terça-feira, 23 julho, 24
HomeCopa do MundoCopa do Mundo 2022: trajetória da seleção do Equador até o mundial

Copa do Mundo 2022: trajetória da seleção do Equador até o mundial

No último domingo (20), a seleção do Equador, comandada pelo técnico Gustavo Alfaro, enfrentou a seleção do Qatar, após a cerimônia de abertura da Copa do Mundo 2022, no Al Bayt Stadium.

Seleção equatoriana antes de partida contra o Qatar, Equador, seleção do Equador, Copa do Mundo 2022
Seleção do Equador antes de partida contra o Qatar. | Foto: Getty Images.

Copa do Mundo 2022: Jornada da seleção do Equador até a classificação

Nas eliminatórias, o Equador desbancou as tradicionais seleções de Colombia e Chile e ficou com a quarta e última vaga do lado sul do continente, conquistando 26 pontos em dezoito partidas.

A campanha foi construída com sete vitórias, cinco empates e seis derrotas, sendo encerrada com um empate em 1×1, contra a Argentina de Lionel Messi. Foram 27 gols marcados e 19 sofridos ao longo de toda a competição.

Histórico em Copas

Em mundiais, a tricolor somou 10 aparições, com quatro vitórias, um empate e cinco derrotas. Foram três edições disputadas, tendo como melhor campanha a queda nas oitavas de final, na copa da Alemanha em 2006, já que nas demais (2002 e 2014) a seleção não passou da fase de grupos.

Principais nomes da seleção do Equador para a Copa do Mundo

O jovem Moisés Caicedo (21), meio-campo do Brighton da Inglaterra é uma das principais armas ofensivas do time e mesmo em sua estreia em mundiais, pode ser a grande estrela da seleção no Catar. Foi o líder de assistências da equipe nas eliminatórias da copa, com 4 toques para gol e grande destaque no acerto de passes, 86,8%, segundo a FIFA.

Outro destaque conhecido dos brasileiros é o zagueiro Robert Arboleda, que atua pelo São Paulo. O ano foi complicado para o jogador de 31 anos, por ter sofrido uma grave lesão no tornozelo ainda em junho deste ano, e até então, o tiraria do mundial. Após surpreendente recuperação, o zagueiro voltou a participar de uma partida oficial com a seleção no último amistoso frente ao Iraque e está entre os convocados, sendo uma das lideranças do elenco.

Por último, não se pode esquecer do técnico Gustavo Alfaro, que levou La Tri ao mundial, após um 2018 fora dos classificados para a Copa da Rússia. O treinador, que comanda a equipe desde 2020, tem 32 jogos, sendo onze vitórias, treze empates e 8 derrotas; Scout do banco de dados transfermarkt.

Equador - Copa do Mundo
Moisés Caiced, meio-campista do Equador. | Foto: Getty Images.

Campo Tático

Leonardo Miranda, jornalista e analista tático nos canais globo, vê a seleção equatoriana como um time com bons valores, mais jovem que o costume e que volta para a Copa do Mundo buscando a segunda colocação no grupo A, que tem a Holanda como grande favorita. Outro ponto notável para o analista é o grande orgulho que a equipe sente em ter tirado a vaga dos rivais chilenos para o mundial.

“Os equatorianos jogam num 4–3–3 e apostam num futebol bem vertical, com Caicedo e Alan Franco ditando o ritmo, além de Estrada e Ibarra tentando fazer projeções e antecipações na linha defensiva”. Leonardo também destaca o lado esquerdo do time, com Estupiñan, que é uma das válvulas de escape da equipe.

“Trata-se de um time coeso, compacto, que gosta de atacar com agilidade e velocidade e deve ficar menos com a posse nos jogos do Mundial”, completou o especialista.

___________________________________
Por Vitor Pinheiro – Fala! Universidade Federal do Espírito Santo

ARTIGOS RECOMENDADOS