Michele Morrone trabalha com a sua emoção quando canta; entenda isso
Menu & Busca
Michele Morrone trabalha com a sua emoção quando canta; entenda isso

Michele Morrone trabalha com a sua emoção quando canta; entenda isso

Home > Entretenimento > Famosos e TV > Michele Morrone trabalha com a sua emoção quando canta; entenda isso

Michele Morrone destaca-se em diversas áreas, mas, principalmente, na atuação e na música. Se por um lado, começou cedo no cinema, por outro, apenas adentrou no meio musical no ano passado. Contudo, tanto seu reconhecimento internacional quanto a oportunidade de compor o cenário da música foram consequências de seu trabalho em 365 Dni.

Assim, no erótico polonês, deu vida a Massimo Torricelli, um mafioso muito influente na Sicília. Mesmo com tanto poder, sofreu uma armadilha e perdeu seu pai – por meio de um tiro no peito. Agora, além de assumir os negócios da família, terá que encontrar uma maneira de livrar-se de sua obsessão por Laura Biel (Anna-Maria Sieklucka).

Mais do que chamar a atenção por sua atuação, Michele Morrone também deu o que falar na área da música. Afinal, no filme, cantou a maioria de suas canções, além de ser responsável por sua criação também. Dessa maneira, a seguir, entenda por que o astro trabalha com a própria emoção quando está cantando.

michele morrone
Michele Morrone trabalha consigo mesmo quando canta. | Foto: Raffaele Cerracchio.

Michele Morrone revela que trabalha com a sua emoção quando canta

Por mais que Michele Morrone tenha iniciado sua carreira no cinema, hoje, recebe grande destaque no setor musical. Sendo assim, divide seu tempo entre a atuação e a cantoria, tendo muitos projetos em ambas as áreas. No entanto, mesmo que sejam profissões do meio artístico, possuem várias diferenças entre si. De acordo com o famoso, na música, pode ser ele mesmo, já na atuação, interpreta outra pessoa, com outros pensamentos e sentimentos.

Com isso, em entrevista ao site Live Now, o artista comentou que na música, em particular, trabalhar com suas próprias emoções. De certa forma, acaba trabalhando mais consigo do que na atuação, visto que nesta depende de outras pessoas e não pode ser completamente ele mesmo em cada personagem.

Toda vez que estou estudando um novo personagem, eu sempre coloco um pouquinho de mim durante o script, quando estou analisando. Mas, na verdade, eu estou trabalhando em alguém com outra psicologia. Com a música, eu trabalho comigo mesmo, estou trabalhando com a minha emoção. Eu construo uma música do zero: letra, canção, tudo. Então, eu posso ser completamente eu mesmo, até porque a música é um meio para eu me sentir livre.

Mesmo sendo apaixonado pela música, Michele Morrone não tem intenções de abandonar o cinema. Afinal, conforme ele afirmou em outras entrevistas, é interessante dividir-se nos dois campos. Assim, pode ser outra pessoa e ele própria ao mesmo tempo – na atuação e na música, respectivamente.

______________________________
Por Isabela Cagliari – Redação Fala!

Tags mais acessadas