domingo, 3 março, 24
HomeSaúde5 hábitos que fazem bem para a sua saúde mental; Confira

5 hábitos que fazem bem para a sua saúde mental; Confira

A edição dos Jogos Olímpicos de 2020 (realizados em 2021) trouxe à tona um tema importante para discussão: a questão da saúde mental e hábitos que cooperam com ela, que diz respeito a uma condição mental saudável. E o que seria esta “condição mental saudável”? 

A depressão, ao lado da ansiedade, é considerada por muitos especialistas como “o mal do século”. Doenças mentais ganham destaque em nossa sociedade uma vez que cada vez mais jovens e adultos sofrem destes problemas, que acabam se manifestando em outras doenças no corpo e nas atitudes. Podemos lembrar recentemente de artistas como Heath Ledger, Amy Winehouse, Marilyn Monroe, Chorão, que apesar do sucesso e da fama, tiveram sua vida antecipada. Estes são apenas alguns de uma longa lista de artistas que morreram após ter de lidar com a doença. Muitas das vezes sozinhos. 

Claramente, doenças como depressão e ansiedade, isoladamente, não matam ninguém. Mas a depressão é a porta de entrada para várias doenças e perigos, como as drogas, o alcoolismo, suicídio e várias outras doenças mentais e físicas. De igual modo, a ansiedade acaba levando a outros problemas tão terríveis que podem perdurar por anos na vida de um indivíduo.

Uma pessoa com uma saúde mental debilitada pode adotar alguns hábitos para reverter esse quadro.
Uma pessoa com uma saúde mental debilitada pode adotar alguns hábitos para reverter esse quadro. | Foto: Freepik.

Felizmente, há solução para estes problemas.

A questão dos problemas mentais é que o ser humano não foi ensinado a lidar com eles. E a nova geração, que se forma, está tendo a coragem de enfrentar os problemas antes que os problemas acabem com eles. Os casos mais recentes ganharam destaque nas Olimpíadas de Tóquio, sendo Simone Biles e Naomi Osaka as principais expoentes e defensoras de que algo precisa ser feito.

O que ocorre é que os problemas mentais são resultados de algumas variáveis. Entre elas, destacam-se: pressões diversas (família, amigos, trabalho, professores, treinadores), má alimentação, alteração na qualidade e quantidade de descanso e de sono, rotinas cansativas, repetitivas e estressantes, hábitos ruins e, por fim, as mídias sociais. Lidar com cada variável da forma correta é o que garantirá o sucesso e impedirá problemas maiores no futuro.

Uma condição mental saudável decorre do quanto aprendemos a lidar com nós mesmos. Isso significa, aprender a lidar com as nossas emoções, nossos sentimentos, nossa mente. Isso requer tempo, esforço, aprendizado e, principalmente, paciência.

A questão dos hábitos

Você já deve ter ouvido falar sobre a palavra “hábito”. É algo que está na moda nos dias de hoje. O que é um hábito? Hábito é a repetição de um comportamento por um período de 66 dias seguidos. Em muitos livros e estudos, os autores defendem que o tempo médio para a formação de um hábito demora em torno de 21 a 40 dias. Porém, estudos mais recentes afirmam que o período necessário para a formação de um hábito é de 66 dias seguidos.

Hábitos podem ser saudáveis ou não. Depende do hábito e das consequências que ele acarreta. Por exemplo, é sabido que fumar faz mal ao corpo e aos ossos podendo causar câncer de pulmão. Mas, por que as pessoas (ainda) fumam? Por que formaram um hábito por meio da repetição e da observação. Mesmo com os avisos e recomendações, as pessoas insistem em fumar. Às vezes inconscientes, outras vezes conscientemente. Já praticar esportes é um bom hábito, que produz vários benefícios ao corpo e à mente humana. E não precisa ser muito intenso e nem algo muito prolongado. O importante é ter o hábito de praticar a atividade.

Hábitos podem ser formados no seio familiar, como por exemplo escovar os dentes, falar sempre a verdade, bem como podem ser formados por meio de uma consciência coletiva ou individual. Hábitos formados por meio de uma consciência coletiva são os hábitos impostos pela sociedade. Já os hábitos formados por meio de uma consciência individual são aqueles formados quando o ser humano entende que precisa de determinada atitude, ação para alcançar algum objetivo, resultado esperado.

Para todos os efeitos, precisamos entender que para vencer doenças como a ansiedade e a depressão precisamos blindar a nossa mente e o nosso corpo de bons hábitos. E quais seriam estes hábitos? Neste artigo, irei apresentar apenas 5. Porém, há muitos outros que podem e devem ser incentivados e encorajados

5 hábitos para sua saúde mental

Música

O poder da música é indiscutível. As músicas têm o poder sobre a mente e as emoções. Por isso, é fundamental criar o hábito de ouvir músicas com um bom ritmo e que tenham também uma letra de qualidade. 

Músicas que falam palavrões, incentivam a atos deploráveis ou que incentivam a morte, dor e violência devem fazer parte da sua lista negra, são músicas proibidas. Escolha músicas boas e que tenham algum conteúdo. Se for o caso, componha suas próprias músicas.

O hábito de ouvir música ajuda a relaxar, acalmar e criar sensações agradáveis. O rei Saul, por exemplo, escutava a harpa do jovem Davi para se livrar de seus demônios. A musicoterapia, presente em hospitais, ajuda no tratamento de diversos pacientes. Por isso, faça uma playlist de músicas para ouvir quando se sentir só, quando estiver querendo se animar e para vários outros momentos.

Exercícios físicos

Os exercícios físicos fazem parte do tripé de todo ser humano, ao lado da alimentação e do sono. A prática de exercícios físicos garante a liberação de hormônios de bem-estar, além de garantir qualidade de vida ao corpo. Nosso corpo foi feito para se mexer. Quando você deixa de se exercitar, você deixa de usar o seu corpo para a finalidade para a qual ele foi criado.

Praticar exercícios físicos está entre os hábitos para sua saúde mental.
Praticar exercícios físicos está entre os hábitos para sua saúde mental. | Foto: Reprodução.

Os exercícios físicos garantem a manutenção da qualidade de vida. Comece agora, independente das condições de sua cidade ou região. Consulte, porém, um médico ou especialista antes de começar.

Uma observação importante é que você não precisa seguir a moda. Há tantos esportes que você pode praticar: vôlei, natação, handebol, futebol, rugby, corrida, caminhada, ciclismo, ginástica, esportes de luta. Basta você achar qual o melhor esporte para você.

Leitura

O primeiro hábito que precisamos criar ou desenvolver é o hábito de leitura. Ler é muito mais do que pegar um livro e ler aquelas palavras de qualquer jeito. É se debruçar, estudar, analisar, refletir e criticar o conteúdo. É um ato que exige esforço mental e concentração. O problema é que, com a revolução tecnológica, nós perdemos a atenção e o foco para “o que chama mais atenção.” E sabe o que chama mais atenção do que os livros? Televisão, celular, tablet, entre outros.

Quando se fala em “falta de leitura” significa dizer que é uma leitura fraca, não constante. O brasileiro ainda lê muito pouco. Dados do Instituto Pró-Livro, publicados em Dezembro de 2020 apontam que apenas 52% dos brasileiros são leitores (leem um livro do começo ao fim). Porém, a média de livros lidos por completo ao ano não chega a 3 livros. E a principal barreira apresentada é a falta de tempo. 

A leitura faz bem para sua mente.
A leitura faz bem para sua mente. | Foto: Reprodução.

Quando se fala em leitura há ainda uma crescente busca por ficção, romances, contos e outros gêneros relacionados. O bom hábito de leitura, porém, consiste em mesclar os mais diversos tipos e buscar principalmente a leitura de livros que ensinam sobre a mente, o funcionamento das coisas e afins. 

Ainda sobre a leitura, é importante destacar que quem ler muito conseguirá aprimorar o seu vocabulário, aprenderá mais sobre qualquer assunto que estiver lendo e aumentará o seu leque de oportunidades. Joel Moraes, Warren Buffet, Caio Carneiro, Bill Gates, Pedro Bial são apenas alguns dos exemplos mais conhecidos de pessoas que usaram o poder dos livros para criar seus impérios e suas carreiras.

Boas Amizades

O que é uma boa amizade? Amizades são como o vento que sopram sobre as velas de uma embarcação. Assim como o vento sopra direcionando o barco para determinada direção, uma amizade é assim. As amizades são o vento que nos levam no caminho que querem. Uma boa amizade, portanto, é aquela que nos direciona para caminhos corretos.

Boas amizades são amizades que não nos colocam em risco ou pressão excessiva, que nos incentivam à prática do bem, que não nos deixam na mão nos momentos mais difíceis, que não ferem à nossa consciência de forma proposital e que não nos permitem desistir. E amizades assim estão cada vez mais raras, não é verdade?

Manter uma boa amizade inclui ainda: falar a verdade custe o que custar, manter uma comunicação constante ou regular, falar sobre coisas positivas, incentivos frequentes, não ter medo de perder. Se suas amizades não possuem características como estas, isso significa que, talvez, você precise rever suas amizades.

Manter uma boa amizade é um hábito que deve ser incentivado. Infelizmente, as mídias sociais acabaram afastando o ser humano de seus amigos. Você pode ter muitos amigos nas redes, mas poucos que estão de fato ao seu lado em carne e osso. Manter uma boa amizade é uma graça divina.

Alimentação saudável

Em uma cultura rápida e movida a fast food precisamos, urgentemente, voltar aos hábitos alimentares mais saudáveis. Nos EUA, berço da comida pronta, já há leis e práticas que tentam coibir tais alimentos e incentivar os moradores a uma alimentação mais saudável. Em muitos outros países também já existem práticas semelhantes.

Uma alimentação pobre em nutrientes ou excessiva em gorduras, sal e açúcares podem gerar depressão e ansiedade. 

Alimentação saudável é o equilíbrio entre o natural e o industrializado, sempre optando pelos alimentos mais naturais e frescos possíveis. O alimento industrializado veio para ficar, mas precisamos aprender a criar a “não dependência” deles. Eu, por exemplo, preciso me policiar a comer “o verde” na comida. É um esforço. Acima de tudo é um hábito que deveria ter se formado na infância.

Por fim, o hábito da alimentação saudável é aprender a se alimentar. “Mas, eu sei comer. Como todos os dias.” Não é sobre isso. Aprender a se alimentar é não extrapolar, não comer além do necessário e comer de forma organizada. Sabe aquela máxima de comer 3 vezes ao dia? É algo parecido. Para todos os efeitos, consulte sempre um nutricionista que irá te ajudar a desenvolver um hábito mais correto para o seu perfil e o seu tipo.

Na sua opinião, qual o hábito mais difícil de se formar para cuidar se sua saúde mental?

________________________________________________________

Por Paulo Machado – Fala! Universidade Federal do Amazonas

ARTIGOS RECOMENDADOS