Hoje, 11/06, é o aniversário de 155 anos da Batalha do Riachuelo
Menu & Busca
Hoje, 11/06, é o aniversário de 155 anos da Batalha do Riachuelo

Hoje, 11/06, é o aniversário de 155 anos da Batalha do Riachuelo

Home > Entretenimento > Cultura > Hoje, 11/06, é o aniversário de 155 anos da Batalha do Riachuelo

Há exatos 155 anos o Brasil experienciou a maior batalha naval da América do Sul. Dia 11 de junho de 1865, as fragatas comandadas pelo Almirante Barroso avançavam cada vez mais às margens do Riachuelo, um afluente do Rio Paraná, rumo ao Paraguai. A vitória contra as tropas paraguaias de Solano López foi um grande marco não só da Guerra do Paraguai como também da história da marinha Brasileira.

A Guerra do Paraguai (1864 – 1870) foi o maior conflito no qual o Brasil se envolveu. Ironicamente, a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial é mais lembrada e, por vezes, até mais valorizada, talvez, por ser mais recentes e envolver grandes potências mundiais.

Não há dúvidas da importância dos pracinhas e de todos militares brasileiros que atuaram na Itália no final da Segunda Guerra, no entanto, os conflitos no Rio da Prata representaram muito mais que triunfos das forças militares brasileiras, foram extremamente relevantes nos rumos do governo de Dom Pedro II e da história do país como um todo, consolidando diversos processos como: o fortalecimento do nacionalismo do país, num período que este era um desafio tanto político quanto cultural, a intensificação da ideia de recrutamento obrigatório dos cidadãos e o aumento das campanhas abolicionistas.

A participação de soldados negros nessa guerra teve um grande simbolismo.O governo deu o exemplo, liberando todos os escravos do próprio Estado pra Guerra (os chamados escravos da nação). A partir disso, muitos outros proprietários também entraram nesse esforço nacional de enviar os escravos para guerra com uma futura promessa de liberdade quando voltassem.

O retorno desses escravos gerou inúmeras contestações a respeito da permanência de práticas escravocratas no país, fortalecendo muito o abolicionismo, que viria a acontecer só 18 anos depois, com a Lei Áurea. Há uma charge muito famosa de um importante artista do Segundo Reinado, Angelo Agostini, que representa bem essa contradição vivida pelos milhares de escravos que serviram o país.

escravidão
Charge: Soldado Negro voltando da Guerra e vendo sua mãe sofrendo punições dos senhores de escravo. | Foto: Reprodução.

Outro importante fator a respeito da Guerra do Paraguai foi uma maior valorização de forças, como o exército que sempre foi visto como a menos privilegiada pelo governo. Sob a liderança de militares como o general Osório e Duque de Caxias, tiveram um papel determinante em diversas batalhas como a de Tuiuti, de Avaí, e a Batalha de Lomas Valentinas.

Mas, aqui, falamos da Marinha cujo o destaque está nas vitórias nas Batalhas do Humaitá e do Riachuelo. Foram importantes na consolidação de nomes como o Almirante Tamandaré e o Almirante Barroso, este que foi o responsável por comandar as tropas e as fragatas na Batalha que aniversaria hoje.

Algumas curiosidades sobre essa data

Um dos quadros mais famosos do Segundo Reinado, pintado pelo artista Victor Meirelles retrata a batalha do Riachuelo, a tela possui 4 metros de altura e 8 de comprimento. Na cena, podemos notar ao centro, na proa da Fragata Amazonas, o Almirante Barroso de braços erguidos anunciando a vitória na batalha. A obra se encontra no Museu Histórico Nacional no centro do RJ.

Quadro Batalha do Riachuelo
Quadro Batalha do Riachuelo, de Victor Meireles. | Foto: Reprodução.

O dia 11 de junho é o único dia do ano no qual o uniforme obrigatório da marinha é o Alexandrino, o chamado ”Uniforme do Dia”. 

Uniforme Alexandrino
Uniforme Alexandrino. | Foto: Reprodução.

Hoje, a banda sinfônica do corpo de fuzileiros navais fará uma apresentação direto da Ilha Fiscal, que será transmitida no YouTube, às 19 horas.

________________________
Por Pedro Tavares – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas