Libertadores da América: A grande final do campeonato
Menu & Busca
Libertadores da América: A grande final do campeonato

Libertadores da América: A grande final do campeonato

Home > Notícias > Esporte > Libertadores da América: A grande final do campeonato

Palmeiras e Flamengo farão a final da Libertadores em Montevidéu

A final da Libertadores será disputada entre Palmeiras e Flamengo.
A final da Libertadores será disputada entre Palmeiras e Flamengo. | Foto: Reprodução.

Os últimos dois campeões da Libertadores, Palmeiras e Flamengo, disputarão a grande final do campeonato no dia 27 de novembro, no Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai. O atual campeão Palmeiras se classificou após dois empates com o Atlético Mineiro, com a vantagem do gol fora de casa, já o Flamengo, bateu o Barcelona por 4×0 no agregado, com 4 gols de Bruno Henrique.

Confira a campanha dos finalistas na Libertadores da América

A campanha do Palmeiras no campeonato

Principal goleiro do Brasil nos últimos anos, Weverton teve mais uma campanha de destaque no campeonato.
Principal goleiro do Brasil nos últimos anos, Weverton teve mais uma campanha de destaque no campeonato. | Foto: Cesar Greco/Palmeiras.

Campeão da última Libertadores, o Palmeiras era cabeça de chave no grupo A, junto do Defensa y Justicia, Independiente Del Valle e Universitario, de Argentina, Equador e Peru, respectivamente. Na primeira rodada, contra o time peruano, uma vitória por 3×2, com um gol de Renan no último lance, na segunda partida, jogando em casa, um ótimo 5×0 contra o time equatoriano.

Na terceira rodada, mais uma vitória, agora por 2×1 contra o Defensa y Justicia, seu algoz na Recopa, ambos os gols foram marcados por Rony. Na partida seguinte, a quarta vitória seguida, agora contra o Del Valle, por 1×0, jogando na altitude, com um gol de pênalti convertido por Raphael Veiga.

Na penúltima rodada, veio a única derrota do time na Libertadores até aqui, jogando em casa contra o Defensa y Justicia, o time saiu derrotado por 4×3, em um jogo muito movimentado. Na última partida da fase de grupos, o time goleou novamente, agora o Universitario, em uma excelente partida da equipe alviverde, onde o jogo terminou 6×0.

Dudu voltou ao Palmeiras no meio do ano e foi decisivo na Libertadores.
Dudu voltou ao Palmeiras no meio do ano e foi decisivo na Libertadores. | Foto: André Penner/REUTERS.

Nas oitavas de final, o sorteio colocou o Palmeiras frente a frente com o Universidad Catolica, do Chile. E com duas vtórias por 1×0, o time se classificou para as quartas de final, na primeira partida, o gol alviverde foi marcado por Raphael Veiga, de pênalti, já na partida de volta, o gol foi marcado por Marcos Rocha.

Nas quartas de final, um clássico estadual contra o São Paulo, time que o Palmeiras nunca havia eliminado na Libertadores. Na partida de ida, um empate por 1×1, onde Patrick de Paula marcou um gol de falta e garantiu o empate. No jogo de volta, o time comandado por Abel Ferreira goleou o rival por 3×0, com gols de Raphael Veiga, Dudu, e novamente Patrick de Paula.

Nas semifinais, o time enfrentou o Atlético Mineiro, atual líder do Brasileirão, e o primeiro jogo, no Allianz Parque, terminou em 0x0, em uma partida muito abaixo do nível técnico esperado. Já na partida de volta, no Mineirão, o time mineiro saiu na frente com Eduardo Vargas, mas 10 minutos depois, após a entrada de Gabriel Veron, o time paulista empatou em uma jogada inteligente do camisa 27, que deixou Dudu na cara do gol, e o ídolo palmeirense não desperdiçou a chance.

A campanha do Flamengo na Libertadores

A dupla do Flamengo brilhou na Libertadores.
A dupla do Flamengo brilhou na Libertadores. | Foto: Marcelo Cortes/Flamengo.

Campeão em 2019, o Flamengo caiu no grupo G, ao lado de Vélez, LDU e Unión La Calera, da Argentina, Equador e Chile, respectivamente. E na sua estreia na Libertadores, ainda sob o comando de Rogério Ceni, o time carioca bateu o Vélez por 3×2, de virada. Na segunda partida, um excelente 4×1 contra o time chileno.

Na sua última vitória na fase de grupos, o Flamengo enfrentou a LDU, fora de casa, vencendo por 3×2. Na partida seguinte, começou a sequência de 3 empates seguidos do Mengão, o primeiro foi contra a Unión La Calera no chile, um bom jogo em que o time chileno abriu 2×0 no começo do jogo, mas o time brasileiro conseguiu empatar em 2×2, com gols de Gabigol e Willian Arão, que havia falhado no segundo gol do La Calera.

Nas duas últimas partidas, vieram mais dois empates, ambos no Maracanã, contra LDU, com um gol de Gustavo Henrique, aos 42 minutos do segundo tempo. E na última rodada, um empate por 0x0 contra o Vélez, garantindo a primeira posição do grupo.

Diego Alves foi destaque na semifinal, segurando o ataque do Barcelona.
Diego Alves foi destaque na semifinal, segurando o ataque do Barcelona. | Foto: Marcelo Cortes/Flamengo.

Nas oitavas de final, o time do Flamengo enfrentou o Defensa y Justicia, do grupo do Palmeiras, e conseguiu duas vitórias, jogando fora de casa, ficou apenas no 1×0, na estreia de Renato Gaúcho, com um gol de Michael aos 20 minutos de jogo. Na partida de volta, uma goleada por 4×1, com gols de Rodrigo Caio, Arrascaeta, e Vitinho duas vezes.

Nas quartas de final, o time comandado por Renato Gaúcho enfrentou o Olimpia, que havia eliminado o Internacional na fase anterior. E na partida de ida, o Mengão já “garantiu” a classificação, em uma excelente vitória por 4×1, fora de casa, com 2 gols e uma assistência de Gabigol. Na partida de volta, um excelente 5×1, com mais uma partida excelente do camisa 9, que marcou mais 2 gols.

Já na semifinal, contra o Barcelona de Guayaquil, que eliminou o principal rival do Flamengo, Fluminense, nas quartas de final. Na primeira partida, no Maracanã, uma boa vitória por 2×0, com dois gols de Bruno Henrique, e uma atuação de gala do goleiro Diego Alves, que foi eleito o melhor em campo. Na partida de volta, mais uma vitória por 2×0, novamente com dois gols do camisa 27, e mais uma partida excelente do arqueiro brasileiro.

Agora, Palmeiras e Flamengo se enfrentam no dia 27 de novembro, no Estádio Centenário. Os dois últimos campeões buscam se juntar ao Santos, São Paulo e Grêmio como os únicos tricampeões da Libertadores no Brasil. Além de garantir uma vaga no Mundial de Clubes, que deve ser realizado em Fevereiro, sem um local definido ainda.

________________________________________________________

Por Leonardo Pignatari – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas