5 motivos para ouvir o EP "Gorila" da BeMore assinado pela G-Spot Records
Menu & Busca
5 motivos para ouvir o EP “Gorila” da BeMore assinado pela G-Spot Records

5 motivos para ouvir o EP “Gorila” da BeMore assinado pela G-Spot Records

Home > Entretenimento > Música > 5 motivos para ouvir o EP “Gorila” da BeMore assinado pela G-Spot Records

Somando no cenário do Tech House brazuca, os meninos da BeMore estreiam na label de Gabe, G-Spot Records, e prometem muitas novidades na carreira. No EP “Gorila”, Pedro e João apresentam um pouco do seu projeto diferenciado na música com um estilo mais agitado e animado, repleto de vocais, synths e baterias.

Além da faixa original, o EP também conta com um remix do prodígio Vitor Vinter, que mescla sua sonoridade com a da dupla, resultando em uma releitura impecável. Ainda não ouviu essas sonzeiras? Aqui vão cinco motivos para você clicar no play agora!

Entenda porque você precisa escutar “Gorila” o EP da BeMore, a dupla que está agitando o cenário do Tech House brazuca
Entenda porque você precisa escutar “Gorila” o EP da BeMore, a dupla que está agitando o cenário do Tech House brazuca. | Foto: Divulgação/Montagem.

Veja 5 motivos para ouvir o EP “Gorila” da BeMore

1. BeMore tem a cena

BeMore já recebeu apoio de DJs como Vintage Culture, Illusionize, Loulou Players, Cloonee, Classmatic, Deeft e vários outros. Para chegar nesse patamar, o nível de produção tem que ser, no mínimo, excelente. Além disso, o próprio EP já ganhou suporte de Gabe, Barja, Classmatic, Carnage, Cloonee e Tim Baresko!

2. A dupla tem uma sonoridade única

O duo desenvolveu uma sonoridade ao longo do tempo que eles descrevem como “Tech Rua”, uma mistura do Hip-hop old school, MPB, R&B e o mais fino do Tech House, inspirado em The Martinez Brothers, Gabe e Cloonee. Em “Gorila”, a referência já é mais latina e conta com um vocal forte de reggaeton, tornando a música muito envolvente e dançante.

3. O remix de Vitor Vinter entregou tudo

Com a missão de expandir o potencial da faixa, o diferencial do remix de Vitor Vinter foi ter construído uma identidade sonora forte em cima da original, dando ao ouvinte a possibilidade de diferenciar bem as tracks. Que tal descobrir quais são os elementos mais diferentes?

4. Bateria e vocal estão em sintonia

O repetitivo verso dizendo “can can” deixa um ar de curiosidade e por incrível que pareça não fica enjoativo. Tanto o remix quanto o original trazem uma estética bem para frente, com a bateria conversando muito bem com o vocal.

5. BeMore + G-Spot é uma parceria de peso

Uma faixa tão boa como essa, vindo de uma gravadora nacional tão relevante é de se valorizar e comprovar que no Brasil se faz música boa e inovadora sim! O lançamento foi planejado pelo duo há muito tempo para entregar o melhor possível para o público. Até o momento, esse é o lançamento mais expressivo da carreira da BeMore, além deles já terem declarado ser uma honra lançar pela maior gravadora de tech house brasileira, a G-Spot.

Tags mais acessadas