NBA: A série incrível de Chris Paul contra o Denver Nuggets
Menu & Busca
NBA: A série incrível de Chris Paul contra o Denver Nuggets

NBA: A série incrível de Chris Paul contra o Denver Nuggets

Home > Notícias > Esporte > NBA: A série incrível de Chris Paul contra o Denver Nuggets

Armador do Phoenix Suns, Chris Paul levou o time de volta a uma final de conferência depois de 10 anos

Chris Paul
O camisa 3 está de volta a uma final de conferência. | Foto: Christian Petersen.

Como todos sabem, Chris Paul, ou CP3 como é conhecido, é considerado por muitos como um dos maiores armadores de todos os tempos na NBA. Com passagens por New Orleans Hornets, Los Angeles Clippers, Houston Rockets, Oklahoma City Thunder e, agora, Phoenix Suns, o “Point God” mostrou a sua melhor versão nessa semifinal de conferência contra o Denver Nuggets.

Com médias assustadoras, o armador de Phoenix liderou a equipe do Arizona para sua primeira final de conferência desde 2010, quando enfrentou o Los Angeles Lakers, de Kobe Bryant, e acabou eliminado por 4×2. O jogador de 36 anos ainda busca seu primeiro título na NBA, e agora enfrenta o Utah Jazz, de Donovan Mitchell, ou o Los Angeles Clippers, de Kawhi Leonard e Paul George na disputa pela vaga na grande final.

Chris Paul e destaque na NBA

Jogo 1 – Phoenix Suns 122×105 Denver Nuggets

Jogadores do Phoenix Suns
Jogadores do Phoenix Suns comemorando a vitória no jogo 1. | Foto: Aaron Ontiveroz.

Na primeira partida da série contra o Denver Nuggets, no Talking Stick Resort Arena, em Phoenix, o jogo começou bem equilibrado, tanto que, no intervalo, a equipe de Nikola Jokic vencia por 1 ponto. Mas com um terceiro quarto magnífico, a equipe da casa abriu uma vantagem de 9 pontos e se manteve melhor até a final da partida.

O Phoenix Suns contou com um ótimo jogo coletivo nesta partida, onde 4 jogadores (Mikal Bridges, o próprio CP3, Devin Booker e DeAndre Ayton) passaram dos 20 pontos na partida. Os números de Chris Paul na partida foram ótimos, com 21 pontos, 6 rebotes e 11 assistências e apenas 1 turnover, o armador ajudou sua equipe a conseguir a vitória importantíssima.

Jogo 2 – Phoenix Suns 123×98 Denver Nuggets

nba
O Suns venceu os dois primeiros jogos no Arizona. | Foto: Aaron Ontiveroz.

Na segunda partida, ainda em Phoenix, o time mandante foi dominante desde o primeiro quarto, onde já abriu uma pequena vantagem de 4 pontos, até o final do jogo, onde acabou com uma vantagem de 25 pontos. A equipe do Arizona só ficou atrás do placar na primeira cesta do jogo, quando Jokic acertou um arremesso de 2 pontos.

Nesse jogo 2, o Phoenix Suns contou novamente com um excelente jogo coletivo, onde 10 jogadores fizeram pelo menos 7 pontos e 6 jogadores alcançaram a barreira dos dois dígitos, além de 3 duplos-duplos. Chris Paul terminou a partida com 17 pontos, 5 rebotes e 15 assistências e, desta vez, sem cometer nenhum turnover.

Jogo 3 – Denver Nuggets 102×116 Phoenix Suns

Devin Booker
Devin Booker foi o cestinha do Suns no jogo 3. | Foto: Reprodução.

No jogo 3, no Pepsi Center, em Denver, mais uma vitória tranquila para o Phoenix Suns, que já abriu 10 pontos de vantagem logo no primeiro quarto e só controlou essa vantagem até o final da partida. E novamente, a equipe comandada por Monty Williams, só ficou atrás do placar no começo do jogo, quando o Denver abriu 1 ponto de vantagem.

O grande destaque dessa partida foi Nikola Jokic, com 30 pontos, 20 rebotes e 10 assistências. Mas, pelo lado da equipe do Arizona, os destaques foram Devin Booker, com 28 pontos, e claro, o melhor jogador da série, Chris Paul, com 27 pontos, 6 rebotes, 8 assistências e apenas 2 turnovers. Até o momento, CP3 tinha uma média excelente, de um erro a cada 11 assistências.

Jogo 4 – Denver Nuggets 118×125 Phoenix Suns

Chris Paul e Devin Booker
Chris Paul e Devin Booker fizeram chover no jogo 4. | Foto: Reprodução.

No último jogo da série, novamente no Colorado, a equipe do Phoenix Suns novamente liderou a partida desde o primeiro quarto, quando conseguiu uma parcial de 28×22 e segurou essa vantagem até o final do jogo. A franquia do Arizona foi a única das 8 equipes que conseguiu se classificar para a final de conferência com 4 vitórias em 4 jogos.

E para coroar uma série gigante de um dos principais jogadores da história da liga, Chris Paul teve uma atuação gigantesca para fechar a série. Com 37 pontos (74% de aproveitamento nos arremessos), 3 rebotes e 7 assistências, o camisa 3 garantiu uma vaga na grande final da conferência oeste. Outro destaque da partida foi Devin Booker, com 34 pontos e 11 rebotes na partida.

E agora, até onde a equipe do Phoenix Suns, comandada por Monty Williams, e liderada dentro de quadra por Chris Paul e Devin Booker, pode chegar nesses playoffs? Depois de eliminar o Lakers, de LeBron e Anthony Davis, e o Nuggets, de Nikola Jokic, existe alguma equipe de parar o time de Arizona? Todas as respostas serão reveladas em breve, quando começar a tão esperada final de conferência.

___________________________
Por Leonardo Pignatari – Fala! Esporte em Pauta

Tags mais acessadas