Olimpíadas 2021: Pontuação e regras do surf nos Jogos Olimpícos
Menu & Busca
Olimpíadas 2021: Pontuação e regras do surf nos Jogos Olimpícos

Olimpíadas 2021: Pontuação e regras do surf nos Jogos Olimpícos

Home > Entretenimento > Olimpíadas 2021: Pontuação e regras do surf nos Jogos Olimpícos

As Olimpíadas 2021 começaram oficialmente hoje, sexta-feira (23), mas as competições de surf estreiam amanhã. O esporte está sendo praticado pela primeira vez nos Jogos Olímpicos, contudo, os brasileiros já são favoritos para conquistar as medalhas de ouro.

O surf nas Olimpíadas 2021 possui regras e um sistema de pontuação específicos.
O surf nas Olimpíadas 2021 possui regras e um sistema de pontuação específicos. | Foto: Brent Bielmann/World Surf League via Getty Images.

Mas se acredita que as regras e pontuações que valem nas competições de surf se aplicam nas Olimpíadas, está enganado. Os atletas devem seguir novas orientações e cada batida do esporte terá uma pontuação específica, para que os atletas possam avançar na competição.

Dito isso, conheça as regras e pontuação do surf nas Olimpíadas 2021 em Tóquio.

Surf nas Olimpíadas 2021: Conheça as regras e o sistema de pontuação do esporte

Criado pelos povos polinésios que viviam no Havaí e no Taiti, o surf se popularizou no mundo e chegou nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Esta será a primeira vez que atletas competirão pelo esporte em uma Olimpíadas oficial, que possui suas próprias regras para essa modalidade.

O sistema de pontuação olímpico, contudo, é bem diferente daquela estabelecido pela Confederação Brasileira de Surf (CBS) ou pela Liga Mundial de Surf (WSL).

Além disso, o tempo de competição e a qualificação para praticar o esporte também foram diferentes do habitual. Nas Olimpíadas 2021, 20 homens e 20 mulheres foram classificados para o surf. 10 dos homens escolhidos e 8 das mulheres selecionadas foram os melhores colocados do ISA Games 2020. Além disso, os primeiros 4 homens e as primeiras 6 mulheres elegíveis do ISA Games 2020, o melhor elegível do Pan Americano 2019, o melhor do continente africano, asiatico, europeu e da Oceania elegíveis do ISA Games 2019.

Regras básicas do surf

O objetivo do surf é se manter na onda pelo maior tempo possível, realizando o maior número de manobras que serão avaliadas por sua eficiência e qualidade. O surfista com a melhor nota vence a competição.

Os campeonatos brasileiros utilizam as regras da CBS, sendo assim são divididos em 4 baterias e delas são selecionados 2 competidores com as melhores notas. As baterias são as rodadas disputadas pelos competidores, ou seja, uma bateria é uma rodada e o vencedor dela se classifica para a próxima bateria.

As baterias geralmente são disputadas por 4 surfistas, no entanto, em casos excepcionais é permitido que 5 atletas participem. Essas rodadas duram, no mínimo, 15 minutos cada, enquanto as últimas baterias podem durar 20 minutos. O início das baterias é sinalizado por um toque de sirene, enquanto o final são dois toques.

Além disso, as regras da CBS afirmam que o número de ondas de cada rodada fica a critério do Diretor Técnico e do Head Judge, jurado principal. Outro ponto é que serão eles que definirão quantas ondas são necessárias para que o surfista se classifique para a próxima bateria.

Pontuação

A pontuação dos atletas é referente às notas obtidas por meio das avaliações dos jurados. Eles dão notas de 0 a 10 para cada onda surfada pelo atleta e os valores mais baixos são descartados no final. Ou seja, a média desse surfista será calculada com um valor inferior a dos outros.

O cálculo comum durante as competições de surf são: a média simples das três notas válidas para determinar a avaliação de cada onda.

Para a nota, os juízes levam em consideração diversos fatores como a dificuldade das manobras e a versatilidade do surfista para executar tipos diferentes de movimento. Ao final, apenas as duas melhores ondas são consideradas, que serão somadas. Sendo assim, a pontuação máxima de um surfista, segundo a CBS, é de 20 pontos.

Regras e pontuação do surf nos Jogos Olímpicos de Tóquio

O formato olímpico do surf será diferente, contudo, não se distancia das regras brasileiras e mundiais do esporte. Ao todo são 40 surfistas competindo, sendo 20 homens e 20 mulheres que competiram em modalidades distintas, ou seja, masculina e feminina.

O primeiro detalhe que se diferencia é que o surf nas Olimpíadas 2021 será competido em rodadas. Cada uma será composta por um determinado número de baterias e cada bateria terá de 4 a 5 atletas. Delas, sairão os melhores, que irão competir pelas medalhas de ouro, prata e bronze. Nas baterias finais, apenas dois atletas irão competir.

O segundo ponto que se diferencia das competições tradicionais, é que nos Jogos Olímpicos, o surf terá baterias de até 25 minutos. O máximo em competições pelo mundo é de 30 minutos, enquanto o mínimo é de 15. Neste tempo, cada atleta terá a oportunidade de surfar 25 ondas, ou seja, uma onda por minuto, e nelas realizar o maior número de manobras, que devem ter qualidade e um alto nível de performance.

Assim como instituído pela CBS, as notas serão dadas por onda, mas apenas os dois maiores valores serão contabilizados. Por fim, será feita a média dos melhores valores, somando todas as notas totais e dividindo pelo número de baterias.

O painel de Tóquio será formado por 5 juízes, encarregados de avaliar as performances dos surfistas. Nas Olimpíadas 2021, os jurados possuem critérios pré estabelecidos, a serem julgados. São eles:

  • Comprometimento do atleta;
  • Grau de dificuldades das manobras;
  • Grau de dificuldade das ondas;
  • Manobras inovadoras;
  • Combinações;
  • Variedade e velocidade;
  • Potência e fluxo.

As provas de surf nas Olimpíadas 2021 começam no dia 24 de julho, sábado, a partir das 19:00 no horário de Brasília. Para saber mais sobre a tabela de jogos nas Olimpíadas de Tóquio, confira aqui!

________________________________________________

Por Luiza Nascimento – Redação Fala!

Tags mais acessadas