Horas complementares: o que são e como consegui-las?
Menu & Busca
Horas complementares: o que são e como consegui-las?

Horas complementares: o que são e como consegui-las?

Home > Universidades > Horas complementares: o que são e como consegui-las?

Para conseguir um diploma de ensino superior, é preciso muito mais do que ser aprovado em todas as matérias do curso. Além do estágio, muitas vezes obrigatório, o Ministério da Educação (MEC) institui que o aluno deve cumprir atividades e horas complementares para enriquecer o processo de ensino-aprendizagem, aprimorando, assim, a formação profissional do aluno.  

Dessa forma, cada instituição deve seguir as diretrizes do MEC, que estabelece quantas horas complementares cada curso demanda. O cálculo é feito de acordo com a carga horária e o projeto pedagógico de cada curso. Assim, o bacharelado presencial em Odontologia, por exemplo, exige no mínimo 4000 horas complementares. Já para o curso de Turismo, bacharel e presencial, são exigidas pelo menos 2400 horas.

horas complementares
Saiba o que são horas complementares e como consegui-las. | Foto: Freepik.

O que são horas complementares?

As horas complementares, portanto, são atividades que estão de acordo com o curso de graduação do aluno e seguem as normas da instituição de ensino, para que o estudante tenha uma vivência profissional da sua área escolhida. Assim, elas incluem participação em eventos, congressos e seminários, pesquisa científica, palestras, cursos de extensão e até monitorias e trabalho voluntário. 

Algumas faculdades e universidades também consideram como horas complementares a ida a teatros, cinemas e museus. Por isso, informe-se na secretaria de sua instituição de ensino e mantenha a organização de seus certificados e ingressos, pois eles serão a sua comprovação das horas realizadas. 

Como conseguir horas complementares gratuitamente?

Muitas faculdades oferecem cursos, palestras e workshops gratuitos para que os alunos possam obter horas complementares. No entanto, devido à pandemia, isso tem sido feito de maneira on-line.

A boa notícia é que, em virtude desse novo formato, os alunos ganharam mais opções de cursos, pois o espaço físico não é mais um impedimento para a realização dessas atividades. Assim, veja exemplos de como conseguir horas complementares gratuitamente: 

Coursera

Já pensou em ter aulas com professores de diversas universidades ao redor do mundo, como University of London, Science Po e Stanford University? No Coursera, isso é possível. A plataforma tem mais de 200 parceiros e oferece cursos sobre os mais variados temas, como psicologia, línguas, nutrição, estatística e design. 

Alguns cursos são oferecidos somente em inglês e, em alguns deles, os alunos corrigem as atividades de estudantes de outros lugares do mundo. Por isso, leia atentamente as características do curso antes de iniciá-lo. 

Cursos de difusão USP

A maior universidade do país também oferece cursos de extensão gratuitos à comunidade e, devido à pandemia, isso está sendo realizado de maneira on-line. Alguns dos temas abordados são literatura, saúde, computação, pedagogia e engenharia. 

As inscrições são feitas pelo sistema Apolo e alguns cursos exigem uma quantidade mínima de frequência para aprovação. 

Fundação Bradesco

A Fundação Bradesco oferece cursos gratuitos sobre finanças, educação, tecnologia, artes, informática e muitas outras áreas. Na aba inicial do site, é possível ver a carga horário e o nível de cada curso (iniciante, intermediário e avançado). Para ter acesso e ganhar horas complementares na faculdade, é preciso antes fazer um cadastro. 

___________________________
Por Caroline Piovani – Redação Fala!

Tags mais acessadas