Manifestações 7 de setembro -Verdades, inverdades e consequências Manifestações 7 de setembro: Verdades, inverdades e consequências
Menu & Busca
Manifestações 7 de setembro -Verdades, inverdades e consequências

Manifestações 7 de setembro -Verdades, inverdades e consequências

Home > Notícias > Política > Manifestações 7 de setembro -Verdades, inverdades e consequências

Será que nos tempos atuais ainda faz sentido consumir notícias dos grandes canais de mídia brasileiros? O Jornalismo tem como principal característica relatar fatos ocorridos, com o objetivo de informar a população do que está acontecendo ao seu redor, seja em seu bairro, sua cidade, país ou mundo.

Sem cunho político algum, sem adotar um discurso pró-governo ou contra o governo, o que os grandes canais de mídia do Brasil fizeram ontem, noticiando as manifestações de 7 de setembro, como uma iniciativa de baixa adesão da população, ou de baixa popularidade do presidente em exercício, chegou ao nível de desinformar a população e de desrespeito com quem consome suas notícias. E isso traz consequências.

O que é e o que não e verdade sobre a manifestão do dia 7 de setembro.
O que é e o que não e verdade sobre a manifestação do dia 7 de setembro. | Foto: Montagem/Reprodução.

O que realmente ocorreu nas manifestações de 7 de setembro?

O que aconteceu nas manifestações de 7 de setembro foram ruas abarrotadas em muitas das capitais do país. Não, necessariamente, de manifestantes que apoiam o atual governo, mas sim, de pessoas que são contra as últimas decisões tomadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e a forma como ele é composto.

As manifestações em todas as cidades aconteceram de forma pacífica, organizada e pudemos ver cidades como Brasília-DF, Rio de Janeiro-RJ, Recife-PE, São Paulo-SP, e Salvador-BA, cheias de manifestantes nas ruas e gritos de ordem.

Confira:

Brasília-DF:

Rio de Janeiro-RJ:

Recife-PE

São Paulo-SP:

Salvador-BA:

Vale reforçar que quem estava nas ruas não necessariamente apoia o atual governo e/ou concorda com a ideologia política do presidente em exercício. Ou até mesmo com a forma como é tratada a pandemia, ou então são simpáticos aos esquemas de corrupção que o atual governo está supostamente envolvido. Os manifestantes do 7 de setembro moviam-se contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

O que a grande mídia noticiou sobre as manifestações de 7 de setembro?

A grande mídia brasileira, antes da veracidade da notícia, tem seus interesses individuais. Interesses políticos, interesses ideológicos e até mesmo interesses financeiros ligados a patrocinadores. O que faz com que, muitas vezes, os fatos sejam distorcidos, manipulados e direcionem os consumidores daquela notícia a formar determinada opinião.

Infelizmente, as manifestações de 7 de setembro foram noticiadas pela grande mídia como algo que teve baixa adesão da população, impopularidade do presidente em exercício ou, até mesmo, classificada como antidemocrática.

Confira:

UOL:

G1:

Folha de São Paulo:

Quando interpretações distorcidas de um fato se tornam notícia e esta é apresentada para os leitores como verdade, não apenas causa desinformação na população, mas, também, traz graves consequências nas decisões que cada cidadão irá tomar em médio e longo prazo.

Quais as consequências?

A consequência é a desinformação, algo que fará certamente com que os consumidores daquela ou de outras notícias distorcidas encarem os fatos de forma equivocada e, futuramente, tomem decisões erradas. Algo que poderá acarretar em futuros prejuízos para a nação como um todo.

Trazendo o foco para o grupo de pessoas que é contra o atual governo, acreditar que as manifestações foram pequenas ou que o atual presidente está com baixa popularidade faz com que este grupo não encare seu adversário da forma correta e não se prepare para combatê-lo nas próximas eleições. Negar o que está acontecendo na atualidade enfraquece movimentos contra o governo, desprepara a população para um futuro embate. Ou seja, não conhecer ou ignorar os pontos fortes do seu “adversário” com certeza irá atrapalhar as estratégias para vencê-lo.

Quando focamos no grupo pró-governo, isso deslegitima a manifestação que aconteceu e desrespeita os cidadãos que estavam lá se manifestando. Mas as principais consequências disso é o fortalecimento dos líderes da manifestação e do discurso contido nela, quando imagens reais são expostas e desmentem as notícias enviesadas, o que fortalece ainda mais o discurso do atual presidente sobre seus descontentamentos com a mídia e o torna ainda mais polêmico, colocando-o em uma posição de destaque. O que futuramente também trará distorção no entendimento da população e consequências nas urnas.

* Este texto representa a opinião do autor, e não necessariamente a opinião do portal Fala! Universidades.

____________________________________________________

Por Pedro de Alcântara – Redação Fala!

Tags mais acessadas