Confira 5 experiências fantásticas para realizar em Roma
Menu & Busca
Confira 5 experiências fantásticas para realizar em Roma

Confira 5 experiências fantásticas para realizar em Roma

Home > Lifestyle > Viagens > Confira 5 experiências fantásticas para realizar em Roma

Antes de começar o texto, façamos alguns acordos: a definição de lugar mágico, por ser muito subjetiva, pode gerar muitas controvérsias. Para aqueles que apreciam a pintura, recomenda-se um tour pelos museus de arte, já para os amantes da arquitetura, um roteiro voltado aos monumentos e construções.  Arqueologia, ciência, natureza e até gastronomia, são inúmeras as possibilidades de direcionar e selecionar lugares maravilhosos para conhecer, ainda mais numa grande metrópole como Roma.

Nesse sentido, para uma análise mais abrangente, vou abordar, ao invés de lugares, 5 experiências fantásticas da capital italiana, capazes de proporcionar uma verdadeira viagem no tempo, passando por diferentes momentos históricos de uma das mais antigas e importantes cidades do mundo. Esclarecidos os pontos, vamos lá! 

Melhores experiências em Roma

Entre os séculos IV a.C. e IV d.C., Roma era a cidade mais importante do mundo. De lá controlavam-se regiões que iam desde o norte da Inglaterra até o extremo leste da Turquia, uma vastidão territorial imensa.

Além da imponência geopolítica, esse período foi marcado por inovações arquitetônicas. Por isso, a arquitetura romana é até hoje muito influente no mundo todo e, felizmente, muito do que eles construíram está presente e conservado nos dias de hoje. 

A primeira experiência é uma viagem por essa Roma Antiga através das ruínas e dos vestígios de construções. Começando na praça Venezia e percorrendo toda a Via Dei Fori Imperiali (Via do Fórum Imperial). A rua é cercada por essas ruínas e ela termina no famoso Coliseu, com o foro romano ao lado. Em ambos pode-se fazer a visitação, mas só pelo passeio externo já vale.

Coliseu
Coliseu. | Foto: Reprodução.

O império romano do ocidente caiu no ano 476, e a cidade passou a concentrar uma importância no âmbito religioso, as grandes discussões e decisões políticas estavam em outras mãos, franceses, turcos e sacro império. A visita, agora, dá um pulo de cerca de mil anos para introduzirmos a próxima experiência.

Os séculos XV e XVI retratam mais um momento de ascensão da Itália, principalmente no quesito artístico e cultural – o Renascimento. E um dos lugares em que se pode ver de perto obras de artistas renomados desse período é no Vaticano. Não importa de qual religião você seja, a experiência no Vaticano será sempre mágica.

Praça São Pedro, Vaticano
Praça São Pedro, Vaticano. | Foto: Reprodução.

No tour guiado pela basílica de São Pedro, é possível encontrar quadros e afrescos fantásticos, como a Escola de Atenas, de Rafael di Sanzio. A última parte desse tour é na Capela Sistina, turistas passam, em média, 20 minutos só olhando para o teto da capela – projetado e executado por Michelangelo, os afrescos no teto da capela sistina são, sem dúvida, uma das maiores execuções artísticas da humanidade, e 20 minutos é até pouco.

Escola de Atenas
Afresco Escola de Atenas, Rafael di Sanzio. | Foto: Reprodução.

A terceira experiência é sobre a coisa mais fácil de se encontrar em Roma. Não, não são pizzarias. Igrejas. Sim, há mais de 900 igrejas na capital italiana. Literalmente, a cada esquina encontra-se uma, e vou listar 3 que numa simples caminhada de 2 km é possível visitá-las.

Além da proximidade escolhi essas três por critérios de beleza externa e interna, mas eu poderia passar o resto do texto listando igrejas lindas de Roma, então, o essencial é tentar visitar o máximo que der.

Começando pelo Panteão com quase dois mil anos de idade, e possui enorme cúpula de concreto. Depois, a 150 m, encontra-se a igreja Santo Inácio de Loyola, cujo teto é todo coberto por um afresco e próximo ao altar tem-se a impressão de uma cúpula, no entanto, é uma falsa sensação de profundidade que o pintor conseguiu gerar. E terminando na Igreja de Santo André, que possui um lindo altar rico em detalhes.

O que fazer em Roma
Panteão. | Foto: Reprodução.

Voltando a cronologia histórica, a próxima experiência remete ao período de unificação da Itália. E o lugar é o Monumento Vitor Emanuel II, homenagem ao primeiro rei da Itália unificada. Inaugurado em 1911, a construção chama a atenção de todos por conta da sua grandeza, localiza-se na praça Venezia, aquela mesma em que iniciamos a primeira experiência.

Além da bela fachada, é possível visitar um museu no interior, que conta detalhadamente o processo de unificação. Os turistas, normalmente, se contentam com a parte externa, o que faz do museu ser pouco visitado e o preço do ingresso é quase simbólico. Mas a experiência completa é imperdível.

Monumento Vitor Emanuel II
Monumento Vitor Emanuel II. | Foto: Reprodução.

Não poderia fechar nossa viagem sem ela, agora sim, a famosa Pizza. Sem dúvida é uma experiência única e obrigatória, provar a verdadeira pizza italiana. É preciso esforço para descobrir um restaurante em que a pizza será ruim, por esse motivo não vou listar um local específico. 

Pizza
Pizza. | Foto: Reprodução.

O Brasil possui pizzarias excelentes , algumas, até quem sabe, melhores que as da Itália, mas certamente fechar um dia em Roma com uma pizza e um bom Chianti é, sem dúvida, uma experiência mágica.

_________________________________
Por Pedro Tavares – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas