Paralimpíadas: Conheça todos os esportes coletivos
Menu & Busca
Paralimpíadas: Conheça todos os esportes coletivos

Paralimpíadas: Conheça todos os esportes coletivos

Home > Notícias > Esporte > Paralimpíadas: Conheça todos os esportes coletivos

A edição de Tóquio está para começar, reunindo mais de 4 mil atletas de todo o mundo

Conheça os esportes coletivos das Paralimpíadas de Tóquio.
Conheça os esportes coletivos das Paralimpíadas de Tóquio. | Foto: Reprodução.

A partir da noite desta terça-feira (24), os Jogos Paralímpicos de Tóquio vão começar, com duração até o dia 5 de setembro. Nesse período, 539 provas de 22 esportes diferentes serão disputadas e mais de 1500 medalhas serão distribuídas. No Japão, o Badminton e o Taekwondo irão substituir o Futebol de 7 e a Vela. O Brasil tem a segunda  maior delegação da competição com 258 atletas, atrás apenas dos donos da casa com 260. Confira um pouco mais sobre os esportes coletivos presentes no torneio.

Esportes coletivos dos Jogos Paralímpicos de Tóquio

Basquetebol em cadeira de rodas

O basquete de cadeira de rosas é um dos esportes coletivos dos Jogos Paralímpicos 2021.
O basquete de cadeira de rosas é um dos esportes coletivos dos Jogos Paralímpicos 2021. | Foto: Reprodução.

Um dos esportes coletivos mais antigos das Paralimpíadas é o Basquete em cadeira de rodas. Presente no torneio desde 1960, o país dominante na modalidade é o mesmo que do basquete nas Olimpíadas: os Estados Unidos. Ao todo, são 12 medalhas de ouro, duas de prata e sete de bronze para os americanos, somando as conquistas no masculino e no feminino. Eles, inclusive, foram os times vitoriosos nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016, derrotando Espanha e Alemanha, respectivamente.

Em Tóquio, os Estados Unidos chegam novamente como favoritos, tendo sido ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Lima em 2019 no masculino e prata no feminino. Além deles, fique de olho no Reino Unido, atual campeão europeu, e nos outros países do continente, como Alemanha, Espanha e Holanda. O Brasil, nesta edição, não estará presente na modalidade, tanto no masculino, quanto no feminino.

Futebol de 5

O Brasil é um dos favoritos do Futebol de 5.
O Brasil é um dos favoritos do Futebol de 5. | Foto: Reprodução.

Se no Basquete em cadeira de rodas o Brasil não terá equipes representantes, o Futebol de 5 é um dos grandes carros chefe do país nas Paralimpíadas. Disputado por atletas cegos ou com baixa visão e presente na competição desde 2004, a Seleção Brasileira conquistou a medalha de ouro em todas as edições, se consolidando como a principal potência no esporte. No Rio 2016, jogando em casa, a vitória veio sobre o Irã, por 1×0. Além dos títulos paralímpicos, o Brasil venceu 5 das 7 Copas do Mundo já organizadas na história.

Em Tóquio, o Brasil se mantém favorito a mais um ouro, graças ao talento dos craques Jefinho, Ricardinho e Nonato. Outro país com chances de medalha é a Argentina, bicampeã mundial e que foi ao pódio em três das quatro Paralimpíadas. A estreia da Seleção Brasileira acontecerá dia 28 de agosto, às 23:30, contra a China.

Goalball nas Paralimpíadas

Goalball estará nas Paralimpíadas 2021.
Goalball estará nas Paralimpíadas 2021. | Foto: Reprodução.

Outro esporte coletivo disputado por atletas com deficiência visual é o Goalball. Presente nas Paralimpíadas desde 1976 no masculino e de 1984 no feminino, a modalidade consiste em ter três jogadores em cada equipe com o objetivo de fazer gols no adversário e defender a sua meta. Assim como no Futebol de 5, a bola possui um guizo que auxilia os jogadores a localizá-la pela quadra.

Diferente de outros esportes, o Goalball não possui um país dominante em sua história paralímpica. Ao todo, Dinamarca, Estados Unidos e Finlândia conquistaram três ouros, somando as competições no masculino e no feminino. O Brasil está classificado para ambas as disputas, após ter sido campeão mundial entre os homens e bronze entre as mulheres nas Copas do Mundo de 2018. A estreia da Seleção Brasileira masculina acontecerá nesta terça-feira (24) contra a Lituânia (atual campeã olímpica), enquanto o time feminino jogará pela primeira vez contra os Estados Unidos na quarta-feira (25).

Rugby em cadeira de rodas

Os Estados Unidos domina o Rugby com cadeira de rodas.
Os Estados Unidos domina o Rugby com cadeira de rodas. | Foto: Reprodução.

Criado por um grupo de atletas paraplégicos, o Rugby em cadeira de rodas está presente nos Jogos Paralímpicos desde 1996. Disputado por equipes mistas, os Estados Unidos são os maiores campeões com três ouros olímpicos, seguido da Austrália (2) e da Nova Zelândia (1). Outro país relevante na modalidade é o Canadá, que acumula três pratas e um bronze.

O objetivo do esporte é passar da linha do gol com as duas rodas da cadeira e a posse da bola, em um tempo de quatro períodos de oito minutos cada. Em Tóquio, o favoritismo está com o Japão que, além de jogar em casa, é o atual campeão mundial, derrotando a Austrália, outra candidata à medalha, em 2018. Olho também nos tradicionais Canadá, Estados Unidos e Nova Zelândia. O Brasil não terá uma equipe representando suas cores nesta edição.

Vôlei sentado nas Paralimpíadas

Paralimpíadas
O vôlei sentado é um dos esportes mais populares das Paralimpíadas. | Foto: Reprodução.

Com regras muito parecidas ao Vôlei olímpico, o Vôlei sentado é um esporte coletivo bem consolidado nas Paralimpíadas. Disputado desde 1976, a modalidade tem uma grande diferença em relação ao disputado nas Olimpíadas: todos os saques podem ser bloqueados pela equipe adversária. Com isso, as características do jogo são diferenciadas, priorizando os atletas mais altos, como é o caso do iraniano Morteza Mehrzad de 2,46m de altura (o 2º homem mais alto vivo no mundo e o atleta paralímpico mais alto da história).

Falando nele, o Irã é uma das principais potências da modalidade, já tendo acumulado seis medalhas de ouro e duas de prata, todas no masculino. O Brasil chega forte para a edição de Tóquio após o título nos Jogos Parapan-Americanos de Lima em 2019 no masculino e a prata no feminino. A estreia dos homens será contra a China no próximo sábado (28), e a das mulheres na sexta-feira (27) contra o Canadá.

*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala! Universidades. Se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

__________________________________________________

Por Victor Fardin – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas