Como será realizada a premiação do Oscar em 2021?
Menu & Busca
Como será realizada a premiação do Oscar em 2021?

Como será realizada a premiação do Oscar em 2021?

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Como será realizada a premiação do Oscar em 2021?

Adiada pela quarta vez em toda a história, a 93ª Cerimônia do Oscar ocorrerá no dia 25 de abril deste ano. Anteriormente, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas já chegou a ser forçada a alterar a data devido à inundação em Los Angeles em 1938; pelo homicídio de Martin Luther King, em 1968; e pela tentativa de assassinato do Presidente Ronald Reagan, em 1981.

Embora, dessa vez, a crise sanitária provocada pelo surto de Covid-19 tenha sido a causadora desse adiamento, a Academia arrumou um jeito de fazer rolar um dos eventos mais esperados do ano. Veja, a seguir, as principais alterações do Oscar 2021.

Formato do Oscar

A cerimônia será realizada de forma presencial com transmissão ao vivo a partir de dois locais, entre eles o Dolby Theatre, em Los Angeles. Além disso, é possível que outras cidades fora dos Estados Unidos também sirvam de hospedeira para a premiação, evitando possíveis viagens.

Quanto ao formato, Jesse Collins, Stacey Sher e Steven Soderbergh foram anunciados como produtores da edição de 2021. Acredita-se que ele possa ser feito de forma similar aos executados na década de 1950, contudo, há poucas chances de o famoso tapete vermelho rolar.

Oscar
Saiba quais são os indicados ao Oscar de 2021. | Foto: Reprodução.

Data do Oscar 2021

Normalmente, o Oscar somente aceita filmes que foram lançados no ano anterior à cerimônia. No entanto, neste ano, filmes de dois anos diferentes poderão concorrer. Desde que estejam dentro do período de elegibilidade de 1º de janeiro de 2020 a 28 de fevereiro de 2021.

Além disso, antes, os filmes precisavam ser exibidos nos cinemas para se tornarem elegíveis ao Oscar. Mas, com o fechamento das salas, essas regras também mudaram. Filmes que estrearam em drive-ins e longas disponibilizados diretamente em formato digital, como é o caso de Soul, também poderão concorrer. As duas alterações são temporárias.

Mudanças no Oscar não relacionadas com a pandemia

As categorias Mixagem e Edição serão reunidas em uma, reduzindo o número de categorias para 23. Além disso, a categoria Trilha Sonora Original também sofreu alterações. Para ser elegível, um filme terá que ter 60% de sua composição como inédita. Em caso de sequências e filmes de franquia, a trilha precisará ser 80% nova.

Outra categoria que também sofreu alteração foi a de melhor filme estrangeiro, que passará a se chamar melhor filme internacional, aumentando o número de países participantes. Quanto à votação, foi anunciado que todos os membros da Academia agora podem votar na pré-seleção dos filmes a serem indicados – processo feito anteriormente com um seleto comitê.

Veja, abaixo, a lista dos indicados ao Oscar 2021

Melhor filme

  • Bela Vingança;
  • Meu Pai;
  • Mank;
  • Minari;
  • Nomadland;
  • O Som do Silêncio;
  • Os 7 de Chicago;
  • Judas e o Messias Negro.

Melhor atriz

  • Andra Day – Estados Unidos Vs Billie Holiday;
  • Carey Mulligan – Bela Vingança;
  • Frances McDormand – Nomadland;
  • Vanessa Kirby – Pieces of a Woman;
  • Viola Davis – A Voz Suprema do Blues.

Melhor ator

  • Anthony Hopkins – Meu Pai;
  • Chadwick Boseman – A Voz Suprema do Blues;
  • Gary Oldman – Mank;
  • Riz Ahmed – O Som do Silêncio;
  • Steve Yeun – Minari.

Melhor direção

  • Chloé Zhao – Nomadland;
  • David Fincher – Mank;
  • Emerald Fennell – Bela Vingança;
  • Lee Isaac Chung – Minari;
  • Thomas Vinterberg – Druk – mais uma rodada.

Melhor atriz coadjuvante

  • Amanda Seyfried – Mank;
  • Glenn Close – Era uma Vez um Sonho;
  • Maria Bakalova – Borat: fita de cinema seguinte;
  • Olivia Colman – Meu Pai;
  • Yuh-Jung Youn – Minari.

Melhor ator coadjuvante

  • Daniel Kaluuya – Judas e o Messias Negro;
  • Lakeith Stanfield – Judas e o Messias Negro;
  • Leslie Odom Jr. – Uma Noite em Miami;
  • Paul Raci – O Som do Silêncio
  • Sacha Baron Cohen – Os 7 de Chicago.

Melhor filme internacional

  • Collective – Romênia;
  • Druk – mais uma rodada – Dinamarca;
  • Quo vadis, Aida? – Bósnia e Herzegovina;
  • Shaonian de ni – Hong Kong;
  • The Man Who Sold His Skin – Tunísia.

Melhor roteiro adaptado

  • Borat: fita de cinema seguinte;
  • Meu Pai;
  • Nomadland;
  • O Tigre Branco;
  • Uma Noite em Miami.

Melhor roteiro original

  • Bela Vingança;
  • Judas e o Messias Negro;
  • Minari;
  • Os 7 de Chicago;
  • O Som do Silêncio.

Melhor figurino:

  • A Voz Suprema do Blues;
  • Emma;
  • Mank;
  • Mulan;
  • Pinóquio.

Melhor trilha sonora

  • Destacamento Blood;
  • Mank;
  • Minari;
  • Relatos do Mundo;
  • Soul.

Melhor animação

  • A Caminho da Lua;
  • Dois irmãos: Uma jornada fantástica;
  • Shaun, o Carneiro: O Filme – A fazenda contra-ataca;
  • Soul;
  • Wolfwalkers.

Melhor curta de animação

  • Burrow;
  • Genius Loci;
  • If anything happens I love you;
  • Opera;
  • Yes People.

Melhor curta-metragem em live-action

  • Feeling Through;
  • The Letter Room;
  • The Present;
  • Two Distant Strangers;
  • White Eye.

Melhor documentário

  • Collective;
  • Crip Camp;
  • My Octopus Teacher;
  • Time;
  • The Mole Agent.

Melhor documentário de curta-metragem

  • A Concerto is a Conversation;
  • A Love Song for Natacha;
  • Collete‘;
  • Do Not Split;
  • Hunger Ward.

Melhor som

  • O Som do Silêncio;
  • Greyhound: Na mira do inimigo;
  • Mank;
  • Relatos do Mundo;
  • Soul.

Canção original

  • “Fight for you” – Judas e o Messias Negro;
  • “Hear my voice” – Os 7 de Chicago;
  • “Husa’vik” – Festival Eurovision da Canção: A saga de Sigrit e Lars;
  • “Io sì” – Rosa e Momo;
  •  “Speak now” – Uma Noite em Miami.

Maquiagem e cabelo

  • A Voz Suprema do Blues;
  • Emma;
  • Era uma Vez um Sonho;
  • Mank;
  • Pinóquio.

Efeitos visuais

  • O céu da meia-noite;
  • O grande-Ivan;
  • Mulan;
  • Problemas Monstruosos;
  • Tenet.

Melhor fotografia

  • Os 7 de Chicago;
  • Judas e o Messias Negro;
  • Mank;Nomadland;
  • Relatos do Mundo.

Melhor edição:

  • Bela Vingança;
  • O Som do Silêncio;
  • Os 7 de Chicago;
  • Meu Pai;
  • Nomadland.

Melhor design de produção

  • A Voz Suprema do Blues;
  • Mank;
  • Meu Pai;
  • Relatos do Mundo;
  • Tenet.

____________________________
Por Geovana Ferreira de Sá – Fala! Mack

Tags mais acessadas