Crítica do filme “Animais Fantásticos 3: Os Segredos de Dumbledore”
Menu & Busca
Crítica do filme “Animais Fantásticos 3: Os Segredos de Dumbledore”

Crítica do filme “Animais Fantásticos 3: Os Segredos de Dumbledore”

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Crítica do filme “Animais Fantásticos 3: Os Segredos de Dumbledore”

No último dia 14 de abril, os fãs de Harry Potter puderam retornar a magia com o novo filme do mundo bruxo, Animais Fantásticos 3: Os Segredos de Dumbledore.

O filme, estrelado por Eddie Redmayne (vencedor do Oscar por “Garota Dinamarquesa”) e Jude Law (indicado ao Oscar por “Cold Mountain”), é o terceiro filme do spin-off de Harry Potter, em que os acontecimentos se passam em 1926, aproximadamente 70 anos antes dos acontecimentos do bruxo mais famoso do cinema.

Além de outros grandes nomes do cinema, pudemos contar com uma participação, mesmo que tenha sido pequena, da atriz brasileira Maria Fernanda Cândido.

Em “Os Segredos de Dumbledore”, Newt Scamander (Redmayne) e Dumbledore (Law) reúnem uma equipe de bruxos e um trouxa (termo usado para designar não-bruxos) para combaterem Gellert Grindewald (Mads Mikkelsen), que quer assumir o controle do mundo bruxo, juntamente com seus seguidores. A seguir, confira uma análise do filme! 

Animais Fantásticos 3
Animais Fantásticos 3: Os Segredos de Dumbledore foi muito aguardado pelos fãs da Saga Harry Potter. | Foto/ Reprodução: Instagram

Uma análise crítica de Animais Fantásticos 3: Os Segredos de Dumbledore 

*SPOILERS ABAIXO – NÃO CONTINUE SE NÃO QUISER DETALHES*

Para os fãs apaixonados de Harry Potter, que estão habituados com os livros e curiosidades da saga liberados pela autora, J. K. Rowling, os segredos de Dumbledore não foram mistério para ninguém.

Apesar de altamente incrível e emocionante continuar dentro do mundo bruxo e ter um filme dedicado apenas para estes assuntos, a morte de Arianna, irmã de Dumbledore, o  romance entre ele e Grindewald e toda comoção para assumirem o controle do mundo bruxo já era algo de conhecimento para os fãs.

E, falando em Grindewald… Algo que incomodou os fãs foi o descaso com a troca de atores para o papel do vilão. Nos dois primeiros filmes da saga, Johnny Depp assumia o papel, porém, devido ao caso polêmico do seu divórcio com a também atriz Amber Heard, o ator foi substituído pelo dinamarquês Mads Mikkelsen.

O mundo bruxo poderia ter dado diversas explicações do porquê Grindewald teria mudado seu rosto, como a Poção Polissuco – que faz a pessoa que a bebe mudar sua aparência física, mas ninguém comentou sobre o assunto e agiram como se o vilão sempre tivesse aquele rosto.

Mesmo com todos os problemas que o filme trouxe, ainda é um prato cheio para fãs da saga. Assim como o último filme de Harry Potter, As Relíquias da Morte parte 2, o filme surpreende com uma fotografia incrível, efeitos especiais de tirar o fôlego e entrega uma sensação de aquecimento no coração todas as vezes que Hogwarts – a eterna Escola de Magia e Bruxaria – aparece em cena.

Animais Fantásticos 3: Os Segredos de Dumbledore continua em cartaz e já conquistou os cinemas brasileiros, estando em 1° lugar desde sua estreia em abril e arrecadando mais de 300 milhões de dólares na bilheteria mundial.

______________________________
Por Maria Paula Soares Alves – Fala! Universidade de Franca 

Tags mais acessadas