Maria Antonieta: 5 filmes sobre a última rainha da França
Menu & Busca
Maria Antonieta: 5 filmes sobre a última rainha da França

Maria Antonieta: 5 filmes sobre a última rainha da França

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Maria Antonieta: 5 filmes sobre a última rainha da França

Maria Antônia Josefa Johanna von Habsburg-Lothringen, mais conhecida como Maria Antonieta, nasceu 1755, na Áustria. Através de um casamento arranjado com interesses políticos por parte de sua mãe, casou-se com Luís Augusto, que assumiu o trono em 1774, tornando-se rei da França.

Maria Antonieta era assunto onde quer que fosse, e era julgada e vista por outros de inúmeras formas, independentemente de classe social. Havia aqueles que a consideravam um símbolo da arrogância e insensatez da monarquia francesa, por outro lado, também era admirada como uma santa sacrificada por malucos que tinham se revoltado contra a ordem natural das coisas. Pensando nisso, reuni 5 filmes sobre a última rainha da França, confira abaixo!

Maria Antonieta
Conheça alguns filmes sobre a rainha. | Foto: Reprodução.

5 filmes sobre Maria Antonieta

1- Maria Antonieta (1938) 

Feito em 1938, este foi um dos primeiros filmes sobre Maria Antonieta. Estrelado por Norma Shearer, que foi indicada ao Oscar por seu papel, o filme enfoca a relação entre Maria Antonieta e seu marido. O filme começa com a vida de Antonieta na corte francesa antes de tornar-se rainha.

Maria Antonieta e seu marido, o futuro rei Luís XVI, são completamente diferentes, opostos exatos quando se trata de personalidade. Ela é conhecida por suas festas e jogos de azar, enquanto Luís XVI é conhecido por seu comportamento tímido e quieto. Mesmo depois de casados, eles deixam de consumar seu relacionamento por um longo tempo. Isso é compreensível, pois o futuro rei e rainha tinham apenas 15 e 14 anos, respectivamente, quando se casaram.

O filme também retrata o relacionamento tenso de Maria Antonieta com a amante do rei, Madame du Barry, além de seu romance com Axel von Fersen, seus efeitos sobre sua família e os últimos dias da corte francesa antes da Revolução. 

2- Maria Antonieta (2006)

O filme conta a vida da rainha francesa desde quando ela chegou ao país ainda adolescente, com apenas 14 anos. A trama retrata diversos acontecimentos como o dia do casamento, a vida na corte francesa, o nascimento dos filhos, um caso que ela supostamente teve com um conde sueco chamado Axel von Fersen e, finalmente, seus últimos dias como rainha antes da tomada de Versalhes em 1789.

Estrelado por Kirsten Dunst, este filme tem um enfoque único, retratando Maria Antonieta como se fosse uma celebridade moderna focada apenas em sexo, festas e indulgências. É difícil não se relacionar com os excessos, os tormentos e a confusão da trágica rainha neste filme. Além disso, pode ser visto como um lembrete dos problemas que acabam, muitas vezes, com a vida de celebridades que são lançadas no centro das atenções muito jovens.

3- Adeus, Minha Rainha (2012)

Adeus, Minha Rainha é um filme francês dirigido por Benoît Jacquot sobre os últimos dias da corte francesa, vistos pelos olhos de um servo chamado Sidonie Laborde. No decorrer do filme, a notícia da tomada da Bastilha chega ao palácio de Versalhes. Assim, Maria Antonieta convence Sidonie a se disfarçar de Duquesa de Polignac, uma das “favoritas” da rainha e amiga mais próxima, para ajudar a verdadeira Duquesa a escapar para a Suíça.

O filme também aborda o suposto caso de amor entre Maria Antonieta e a Duquesa de Polignac, relação que nunca foi confirmada e que também poderia ter sido uma forma de propaganda contra a rainha.

4- Revolução Em Paris (2019)

O filme retrata o povo francês que se rebela contra a monarquia durante o reinado de Luís XVI, em 1789, e exige uma transformação na sociedade baseada nos princípios de liberdade, igualdade e fraternidade. A trama é um estudo histórico abrangente dos eventos e dos personagens envolvidos na Revolução Francesa. Está repleto de figuras históricas como Danton, Marat e Robespierre, observando seus papéis e seus lugares na Revolução, cruzando os seus destinos com homens e mulheres comuns.

O filme mostra o ponto de vista de todos, desde o mais baixo camponês até os membros da Assembleia Nacional que acabaram por pedir a morte do rei. Maria Antonieta é interpretada por Maëlia Gentil, mas não é retratada como uma rainha alegre do bolo e sapatos bonitos. Em vez disso, você vê o preço de suas indulgências e tem uma ideia real do que realmente significou a Revolução Francesa.

5- O Enigma do Colar (2001) 

Embora não seja um filme sobre a rainha, a trama gira em torno da corte de Maria Antonieta e foi baseada em uma história real que envolveu diretamente a rainha. Esta história conta a vida da personagem principal, Jeanne de Saint-Rémy de Valois, interpretada por Hilary Swank. Empobrecida por dívidas, Jeanne pede ajuda à Maria Antonieta, interpretada por Joely Richardson. Ao ter o seu pedido negado, a protagonista configura um dos assaltos mais famosos da história para reconquistar a fortuna de sua família.

___________________________
Por Maísa Balsan – Fala! Cásper

Tags mais acessadas