Finanças para casais: 5 dicas para planejar a vida financeira a dois
Menu & Busca
Finanças para casais: 5 dicas para planejar a vida financeira a dois

Finanças para casais: 5 dicas para planejar a vida financeira a dois

Home > Notícias > Mercado > Finanças para casais: 5 dicas para planejar a vida financeira a dois

Casar é uma das decisões mais marcantes na vida dos indivíduos e das famílias, pois muitos desejam que esse ato seja o mais inesquecível possível e excelente. O casamento envolve a realização de festas, lua de mel, compra de apartamento, compra de móveis, entre outras ações que dependem de um alto investimento. Isso pode fazer com que muitos casais já comecem a jornada com dívidas.

A falta de uma educação financeira pode levar os parceiros a gastarem mais do que deveriam, prejudicando o cotidiano em casal. Então, para evitar maiores problemas, é fundamental tomar a iniciativa de ter um planejamento. Quer entender mais sobre o assunto? Leia este artigo!

O planejamento financeiro é indispensável para qualquer casal! | Fonte: Pixabay

Por que planejar a vida financeira em casal?

De início, precisamos te explicar qual é a importância de planejar a vida financeira em casal. De forma resumida, o planejamento financeiro para casais é indispensável para que eles mantenham a gestão do controle orçamentário, que tem como objetivo alinhar a realidade econômica dos dois com objetivos e sonhos que almejam alcançar.

O planejamento da vida financeira em casal garante a determinação de um comprometimento de renda mensal, administração do dinheiro, menos gastos e melhores investimentos. Mas, lembre-se de que é necessário que o casal siga uma ordem de prioridades definida de acordo com suas necessidades para fazer um planejamento financeiro.

Um dos principais benefícios da adoção do planejamento financeiro é garantir a saúde financeira do casal, um aspecto muito importante para a convivência em harmonia.

Além disso, um planejamento bem pensado possibilita, por exemplo, a programação de uma viagem romântica, de um filho, da criação de um fundo para o investimento do capital e, até mesmo, para viabilizar sonhos como o da casa própria.

O propósito dessa iniciativa é garantir maior qualidade de vida ao casal, de forma que o dinheiro não interfira negativamente e funcione como um meio facilitador na realização de sonhos e objetivos em comum.

Para fazer o planejamento financeiro de um casal, é preciso esforço e dedicação por parte dos cônjuges. Por isso, ao entender a importância dessa atividade, o esforço deve se tornar mais simples de ser aceito, pois os dois devem ter em mente que essa iniciativa é indispensável e recompensadora.

A vida financeira pode não ser o principal motivo para a felicidade, mas é claro que para alcançar algum estado de felicidade e de realização pessoal, ela não pode ser deixada de lado, visto que uma vida financeira desestabilizada pode acarretar em dívidas, tensões e limitações.

Então, do ponto de vista econômico, ter uma situação estável garante melhores condições de vida e facilita a convivência em casal e em família, pois problemas financeiros podem causar discórdias.

O equilíbrio financeiro é mais do que uma questão material. Na verdade, ele é importante para a qualidade de vida de um casal que queira ter felicidade.

Se você acabou de casar e quer ter harmonia e tranquilidade na sua relação e como família, você precisa tirar um tempo para se dedicar ao estudo de conceitos sobre organização financeira, gerenciamento de carreira e investimentos.

Como fazer um planejamento financeiro em casal?

Um planejamento financeiro para casal não deve ser motivo de preocupação e complicação para os cônjuges. Ele pode ser elaborado em cinco passos, veja quais são eles a seguir!

1. Ter conhecimento da renda do casal

O primeiro passo para fazer um planejamento financeiro em casal é conhecer qual é o orçamento disponível. Para fazer isso, é preciso saber exatamente quanto cada um dos dois ganha e, com base nisso, traçar um plano.

Nesta etapa, também é importante checar para onde o dinheiro está indo. Sendo assim, é legal agrupar despesas fixas e variáveis e eventuais fontes de renda alternativas. Feito isso, os dois conseguirão visualizar mais facilmente a realidade financeira.

2. Encontrar as prioridades

O próximo passo consiste em definir, em casal, quais são as prioridades que possuem em comum.

3. Determinar um valor mensal a ser economizado

Depois que as prioridades são definidas, é possível ter noção de quais serão os recursos necessários para realizar um sonho ou uma meta do casal. Assim, fica ainda mais fácil estipular um valor mensal que deverá ser poupado para isso.

Ao estabelecer um objetivo claro e viável, também surge um propósito a ser seguido e uma motivação para a concretização da meta.

4. Escolher um prazo para cumprir a meta

Tendo em vista o valor mensal que será poupado para o cumprimento da meta, é preciso calcular qual será o prazo estimado para cumpri-la.

5. Elaborar um fundo de reserva

Por mais que seja criado um planejamento financeiro para um casal, é claro que os imprevistos e as emergências podem acontecer e fazer com que as prioridades mudem.

Nesse sentido, além da quantia que será poupada mensalmente, é aconselhável economizar também uma pequena quantia para a criação de um fundo de reserva.

Dessa maneira, se algo que não está incluído no planejamento acontecer, isso não irá afetar as metas do casal.

Agora que você já sabe quais são os cinco passos principais para fazer um planejamento financeiro em casal. Que tal conferir as dicas que listamos para você neste artigo sobre esse assunto? Confira!

5 dicas para planejar o financeiro em casal

Você viu as principais etapas para o desenvolvimento de um planejamento de orçamento em casal. Então, você já está pronto para colocar em prática tudo o que aprendeu até agora. Com as dicas a seguir, o processo pode se tornar ainda mais rápido e fácil!

1. Não se esqueça dos seus planos individuais

Lidar com dinheiro e contas em conjunto não significa que você terá que abrir mão dos seus sonhos, nem mesmo seu parceiro. Isso porque, mesmo que você esteja vivendo em casal, é preciso lembrar de que cada pessoa é um indivíduo único com seus próprios sonhos e anseios.

É normal que você tenha objetivos que não sejam compartilhados com os do seu parceiro ou parceira. Por isso, é importante que você sempre tenha em mente todos os seus desejos individuais e não se esqueça de realizá-los.

2. Faça o planejamento financeiro em casal

Se você e seu parceiro(a) desejam se planejar financeiramente, uma das principais dicas é abrir uma conta conjunta.

A conta conjunta pode facilitar um pouco o controle do dinheiro e dos recursos, afinal, todas as entradas e saídas de dinheiro estarão registradas nos extratos da conta, tornando o processo de organização de finanças ainda mais simples.

Entretanto, não é somente isso que faz com que o casal tenha uma vida financeira planejada, pois, para isso, é preciso tomar outras atitudes, por exemplo, cortar despesas mensais fixas e variáveis.

Outra atitude que pode ser benéfica para o planejamento financeiro em casal é a identificação de despesas que podem ser reduzidas ou cortadas da lista de gastos. Também não se esqueça de que você precisa detalhar o montante de dinheiro que será destinado para o pagamento de todas as contas.

Com todas essas informações em mente, o casal poderá gerenciar bem o dinheiro, levando em conta todos os ganhos e todas as despesas.

Para fazer o planejamento financeiro em casal, também indicamos a utilização de diversos softwares e aplicativos gratuitos que existem com a finalidade de promover a organização financeira.

Porém, se vocês não pretendem utilizar um aplicativo, também podem recorrer ao uso da planilha no Excel, indicando as informações financeiras e as descrições em colunas.

Vale ressaltar que é imprescindível que vocês não se esqueçam de que o planejamento deve sempre estar atualizado para que ele funcione corretamente e contribua de forma positiva para a convivência do casal.

3. Uma parte do dinheiro deve ser utilizada para o lazer

No seu planejamento financeiro em casal, você não pode esquecer-se de destinar uma parte do capital para gastos em momentos de lazer, pois essa é uma área indispensável para manter a qualidade de vida.

Então, não adianta você fazer um bom planejamento, corte e contenção de despesas se você não possuir um objetivo de lazer, como um jantar, uma viagem, entre outros.

4. Tenha uma conversa sobre ganhos e gastos

Assim como em qualquer relação, é fundamental que o casal tenha uma conversa aberta sobre ganhos, gastos e outros assuntos que envolvem a vida financeira. Para isso, é preciso que os dois se comprometam e tenham transparência.

É indispensável que os dois especifiquem as suas rendas líquidas e faça uma estimativa dos gastos pessoais. Feito isso, coloque tudo em um papel e decidam como será feito o gerenciamento das finanças e as responsabilidades de cada um.

5. Coloquem o casamento sempre em foco

Casar pode ser uma experiência incrível, mas é claro que ela envolve alguns desafios que devem ser enfrentados pelos cônjuges.

Para não deixar que assuntos financeiros atrapalhem o sentimento e o amor do casal, é importante colocar a união sempre em primeiro lugar para evitar o surgimento de discussões que envolvam dinheiro. Mesmo que discórdias possam acontecer, o ideal é, com colaboração, buscar superá-las.

 Ao final da leitura deste artigo, você descobriu todos os principais detalhes sobre finanças para casais. Gostou do nosso conteúdo? Então, confira os outros que estão disponíveis no nosso blog!

__________________________________________

Por Juliany Rodrigues – Fala! Cásper

Tags mais acessadas