GP da Estíria: com direito à "parada" na chegada, Verstappen vence
Menu & Busca
GP da Estíria: com direito à “parada” na chegada, Verstappen vence

GP da Estíria: com direito à “parada” na chegada, Verstappen vence

Home > Notícias > Esporte > GP da Estíria: com direito à “parada” na chegada, Verstappen vence

O piloto neerlandês Verstappen e a Red Bull sobraram em todo o final de semana, e começam a abrir vantagem no Campeonato

Verstappen
A “paradinha” de Verstappen na chegada. | Foto: F1.

Neste domingo (27), foi disputada a oitava etapa da temporada da Fórmula 1 em 2021. Na primeira, de duas corridas na Áustria, Max Verstappen e a Red Bull dominaram novamente a Mercedes, e sobraram ao longo do fim de semana. Ferrari voltou a apresentar um bom ritmo de corrida e se destacou nesta etapa, juntamente com Lando Norris, que segue sendo o “melhor piloto do resto”.

Classificação e a Terceira Pole de Verstappen 

Chegado o treino classificatório, o destaque positivo da segunda metade do Grid de Largada foi George Russell, que colocou sua Williams na 11ª posição, e ficou a 8 milésimos de entrar para o Q3. Já os negativos foram Carlos Sainz, da Ferrari, e Daniel Ricciardo, da McLaren, que se classificaram respectivamente em 12º e 13º.

No Q3, com uma volta de 1:03:841, Max Verstappen cravou sua terceira pole position na temporada. Valtteri Bottas foi o segundo, mas após rodar dentro do pit lane nos treinos livres, perdeu três posições por punição, e seria apenas o 5º. Sendo assim, Lewis Hamilton, após um desempenho abaixo do esperado na Classificação, seria o segundo e Lando Norris, andando novamente muito bem, seria o terceiro no Grid.

A corrida em Spielberg

No domingo, as luzes se apagaram e os pilotos estavam correndo em Spielberg, para o Grande Prêmio da Estíria. Como de costume, foram muitas ultrapassagens na primeira volta no Red Bull Ring, mas no pelotão da frente, todos mantiveram suas posições nas voltas iniciais. 

Porém, mais para trás no Grid, o caos tomou conta após Charles Leclerc acertar o pneu traseiro de Pierre Galsy com sua asa dianteira. A colisão estourou o pneu do francês, que acabou rodando Giovinazzi e tirou Latifi da pista, mas ambos voltaram à prova. Galsy parou nos boxes e não conseguiu retornar à corrida. Leclerc foi para o pit stop para trocar de asa, e caiu para a última posição.

fórmula 1
O acidente na primeira volta. | Foto: F1.

Daniel Ricciardo foi um dos destaques na primeiras voltas. Após largar de 13º, o piloto australiano havia ganhado cinco posições, e parecia estar em um bom ritmo para realizar uma boa corrida de recuperação. Porém, teve um problema com a unidade de energia de sua McLaren, e acabou caindo novamente para 13º, e a partir daí, não conseguiu ter o mesmo êxito e o restante da prova foi discreto para o carro de número 3.

Na 11ª volta, Lando Norris, que segurava seu terceiro lugar, não conseguiu resistir à pressão de Sergio Pérez e Valtteri Bottas, e acabou caindo para a 5ª posição, a qual não perderia em nenhum momento até o final da corrida. Na 27ª, um momento de dor para aqueles que torcem pelo piloto britânico da Williams, George Russell, que segue em busca de seu primeiro ponto pela escuderia inglesa.

Russell ocupava um excelente 8º lugar, mas teve um problema com a compressão de ar de seu carro, e foi obrigado a fazer uma parada mais longa, caindo para o fundo do Grid. Algumas voltas depois, voltou para os boxes e acabou abandonando a corrida. O sonhos dos pontos para George e para a Williams foi novamente adiado.

George Russell
O abandono de George Russell. | Foto: F1.

Na segunda metade da corrida, foram os dois carros da Ferrari que se destacaram. Se no Grande Prêmio da França, a Scuderia sofreu ao ver seus adversários ultrapassar seus carros com facilidade, desta vez, foram Leclerc e Sainz que se recuperaram, e escalaram o pelotão em busca de bons pontos. O espanhol havia largado em 12º, e terminou a corrida na 6ª posição; o monegasco se recuperou após cair para último na primeira volta, e terminou o Grande Prêmio da Estíria na sétima colocação.

Com Max Verstappen muito à frente, Lewis Hamilton parou nos boxes para colocar pneus macios e garantir mais um ponto com a volta mais rápida da corrida. Sergio Pérez havia parado para colocar pneus médios, na tentativa de andar mais rápido que Bottas e buscar o terceiro lugar. O mexicano chegou ao finlandês apenas na última volta e, por muito pouco, não conseguiu ultrapassá-lo.

Com direito à “paradinha” na chegada, Max Verstappen foi o primeiro a cruzar a bandeira quadriculada pela quarta vez na temporada, e vai abrindo vantagem sob seu grande rival. Lewis Hamilton terminou na segunda posição e Valtteri Bottas fechou o pódio no Red Bull Ring, com a terceira colocação.

Verstappen Áustria
O pódio na Áustria. | Foto: GE.

No Campeonato de Pilotos, Verstappen lidera com 156 pontos. Hamilton é o segundo, com 138, e Sergio Pérez, o terceiro com 96 pontos. No Campeonato de Construtores, a Red Bull segue em primeiro, com 252 pontos, a Mercedes é a vice colocada, com 212, e a McLaren garantiu o terceiro lugar por mais uma semana, agora com 120 pontos.

Pelo terceiro fim de semana seguido, a Fórmula 1 já estará de volta nesta sexta-feira, novamente na bela paisagem do Red Bull Ring, na Áustria. A equipe da casa começa a abrir vantagem na temporada, mas tem como adversários um heptacampeão mundial e uma equipe que dominou a categoria nos últimos anos. Haverá uma resposta mercedista ou este é o ano de Verstappen e Red Bull? No próximo fim de semana, mais um capítulo desta história será escrito.


*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala!; se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

___________________________
Por Filipe Saochuk – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas