'Little Fires Everywhere': Série mais importante do que você imagina
Menu & Busca
‘Little Fires Everywhere’: Série mais importante do que você imagina

‘Little Fires Everywhere’: Série mais importante do que você imagina

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘Little Fires Everywhere’: Série mais importante do que você imagina

O serviço de streaming Amazon Prime serviu aos seus assinantes o novo sucesso Little Fires Everywhere, que, de cara, já chamou a atenção do público pelo peso de seu elenco: protagonizado por Reese Witherspoon e Kerry Washington, recém-chegada no universo das séries.

A trama relata a convivência conflituosa de dois núcleos familiares completamente distintos: Elena Richardson (Witherspoon) comanda a tradicional família branca, rica e “de bem” americana, enquanto Mia Warren (Washington) possui uma curiosa vida de artista nômade ao lado de sua filha adolescente, Pearl (Lexi Underwood). Os oito episódios “a olho nu” servem de palco aos desalentos e pormenores que se transfiguram nos estigmas familiares e maternos, porém, para aqueles que ousarem se aventurar pela narrativa, o rio torna-se mais fundo do que aparenta…

Lilttle Fires Everywhere
Pôster de divulgação de Lilttle Fires Everywhere. | Foto: Cinestera.

O elenco e produção são, definitivamente, os maiores atrativos da série e merecem, de fato, tamanho destaque. Whiterspoon encarna o verdadeiro estereótipo da mãe e dona de casa que a sociedade tanto exige das mulheres e, mesmo encurralada mais uma vez no mesmo formato de personagem com o qual tanto se assemelha e, consequentemente, é especialista (muitos espectadores confirmaram a semelhança do papel com Madeline, da outra série de sucesso que participou Big Little Lies), a atriz constrói com criatividade e maestria toda a complexidade contida em todas as pessoas, até naquelas que se afirmam tão perfeitas.

Além dela, Kerry Washington usou brilhou em seu protagonismo ao dar vida a virtuosidade e expressionismo tão marcados de sua personagem que, mesmo sendo uma mulher sisuda e de poucas palavras, revela toda a sua força e profundidade com olhares e gestos. O time ainda conta com Joshua Jackson (The Affair), Jade Pettyjohn (Escola do Rock) e Rosemarie DeWitt (La La Land).

É também importante lembrar que a série de oito episódios é baseada em um livro: Pequenos Incêndios por Toda Parte, de Celeste Ng, e sucesso de vendas no mundo todo. A autora é, inclusive, responsável por outra história, Tudo que Nunca Contei, que também aborda as complexidades do convívio familiar e as divergências de opinião e comportamento presentes sociedade.

No entanto, não se engane! Para aqueles que tiveram contato com o livro, o seriado conta com um tom mais crítico e extremamente necessário, trazendo, através do entretenimento, discussões muito atuais e importantíssimas tais como o papel da mulher na sociedade, a construção de gênero e, principalmente, a questão antirracista e o papel do branco quando inserido nela. A diferença racial de ambas as atrizes ao longo da trama não é abordada pela autora em nenhum momento no livro, que possui ambas as protagonistas brancas.

Pequenos Incêndios por Toda Parte
Capa do livro Pequenos Incêndios por Toda Parte, de Celeste Ng, que inspirou a série. | Foto: Saraiva.

Diante disso, a série faz um panorama fundamental com a realidade de pessoas negras no ambiente majoritariamente branco, juntamente da opressão gerada em torno dessa realidade. Por meio de cenas excepcionalmente delicadas e tocantes, a série causa até um certo desconforto (se prepare para diálogos fortes!) para toda a população branca sobre o seu lugar e posicionamento frente a uma pessoa negra. Qual o papel do branco na luta antirracista? Essa é, mais do que nunca, a pergunta de um milhão de dólares dentro e fora dos Estados Unidos. 

George Floyd foi um homem negro brutalmente assassinado pela polícia americana no dia 25 de maio desse ano, e sua morte gerou uma onda de protestos pelo mundo todo. Além disso, importantes artistas e influencers de diversos países levantaram a bandeira antirracista, que é muito mais complexa do que se acredita.

A série arquiteta importantes cenas na ficção que serve também como alicerce da realidade: a mulher negra atravessando diversas situações de machismo e racismo diante da dominação da raça branca no seu cotidiano. Portanto, dentro e fora do imaginário dos amantes de seriados: quanto vale uma vida negra? O posicionamento? Ou ainda: a simples presença?

george floyd
Manifestantes ajoelhados em forma de protesto contra a forma pela qual ocorreu a morte de Floyd. | Foto: Exame.

Little Fires Everywhere é muito mais do que um drama familiar convencional e merece toda a sua atenção e dedicação ao longo de oito episódio de, em média, uma hora cada. Se deixe levar pela complexidade, desconstrução e bagagem que cada personagem carrega. Você, branco, absorva cada uma das cenas. Se veja ali, como Elena Richardson, Lexie ou Bill. Vasculhe o passado e repense suas atitudes. Como já dito por Angela Davis: “Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista”.

Sinopse e trailer

Em Little Fires Everywhere, um encontro entre duas famílias completamente diferentes vai afetar a vida de todos. A dona de casa perfeita, Elena Richardson (Reese Witherspoon), aluga a casa de hóspedes à Mia Warren (Kerry Washington), uma artista solteira e enigmática que se muda para Shaker Heights com sua filha adolescente.

Em pouco tempo, as duas se tornam mais do que meras inquilinas: todos os quatro filhos da família Richardson se encantam com as novas moradoras de Shaker. Porém, Mia carrega um passado misterioso e um desprezo pelo status quo que ameaça desestruturar uma comunidade tão cuidadosamente ordenada.

Sinopse: AdoroCinema.

Ficha Técnica: Little Fires Everywhere

Título Original: Little Fires Everywhere
Duração: 7h43minutos (8 episódios)
Lançamento: 18 de março de 2020
Distribuidora: Hulu
Dirigido por: Liz Tigelaar
Classificação: 16 anos
Gênero: Drama
País de Origem: EUA

___________________________________
Por Luíza Fernandes – Fala! Cásper

Tags mais acessadas