Como fazer um currículo 10/10
Menu & Busca
Como fazer um currículo 10/10

Como fazer um currículo 10/10

Home > Lifestyle > Como fazer um currículo 10/10

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o índice de desempregados em 2020 chegará a 12, 7 milhões. Assim, o número é menor que o ano de 2019, que chegou até 13,1 milhões.

O que isso significa? Que houve uma queda nas taxas de desemprego no Brasil. Isso acaba por dar esperanças na conquista de um emprego, que está difícil, mas não impossível. 

Como fazer um currículo 10/10. | Foto: Reprodução.
Como fazer um currículo 10/10. | Foto: Reprodução.

Para conseguir esse emprego precisamos de um bom currículo, pois ele é o marketing pessoal de qualquer pessoa. Ou seja , você vai “vender” seus conhecimento e formação e mostrará suas qualidades fazendo com que alguém se interesse por elas. Se seu currículo não está bem feito, dificilmente vai conseguir entrevistas.  

Elaborar um bom currículo não é fácil, mas também não é um “bicho de sete cabeças”. Pelo contrário, se você tiver paciência o que era pra ser algo trabalhoso se torna simples.

CURRÍCULO PARA ESTÁGIO: VEJA COMO FAZER E BAIXE MODELO

Algumas pessoas cometem falhas e alguns deslizes ao fazer currículo ou até mesmo na entrevista. Muitas se questionam o motivo de não terem sido convocadas para uma seleção ou, se foram chamadas, por que não foram contratadas.

Não há uma resposta concreta para estas perguntas porque não sabemos se cometemos mesmo um erro e, se cometemos, não sabemos se foi no currículo, na entrevista ou nos dois. Para evitar falhas, revise seu currículo, torne ele atrativo, aprenda a fazer o seu marketing pessoal e a vender o seu produto, ou seja, mostre o que você tem a oferecer para a empresa.

Um currículo de sucesso deve ser o mais objetivo possível e de fácil entendimento, as informações contidas nele devem ser claras e simples como se fosse um resumo de sua vida profissional. Em primeiro lugar, coloca-se os dados pessoais (nome, endereço,data de nascimento, e-mail,telefone e redes sociais). No caso das redes sociais, só é permitida colocar o LinkedIn, pois é uma rede profissional. 

Observação em relação ao e-mail: não utilizar  gírias ou apelidos engraçados, isso pode mostrar uma certa falta de profissionalismo.

Não é obrigatório ter foto no seu currículo. Se o recrutador tiver interesse em ver como você é, vai olhar no seu perfil no LinkedIn, caso você o tenha. 

É necessário incluir alguns tópicos como objetivo, no qual você vai dizer a área que quer atuar; na parte de qualificações pode colocar os cursos que você realizou ou está cursando; na formação pode colocar o grau de escolaridade, seja ensino fundamental, médio ou superior sempre detalhado (o nome da escola e a data de conclusão do curso).

12 DICAS PARA MELHORAR O SEU CURRÍCULO

Veja um modelo de currículo:

Modelo de currículo. | Foto: Reprodução.
Modelo de currículo. | Foto: Reprodução.

Em relação ao idioma, pode acrescentar se você for do nível básico, intermediário ou alto (fluente); experiências profissionais trata-se basicamente do nome da empresa, período, cargo ou funções. Vale ressaltar: não invente as experiências, só relate aquilo que você realmente exerceu.

Adicione atividades extracurriculares, se tiver participado de algumas ações voluntárias. Além disso, destaque suas habilidades e competências se estiverem relacionados com o cargo que você quer ocupar. Não coloque muitas informações no seu currículo, seja simples, objetivo e minimalista.

 Ao fazer seu currículo, corrija os erros de ortografia, gramática e concordância. Seja detalhista, os recrutadores prestam bastante atenção nesse quesito. Coloque todas as informações somente em uma página, as pessoas costumam não gostar de ficar folheando páginas, então, seja eficiente e resuma todas as informações.

 Uma dica para deixar seu currículo mais atrativo é se qualificar, fazer cursos, se profissionalizar. Ao investir seu tempo livre em qualificações ou em trabalhos voluntários, isso dá visibilidade e, mesmo não conseguindo emprego, pelo menos tem a possibilidade de concorrer à vaga. 

_________________________________________
Por Crislaine De Senna Santos – Fala! UFBA

Tags mais acessadas