Michele Morrone fala sobre estereotipação indesejável em '365 Dni'
Menu & Busca
Michele Morrone fala sobre estereotipação indesejável em ‘365 Dni’

Michele Morrone fala sobre estereotipação indesejável em ‘365 Dni’

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Michele Morrone fala sobre estereotipação indesejável em ‘365 Dni’

Não é novidade para ninguém que Michele Morrone é um dos artistas de maior destaque atualmente. Apesar de o italiano ter uma trajetória superior a 10 anos no cinema, apenas no ano passado atraiu os holofotes para si ao redor do mundo. Assim, em 2020, deu vida ao protagonista de 365 Dni, Massimo Torricelli, e conquistou uma legião de fãs de todas as nacionalidades.

Na história, Massimo é um gângster muito influente na Sicília, mas vê seu império sofrer abalos depois de uma cilada e a consequente morte de seu pai. Após anos da ocasião, reencontra Laura Biel (Anna-Maria Sieklucka), a jovem que viu na praia no dia fatídico. Com isso, resolve sequestrá-la, a fim de fazê-la amá-lo em até um ano. Entretanto, caso isso não seja possível, libertará a executiva ao final do período.

Mesmo com tanto sucesso no papel, Michele Morrone também foi alvo de polêmicas e estereótipos. Afinal, seu personagem é viciado em sexo, obsessivo, manipulador e longe de ser flor que se cheire. Dessa forma, alguns espectadores começaram a observá-lo como Massimo ou, ainda, apenas como um ator bonito, sem grandes atributos de atuação. Sendo assim, saiba o que o famoso sentiu com essa estereotipação indesejável.

michele morrone
Astro fala sobre estereótipos por causa de 365 Dni. | Foto: Montagem/Reprodução.

Michele Morrone confessa que sofreu com estereótipos após estrelar 365 Dni

Por mais que 365 Dni tenha alavancado a carreira de Michele Morrone, no início, o ator era visto mais como um “rosto bonito”. Ao invés de o foco ser sua performance ou protagonismo no erótico polonês, grande parte do público destacou sua aparência em detrimento de seu trabalho.

Em entrevista ao Times of India, o artista relembrou a situação e ressaltou que a estereotipação não é o objetivo de nenhum profissional da atuação. Além disso, comentou que gostaria de ser alvo dos holofotes por conta de seu talento e paixão nas telas ao interpretar um personagem.

No começo, eu era estereotipado, o que não é algo que um ator deseja, porque sou mais do que um cara bonito. No entanto, tenho uma grande equipe ao meu redor que abriu o caminho e mudou isso completamente. É tudo uma questão de posicionamento. Agora, sou considerado um ator.

Contou.

Michele Morrone não deu detalhes de como sua equipe resolveu a situação, mas o italiano não foi o primeiro a sofrer com estereótipos no cinema. Assim como ele, Jamie Dornan, o protagonista Christian Grey da saga Cinquenta Tons, também foi mais notado por sua beleza do que pela atuação em um primeiro momento. Aliás, ambos os artistas compartilharam de um sentimento de estranhamento por conta disso.

________________________________
Por Isabela Cagliari – Redação Fala!

Tags mais acessadas