Mia Hamm: um dos maiores nomes da história do futebol feminino
Menu & Busca
Mia Hamm: um dos maiores nomes da história do futebol feminino

Mia Hamm: um dos maiores nomes da história do futebol feminino

Home > Notícias > Esporte > Mia Hamm: um dos maiores nomes da história do futebol feminino

Hoje, vamos relembrar a história de Mia Hamm, uma das melhores jogadoras da história do futebol feminino, e que antes de Marta, era unanimidade como a melhor da história da modalidade. Atualmente com 49 anos, Mariel Margaret Hamm, segue nas discussões sobre a GOAT (Greatest of All Time, ou Melhor de Todos os Tempos) do esporte.

Mia Hamm
Mia Hamm é um dos maiores nomes da história do futebol feminino. | Foto: Reprodução

História de Mia Hamm 

Nascida em 17 de março de 1972, no Alabama, Mia já começou a se destacar muito jovem, tanto que aos 15 anos, já foi selecionada para a equipe principal dos Estados Unidos, tornando-se a atleta mais jovem a conseguir tal feito, e chamando atenção também dos principais programas universitários norte-americanos. 

Em 1989, Hamm entrou na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, e 5 anos mais tarde, quando concluiu os estudos, ajudou os Tar Heels a vencer quatro campeonatos seguidos da National Collegiate Athletic Association.

Mia Hamm
Mia Hamm se destacou no futebol desde cedo. | Foto: Reprodução

Durante sua carreira, Mia Hamm fez 276 jogos pela seleção norte-americana, conquistando duas medalhas de ouro, em 1996 em Atlanta, e em 2004 em Athenas, além de duas copas do mundo conquistadas, em 1991 e em 1999. 

Mas nem tudo foi de glórias para Mia, também ficou em terceiro lugar nos Mundiais de 1995 e de 2003, e teve uma medalha de prata nas Olimpíadas de 2000, disputada em Sydney, na Austrália.

Mia Hamm se tornou a primeira “lenda” do futebol feminino, principalmente pela mídia que atraiu à modalidade nos anos 90, tendo sua camisa de número 9 como um sucesso de venda, o que continuou acontecendo pelo resto da sua carreira, rivalizando as vendas até com os atletas do futebol masculino, até sua aposentadoria em 2004.

Hamm também jogou pelo Washington Freedom, da Women’s United Soccer Association, entre 2001 e 2003. E mesmo após sua aposentadoria, Mia continuou totalmente envolvida com o esporte, se tornando co-proprietária do Los Angeles Football Club, da MLS, junto com seu marido Nomar Gacioparra, ex-jogador de beisebol.

Mia Hamm
A jogadora encerrou a carreira em 2004 após grandes conquistas. | Foto: Reprodução

Mia Hamm era tão querida por sua competitividade, sua habilidade em geral e sua facilidade impressionante para marcar gols. A jogadora se aposentou da seleção nacional em 2004, marcando 158 gols em 256 jogos, tornando-se a maior artilheira por seleções entre homens e mulheres à época, até o recorde ser quebrado por sua compatriota Abby Wambach, em 2013.

Mia encerrou sua carreira com os 2 títulos olímpicos, os dois campeonatos mundiais de futebol feminino, e também com 2 prêmios de Melhor Jogadora do Mundo pela FIFA, em 2001 e 2002, nos dois primeiros prêmios entregues, além de ficar na segunda posição nos dois anos seguintes. Agora fica o questionamento, Mariel Margareth Hamm é a maior jogadora de futebol de todos os tempos?

__________________________
Por Leonardo Pignatari – Fala! PUC 

Tags mais acessadas