Amigo oculto, problema aparente: a brincadeira perdeu a graça?
Menu & Busca
Amigo oculto, problema aparente: a brincadeira perdeu a graça?

Amigo oculto, problema aparente: a brincadeira perdeu a graça?

Home > Lifestyle > Amigo oculto, problema aparente: a brincadeira perdeu a graça?

Segundo pesquisa, passatempo pode estar saturado e acaba por ser encarado pelos participantes como uma brincadeira que perdeu a graça. 

                                                                                                                               

O amigo secreto consiste em uma brincadeira na qual os participantes trocam presentes entre si. O único combinado definido e igual em todas as variações do jogo é o mistério sobre quem tirou quem. Normalmente é realizado entre familiares e/ou amigos em épocas festivas, principalmente no Natal e na Páscoa.

As variedades do jogo são múltiplas. Amigo da onça, ladrão, (o)culto, chocolate, solidário, ao contrário, bingo e dança das cadeiras podem ser algumas das opções de acordo com o site “Ana Maria Braga” da “Globo”. 

Reprodução/Fashion Bubbles
A realização da brincadeira é muito comum em datas comemorativas.  Reprodução/Fashion Bubbles

Apesar da criatividade e da vasta gama de alternativas que a brincadeira proporciona aos seus jogadores, uma parcela relativamente significativa de pessoas prefere não participar. Em uma pesquisa realizada com 211 pessoas, 21% delas afirmaram não gostar do passatempo. 

Além disso, 32 entrevistados relataram ter tido alguma espécie de problema em relação às trocas de presentes. Diante dessa situação, a maioria dos contratempos mencionados indicou a grande divergência entre as lembranças e seus valores. A respeito disso, a CEO e fundadora da Publika Influencers Solutions, Karina Martinez, comentou que em um amigo secreto ganhou uma caneta de um vereador quando o combinado era ela ganhar uma caixa de bombons. 

 Outro caso ocorreu com o empresário Eric Guzman em sua infância. “Ganhei um CD usado do “Guns N’ Roses” da coleção do irmão do meu amigo secreto e, no dia seguinte, o irmão [do participante] veio pedir o CD porque era dele”, relatou. O empresário complementa com outra situação embaraçosa na qual ganhou um chaveiro dos “Simpsons” embrulhado em um papel de pipoca. 

Dentre os problemas enumerados pelos entrevistados, a falta de intimidade entre os integrantes da brincadeira, a desorganização, todos saberem quem tiraram e o esquecimento de algum participante na hora de fazer os papeis do sorteio são os principais. 

Mesmo que a ideia do amigo oculto ser divertida, nem sempre a execução do passatempo é da mesma maneira. Estipular valores para os presentes, selecionar os tipos de lembranças e escolher os integrantes pensando no bom relacionamento entre todos podem ser opções mais viáveis de realizar a brincadeira. Sendo assim, talvez a graça seja o inesperado mais esperado entre os participantes. 

______________________________________
Por Isabela Cagliari – Fala! PUC

0 Comentários

Tags mais acessadas