem Axel Tuanzebe, que jogará a Premier League pelo Aston Villa.

Newcastle — 4 títulos ingleses

Outro time que já foi campeão inglês antes da Era Premier League é o Newcastle, que conquistou seu último título na temporada de 1926–1927. O time manteve Steve Bruce no comando técnico e pretende fazer uma temporada melhor do que a do ano passado. O Newcastle estreia na competição no domingo (15), contra o West Ham.

Na última temporada, o Newcastle terminou o campeonato na 12ª posição, ficando no meio da tabela, sem correr riscos de rebaixamento e sem disputar uma vaga nas competições europeias. Os principais destaques do time foram Callum Wilson, que marcou 12 gols e deu 5 assistências, Joseph Willock, que marcou 8 gols, e Allan Saint-Maximin, com 3 gols e 4 assistências.

O time não contratou nenhum jogador, mas teve a volta de Freddie Woodman, que estava emprestado ao Swansea City, Yoshinori Muto, que estava emprestado ao Eibar, e também o zagueiro francês Florian Lejeune, que estava emprestado ao Alavés. Desses 3 jogadores, apenas Woodman ficou no clube, os outros dois foram vendidos.

Assim como Muto, que saiu de graça para o Vissel Kobe, do Japão, e Lejeune, que foi vendido ao Alavés, também tivemos a saída de Willock, que voltou ao Arsenal após o empréstimo, Christian Atsu, que foi vendido para o Al-Raed, da Arábia Saudita, e o empréstimo de Jake Turner, que disputará a quarta divisão inglesa pelo Colchester United.

Norwich City

O campeão da segunda divisão inglesa na última temporada, o Norwich City está de volta à Premier League após o rebaixamento na temporada 2019/2020. A estreia dos Canários acontece no próximo sábado (14), contra o Liverpool, 13h30, em seu estádio.

Na última temporada da Championship, o time foi campeão com 6 pontos de vantagem do segundo colocado, com 29 vitórias, 10 empates e 7 derrotas, terminando sua campanha com 97 pontos. Os destaques do time na competição foram Emiliano Buendía, com 15 gols e 16 assistências, Teemu Pukki, com 26 gols e 4 assistências, e Todd Cantwell, com 6 gols e 6 assistências.

O time recém-promovido trouxe vários reforços para a Premier League, Josh Sargent e Milot Rashica, ambos ex-Werder Bremem, Ben Gibson, zagueiro ex-Burnley, Angus Gunn, goleiro ex-Southampton, Dimitrios Giannoulis e Christos Tzolis, ex-PAOK, Pierre Lees Melou, meio campista ex-Nice, além de Billy Gilmour, que veio do Chelsea por empréstimo.

E muitos jogadores deixaram o clube também, Moritz Leitner saiu de graça para o FC Zürich, Louis Thompson foi para o Portsmouth, Mario Vrancic foi para o Stoke City, Sebastian Soto foi emprestado para o Porto, Josh Martin foi emprestado para o MK Dons. Mas, com certeza, a perda mais significativa foi Emiliano Buendía, que foi vendido para o Aston Villa por quase 40 milhões de euros.

Southampton

Mais um time que nunca conquistou um título de campeonato inglês é o Southampton, time comandado pelo austríaco Ralph Hassenhüttl, que tenta fazer uma campanha melhor que nos últimos anos. O time estreia neste sábado na competição, contra o Everton de Rafa Benítez.

Na última temporada, o Southampton terminou na 15ª colocação, com apenas 43 pontos, sofrendo 19 derrotas nos 38 jogos. Os destaques do time na Premier League foram Danny Ings, com 12 gols e 4 assistências, James Ward-Prowse, com 8 gols e 7 assistências, e Che Adams, com 8 gols e 6 assistências.

O time trouxe alguns reforços para esta nova temporada, Theo Walcott veio de graça do Everton, Romain Perraud deixou o Stade Brestois por 13 milhões de euros, Dynel Simeu e Oliver Lancashire vieram de graça, Valentino Livramento veio do Chelsea por 6 milhões de euros e Adam Armstrong veio do Blackburn Rovers por quase 18 milhões de euros.

O time perdeu Wesley Hoedt, que saiu por um valor não divulgado para o Anderletch, da Bélgica, Angus Gunn foi para o Norwich por 6 milhões de euros, Ryan Bertrand foi para o Leicester de graça, Mario Lemina foi anunciado pelo Nice por 5,5 milhões de euros, e, por fim, Danny Ings fechou com o Aston Villa, por 35 milhões de euros.

Tottenham — 2 títulos ingleses

futebol
Son com a nova camisa do Spurs. | Foto: Reprodução.

Mais um time que rendeu abaixo do esperado na temporada passada, o Tottenham conta com um gás novo na equipe, após anunciar Nuno Espírito Santo, ex-Wolves, como seu novo técnico. Mas logo de cara, a equipe enfrenta o Manchester City, no domingo (15), 12h30.

Na última temporada, o Tottenham acabou o campeonato apenas na sétima posição, se classificando para a Conference League, nova competição criada pela UEFA. Os destaques do time na competição foram Harry Kane, com 23 gols e 14 assistências, Heung-Min Son, com 17 gols e 10 assistências, e Gareth Bale, com 11 gols e 2 assistências.

Muitos jogadores voltaram ao Spurs após um tempo de empréstimo, Oliver Skipp voltou do Norwich, Paulo Gazzaniga voltou do Elche, Ryan Sessegnon voltou do Hoffenheim. O time também contratou 3 jogadores, Pierluigi Gollini e Cristian Romero chegaram da Atalanta por “empréstimo”, e Bryan Gil chegou do Sevilla por 25 milhões de euros.

E alguns jogadores também deixaram o clube, Carlos Vinícius voltou ao Benfica, Gareth Bale voltou ao Real Madrid, ambos após encerrar o período de empréstimo. Juan Foyth foi vendido ao Villarreal em definitivo por 15 milhões de euros, Danny Rose foi de graça ao Watford, Lamela foi ao Sevilla envolvido na negociação de Bryan Gil, Alderweireld foi vendido ao Al-Duhail, do Catar, e Joe Hart foi para o Celtic, por 1 milhão de euros.

Watford

O último time que subiu da Championship na temporada passada, o Watford está de volta à Premier League após uma temporada. O time comandado pelo espanhol Xisco busca se manter na elite do futebol inglês, e estreia no próximo sábado (14), contra o Aston Villa, às 11h, no seu estádio.

Na última temporada na Championship, o time terminou o campeonato na segunda posição, com 91 pontos, apenas atrás do Norwich. Seus destaques na competição foram Ismaila Sarr, com 13 gols e 4 assistências, o brasileiro João Pedro, com 9 gols e 2 assistências, e Troy Deeney, com 7 gols e 3 assistências no campeonato.

Para essa volta à Premier League, o time anunciou a contratação de alguns jogadores, Emmanuel Dennis veio do Club Brugge por 4 milhões de euros, Imrân Louza veio do Nantes por 10 milhões de euros, Joshua King veio do Everton, Danny Rose veio do Tottenham, e alguns jogadores voltaram de empréstimo, como, por exemplo, Cucho Hernández, que estava no Getafe.

E alguns jogadores também deixaram o clube. Ben Wilmot foi vendido para o Stoke City por quase 2 milhões de euros, Craig Dawson foi vendido ao West Ham por 2,4 milhões de euros, e Filip Stuparevic saiu de graça para o Metalac. 

West Ham

Um time que surpreendeu todo mundo na temporada passada, West Ham pretende fazer mais uma boa campanha sob o comando David Moyes. A equipe estreia na competição contra o Newcastle, no domingo (15), no London Stadium, sua própria casa.

Na última temporada, o time terminou a Premier League na sexta posição, garantindo uma vaga na Europa League e desbancando dois rivais londrinos, ficando à frente de Tottenham e Arsenal. Seus principais destaques na competição foram Michail Antonio, com 10 gols e 5 assistências, Jesse Lingard, com 9 gols e 4 assistências, e Tomás Soucek, com 10 gols e 1 assistência.

Para a nova temporada, o time não trouxe muitos reforços, Thierry Nevers foi contratado junto ao Reading, Conor Coventry veio da base do time, Craig Dawson veio do Watford por 2,4 milhões de euros e Alphonse Aréola veio por empréstimo do PSG. 

E assim como poucos chegaram, poucos saíram. Jesse Lingard voltou ao Manchester United após o período de empréstimo ao clube londrino, onde foi muito bem, Fabián Balbuena, ex-Corinthians, saiu de graça para o Dinamo Kiev, e Felipe Anderson foi vendido para a Lazio por cerca de 3 milhões de euros.

Wolves (3 títulos ingleses)

Mais um time que vem se colocando entre os grandes na Inglaterra, o Wolverhampton tenta uma temporada melhor do que a passada, onde terminou apenas na parte debaixo da tabela. Agora, sob o comando de Bruno Lage, o time recheado de portugueses quer voltar a figurar na parte de cima da tabela.

Na última temporada, o Wolves terminou apenas na 13ª posição, com uma campanha de 12 vitórias, 9 empates e 17 derrotas, bem abaixo do que vinha mostrando em temporadas recentes. Os destaques do time foram Pedro Neto, com 5 gols e 6 assistências, Fábio Silva, com 4 gols e 3 assistências, e Rúben Neves, com 5 gols e 1 assistência, todos os 3 são portugueses.

Para a nova temporada, o time anunciou a contratação de 5 reforços, o zagueiro Yerson Mosquera, ex- Atletico Nacional, chegou por 5 milhões de euros, Rayan Aït Nour, chegou do Angers por 11 milhões de euros, o goleiro José Sá, chegou do Olympiacos por 8 milhões de euros, o lateral Bendegúz Bolla chegou por 2 milhões de euros, e Francisco Trincão, ponta do Barcelona, chegou por empréstimo.

Já nas saídas, Willian José voltou para a Real Sociedad após o fim do empréstimo, Vitinha voltou para o Porto, Rúben Vinagre foi emprestado para o Sporting, Campana e Bolla foram emprestados ao Grasshopper e o goleiro Rui Patrício foi vendido à Roma por 11 milhões de euros.

E assim, chega o fim do Guia da Premier League 2021–2022, quem vocês acham que sai como campeão, o Manchester City de Pep Guardiola, o Manchester United de Jadon Sancho, o Chelsea de Romelu Lukaku, o Liverpool de Jürgen Klopp, ou algum time pode surpreender, como o Leicester em 2016?

__________________________
Por Leonardo Pignatari – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas