Ava Max lança álbum com fortes influências da música pop
Menu & Busca
Ava Max lança álbum com fortes influências da música pop

Ava Max lança álbum com fortes influências da música pop

Home > Entretenimento > Música > Ava Max lança álbum com fortes influências da música pop

O primeiro álbum de estúdio da carreira da cantora Ava Max conceitua a dualidade do ser humano

No dia 19 de setembro, a cantora norte-americana Ava Max lançou seu primeiro álbum de estúdio, intitulado Heaven & Hell (“Céu e Inferno”, em português). Apesar da demora no lançamento, que acabou ocorrendo dois anos após o apogeu de sua música de maior sucesso, Sweet but Psycho, Ava mostrou que merece a atenção das pessoas e que tem um grande potencial de se tornar uma cantora pop bem-sucedida no mercado fonográfico. 

Ava Max
Álbum Heaven & Hell, de Ava Max. | Foto: Reprodução.

Heaven & Hell, de Ava Max

O álbum, com fortes influências do pop do fim dos anos 2000 e início dos anos 2010, traz consigo a dualidade de personalidades que, de acordo com a cantora, representa o ser humano, o qual não é somente alegria ou somente tristeza.

O disco, produzido pelo produtor Cirkut (que já trabalhou com artistas como Katy Perry, Miley Cyrus e The Weeknd), é dividido em dois lados: “céu”, que contém sete canções, e o “inferno”, com a mesma quantidade de músicas. O marco divisório entre os extremos é representado pela música do purgatório, Torn (que, na tradução para o português, significa “dividido”).

Em entrevistas, Ava conta que o álbum traz à tona “essa dualidade dos desafios que enfrentamos de frente todos os dias. Algumas músicas têm um tom mais sombrio, outras são mais positivas. Heaven & Hell é esse meio termo”. 

Na realidade atual da indústria musical, dominada por músicas distantes do pop que Ava propõe, nota-se que ela arrisca em querer emplacar o estilo que fizera sucesso em 2010 e 2011. Faixas como Tattoo e Call Me Tonight trazem um pouco dessa nostalgia aos fãs.

Dentre as inéditas, os pontos altos do álbum estão em canções como OMG What’s Happening, Take You to Hell e Belladonna, sendo esta última a mais “sombria” e que foi explorado nela a capacidade e alcance vocal. Os pontos baixos acabam recaindo em cima de So Am I, que parece ser uma cópia datada do hit Sweet but Psycho e, comercialmente falando, de Naked, que apesar de bem produzida e um tanto diferente das demais, não soa tão radiofônica neste momento para promover o álbum. 

músicas pop
Ava Max. | Foto: Reprodução.

Se observadas, as já lançadas por Max, as que mais chamam a atenção são: Kings & Queens, que traz uma letra feminista com pegada mais início dos anos 2010 e que traz o sample de You Give Love a Bad Name, de Bon Jovi, no refrão, seguido de um solo de guitarra elétrica, que acaba sendo o ponto alto da canção; Who’s Laughing Now, que traz influências do reggae e mistura com dance-pop; e a própria Sweet but Psycho que, com um refrão que gruda na cabeça, arriscou na vibe do europop anos 1990 e conseguiu angariar público, alcançando o topo da parada de singles do Reino Unido e o top 10 da Billboard Hot 100. Atualmente, a faixa possui mais de 600 milhões de visualizações no YouTube e está próximo de alcançar a marca de 1 bilhão de streams no Spotify. 

Desempenho comercial

Durante a primeira semana do lançamento, o álbum alcançou o topo do iTunes de mais de 20 países, incluindo o Brasil e o Reino Unido, onde ficou na primeira posição durante quatro dias consecutivos. Por conta do desempenho, Ava Max disputa, de forma acirrada, o topo do UK Albums Chart com o álbum Live at the Roundhouse, de Nick Mason, da banda Pink Floyd. A diferença de vendas entre os álbuns é de apenas mil e quinhentas cópias. Nos Estados Unidos, o álbum alcançou a 3ª posição.  

Já no iTunes mundial, Heaven & Hell estreou em primeiro lugar, permanecendo até então. Pela plataforma da Apple Music, a cantora alcançou a segunda posição, atrás apenas de ALICIA, de Alicia Keys. Nas tabelas europeias, Ava também estreou na primeira colocação.  

Do ponto de vista da crítica, o álbum também está avaliado como favorável. O site The Guardian afirmou, na review, que “a infraestrutura melódica é impecável”. Para o site All Music, “Heaven & Hell é uma joia habilmente trabalhada, mostrando o poder de estrela em ascensão do jovem hitmaker, sua personalidade identificável e alcance sônico”. Ambos deram 4/5 estrelas, o que configura nota 80 ao álbum. 

Atualmente, a faixa mais bem-sucedida do álbum é Kings & Queens, que figura no top 50 do Spotify Mundial. No iTunes, a música está estável no top 15 mundial e, também, dos Estados Unidos. O desempenho orgânico da canção, lançada em 12 de março de 2020, fez com que Ava Max tivesse a segunda entrada na principal parada musical dos EUA, a Billboard Hot 100, onde cresce a cada atualização semanal que conta streaming, iTunes e reproduções nas rádios. No YouTube, o videoclipe ultrapassou as 100 milhões de reproduções. 

Ava Max músicas
Clipe Kings & Queens. | Foto: Reprodução.

Recentemente, o cartaz de For Your Consideration, destinado à bancada do Grammy Awards, foi divulgado pela gravadora que agencia a carreira da cantora, Atlantic Records, que submeteu a canção Kings & Queens para ser avaliada, com grandes chances de ser indicada nas categorias de Canção, Gravação do Ano e Melhor Performance Pop Solo. Ava também possui chances de levar indicação na categoria de Artista Revelação. 

O single Who’s Laughing Now também possui bons desempenhos. No YouTube, o videoclipe possui mais de 30 milhões de visualizações. A faixa, no Spotify, também ultrapassou essa marca e, atualmente, está no top 200 da tabela global. O pico da música no iTunes global foi na 21ª posição.  

O álbum da cantora, que foi bastante elogiado pelos fãs e admiradores, mostra que Ava Max caminha para o reconhecimento global e gosto popular. É questão de tempo até conseguir um bom público e emplacar mais um hit para que, de fato, os olhos e ouvidos das pessoas se direcionem a ela e a seu trabalho.

Dada como “a promessa do pop”, Ava tem muito mais a oferecer do que apenas “ser parecida com Lady Gaga” ou “ser a nova Lady Gaga”. Ava Max é Ava Max e merece ser reconhecida como tal. 

_________________________________
Por Renato Freitas de Menezes – Fala! Universidade Federal do Acre

Tags mais acessadas