Biblioteca de Celso - Éfeso, Turquia
Menu & Busca
Tudo sobre a Biblioteca de Celso

Tudo sobre a Biblioteca de Celso

Home > Entretenimento > Cultura > Tudo sobre a Biblioteca de Celso

Você conhece a Biblioteca de Celso? Não, não estamos falando sobre a biblioteca suprema corte do Celso de Mello STF, mas sim sobre um grande tesouro da humanidade. Ela era localizada em Éfeso, na Anatólia, hoje o território pertence à Selçuk, na Turquia. A biblioteca foi construída em homenagem ao antigo senador romano, Tibério Júlio Celso Polemeano, no ano de 117. Porém, suas obras foram concluídas pelo seu filho, Tibério Júlio Áquila Polemeano, apenas em 135, devido às dificuldades de construção da época.

O senador era um cidadão rico que havia sido cônsul em 92 e governador da província romana da Ásia, em 105, portanto, era uma pessoa de grande influência da época. Ele foi um dos primeiros homens puramente gregos que se tornou um cônsul do Império Romano. 

A biblioteca do Celso Turquia foi construída para abrigar um total de 12.000 rolos de pergaminhos e ainda foi o local onde os restos mortais do senador Celso foram enterrados. Ele foi enterrado por baixo da biblioteca, onde está a estátua de Atena, a deusa da sabedoria. Na época, era incomum que pessoas fossem enterradas dentro de bibliotecas, o que torna a situação ainda mais excepcional.

Éfeso era um território tradicionalmente grego e é visto com grande importância pelos historiadores por ser um dos poucos exemplos remanescentes de uma biblioteca com antiga influência romana. Por isso, leia, a seguir, mais sobre essa biblioteca Turquia

turquia
Fachada da biblioteca de celso éfeso. | Foto: Pixabay.

Contexto atual da Biblioteca de Celso

O interior da biblioteca e todos os seus livros foram destruídos em um grande incêndio, causado por um terremoto que atingiu a cidade, no ano de 262. Apenas a fachada continuou em pé, o que durou apenas até o período bizantino, quando foi completamente destruída por um terremoto. Na década de 1960, a fachada foi restaurada de forma muito próxima e fiel ao original. 

A cidade de Éfeso foi destruída ao redor dos anos 200 d.C. Hoje, Éfeso virou um sítio arqueológico e abriga ruínas das grandes construções da época. Ele é considerado um dos maiores museus arqueológicos do mundo ao ar livre. O local é localizado perto da costa do Mar Egeu, na Turquia, e recebe muitos turistas cotidianamente. 

Contexto bíblico da Biblioteca de Celso

Além da sua importância para a sociedade do Império Romano e arquitetura, Éfeso ainda era uma cidade bíblica. Ela é conhecida, hoje, como uma joia turca. 

No tempo de Jesus Cristo, Éfeso foi a cidade em que Maria passou grande parte de sua vida, foi onde ela viveu e morreu. Após a crucificação de Cristo, João, um de seus apóstolos, a levou para Éfeso, cidade rica da época, para cuidar de Maria. Muitos critãos estavam sendo perseguidos por romanos na época, então, João estava muito preocupado com a segurança da mãe de Jesus. 

Foi em Éfeso, no século IV, onde foi construída a primeira igreja dedicada à Virgem Maria, em um enorme edifício romano. Nesse templo, foi celebrada uma cerimônia sagrada em que ficou estabelecido que Maria podia ser chamada de Theotokos, a mãe de Deus. A casa da Virgem Maria está localizada a oito quilômetros do centro do sítio arqueológico e pode ser visitada até hoje na região.

Importância bíblica de Éfeso

A cidade de Éfeso é muito citada no Novo Testamento da Bíblia Sagrada. Ela foi muito importante para a comunidade judaica, já que, no primeiro século, muitos judeus moravam na cidade.

Nos tempos bíblicos, é possível dizer que Éfeso foi uma das cidades do Império Romano onde o cristianismo mais se difundiu. Paulo de Tarso e João Evangelista são considerados os pastores da Igreja de Éfeso, já que ambos propagaram a palavra de Deus na cidade. 

Lendo a Bíblia, descobrimos que o apóstolo Paulo levou o evangelho de Jesus Cristo para Éfeso, para espalhar a palavra do cristianismo pela região. Na época, esse ato de Paulo causou muitos problemas para os que moravam na cidade, já que ela abrigava muitas pessoas que lucravam com o paganismo na região. Paulo visitou a cidade mais vezes em viagens missionárias para Jerusalém. 

Priscila e Áquila, os dois primeiros cristãos que atuaram com Paulo na evangelização, também ficaram em Éfeso durante o período em que trabalhavam na obra do Senhor, abrigando fiéis em sua casa para a realização de reuniões. Foi na cidade de Éfeso, também, que o casal conheceu o pregador Apolo.

Como já dito, Éfeso foi uma cidade muito importante para a propagação do cristianismo na época. Durante sua terceira viagem missionária, o apóstolo Paulo passou três anos na cidade. Esse período foi muito importante para o crescimento da igreja na região e em sua circunvizinhança. 

Timóteo, jovem líder da Igreja Primitiva e um dos personagens mais conhecidos do Novo Testamento, ficou responsável pela Igreja de Éfeso por um grande período. Foi nessa cidade, inclusive, que o apóstolo João morou durante a revolta judaica e, segundo a tradição cristã, passou seus últimos anos. 

Um pouco mais sobre a cidade de Éfeso

Outro monumento histórico da região é o Grande Anfiteatro de Éfeso. Ele está localizado na encosta do morro Panayir e era muito importante para o entretenimento da população local. 

Ele foi construído durante o período helenístico e, hoje, é considerado o maior teatro da Turquia. Sua estrutura conta com 66 fileiras de assentos, divididos em dois lados, juntos com três secções horizontais. Nas secções inferiores existia o camarote do Imperador. O palco do Grande Teatro em Éfeso é dividido em três andares e tem altura de 18 metros. Sua fachada é voltada para o público e é composta de vários relevos, estátuas e janelas. Além de ter sido o palco de grandes peças e concertos da época, o teatro da Turquia ainda foi usado para debates políticos, filosóficos e religiosos. Além disso, ainda foi palco de grandes batalhas de gladiadores e animais, que eram muito recorrentes para entreter a população da época.

____________________________
Por Isabella Galvão Martins – Fala! ESPM-SP

Tags mais acessadas