Home / Colunas / Explorando a Rodovia Transpantaneira

Explorando a Rodovia Transpantaneira

Por Giulia Fantinato – Fala!MACK

 

Rodovia começa em Poconé e vai até Porto Jofre

Nessas férias de julho resolvi me aventurar por esse Brasilzão e fui até o Pantanal checar o que rola por lá. Comecei a viagem indo até Cuiabá-MT e saí de lá de carro percorrendo aproximadamente 104 quilômetros até chegar na cidade de Poconé onde começa a Transpantaneira.

Nos anos 70, a Transpantaneira foi criada para ser apenas uma rodovia, na época do Regime Militar, porém acabou tornando-se uma espécie de safari brasileiro e um ponto turístico no país.

Com uma vida selvagem belíssima e exuberante acabou atraindo muitos turistas brasileiros e estrangeiros. A estrada de 145 quilômetros abriga uma fauna e flora abundantes, com onças, jacarés e diversas espécies de pássaros.

A rodovia tem mais de 125 pontes e a cada espaço percorrido parávamos o carro para fotografar e assistir ao espetáculo da vida selvagem no local. O tuiuiú, dotupi iambyrú “que tem pescoço inchado”, é o símbolo da região e as suas maiores populações podem ser encontradas por lá. O pássaro atinge quase 3 metros quando está com as asas abertas.

Observei que a região é bem deserta, habitada pelos pantaneiros e com poucos restaurantes e pousadas. Em todo o caminho percorrido vi cerca de 5 pousadas que oferecem quartos, day-use, almoço e os mesmos exatos passeios. Os preços e a comida não são tão apetitosos e acabamos decidindo por pedir uma porção de jacaré e mistos-quentes para dar uma enganada no estômago até que conseguíssemos chegar à um restaurante em uma das cidades próximas. A nossa sorte foi ter levado vários snacks, então se você pretende viajar ao Pantanal, prepare um estoque de alimento e bebidas.

Confira também

Senegaleses tentam recomeço em São Paulo

Por Joice Martins – Fala!MACK   Recomeço – Senegaleses tentam nova vida em São Paulo Imigrantes ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *