5 cantoras brasileiras que você não pode deixar de ouvir
Menu & Busca
5 cantoras brasileiras que você não pode deixar de ouvir

5 cantoras brasileiras que você não pode deixar de ouvir

Home > Entretenimento > Música > 5 cantoras brasileiras que você não pode deixar de ouvir

Durante muito tempo, as mulheres só apareciam nas músicas através do olhar masculino, resultando em um longo processo de protagonismo feminino nas artes, principalmente na música brasileira. O País da miscigenação e da diversidade não decepciona quando falamos sobre o tema, pois podemos considerar que temos as melhores cantoras e compositoras que todos esses anos arquitetaram a música.   

Onde fica quase impossível não citar o feminismo, movimento que foi – e ainda é – muito importante para o desenvolvimento e a liberdade artística para as mulheres – que representam diversos estilos, ritmos e, principalmente, ideias que são inseridas em suas letras.

Nesse texto, você vai conhecer um pouco da biografia e da carreira de 5 cantoras brasileiras de MPB, que são recomendações do redator que escreve. Confira!

Cantoras brasileiras que você não pode deixar de ouvir

Marina Lima

cantoras brasileiras
Marina Lima. | Foto: Reprodução.

Marina Correia Lima (Rio de Janeiro, 17 de setembro de 1955), mais conhecida como Marina Lima ou simplesmente Marina, é uma cantora e compositora brasileira. Iniciou sua carreira no final dos anos 70 e, uma década depois, acabou se tornando um grande sucesso no Brasil. Em 1979, torna-se a primeira artista mulher a assinar um contrato com a gravadora Warner, lançando o seu primeiro álbum, Simples como Fogo.

Com influências que passam pelo pop, rock, blues, bossa nova e música eletrônica, Marina tem hits como Pra Começar, À Francesa, Fullgás, Virgem, Uma Noite e ½, Pessoa, Me Chama, entre tantos outros que marcaram principalmente a década de 1990. Com uma voz única, é lembrada até hoje por emplacar várias de suas músicas em novelas brasileiras.

Adriana Calcanhotto

melhores cantoras brasileiras
Adriana Calcanhotto. | Foto: Reprodução.

Adriana da Cunha Calcanhotto (Porto Alegre, 3 de outubro de 1965) é uma cantora, compositora, intérprete, instrumentista, produtora musical, arranjadora, escritora e ilustradora brasileira. Na década de 1980, iniciou sua carreira com apresentações em bares e casas noturnas de sua cidade natal, Porto Alegre, no sul do Brasil, onde foi convidada a cantar no Rio de Janeiro e, na década seguinte, lançou seu primeiro álbum, intitulado Enguiço

Tem como seus principais gêneros musicais a MPB e a bossa nova, seguindo as influências do pai, que era músico nesse período. Coleciona hits como Naquela Estação, Vambora, Mais Feliz, Mentiras, Devolva-me e Inverno, que marcam os seus 30 anos de carreira. Recentemente, durante a pandemia do novo coronavírus, criou um álbum inteiramente feito em casa com questões que nos fazem refletir sobre o período que enfrentamos. 

Rita Lee

Rita Lee
Rita Lee, uma das maiores cantoras brasileiras. | Foto: Reprodução.

Rita Lee Jones de Carvalho (São Paulo, 31 de dezembro de 1947), conhecida como Rita Lee, é uma cantora, compositora, multi-instrumentista, atriz, escritora e ativista brasileira, de ascendência norte-americana e italiana. É conhecida como a “Rainha do Rock Brasileiro”.

Construiu uma carreira que começou com o rock, mas, ao longo dos anos, percorreu outros gêneros como o pop-rock, MPB e bossa nova. Foi integrante de dois grupos musicais, Os Mutantes (1966-1972) e do Tutti Frutti (1973-1978), onde participou de importantes revoluções no mundo da música e da sociedade.

Suas canções, regadas com uma ironia ácida ou com uma reivindicação da independência feminina, tornam-se grandes sucessos, alcançando a marca de 55 milhões de discos vendidos. Coleciona sucessos como Ovelha Negra, Mania de Você, Lança Perfume, Agora Só Falta Você, Baila Comigo, Banho de Espuma, Desculpe o Auê, Erva Venenosa, Amor e Sexo e Reza.

É considerada também a artista que mais tem músicas em aberturas de novelas brasileiras, como em Sassaricando (1987), onde deu uma nova roupagem ao sucesso carnavalesco, em A Próxima Vítima (1995), que mais uma vez sua música era homônima ao nome da trama. Em 2010, a versão original da música Ti Ti Ti, gravada por Rita Lee, foi usada no remake da novela.

Maria Rita

cantoras
Maria Rita. | Foto: Reprodução.

Maria Rita Camargo Mariano (São Paulo, 9 de setembro de 1977) é uma cantora, produtora musical e empresária brasileira. Ela é filha da cantora Elis Regina e do arranjador e pianista César Camargo Mariano, tendo seus irmãos no meio musical também.

Começou a cantar profissionalmente aos 24 anos e, em 2003, lançou seu primeiro álbum homônimo, Maria Rita, que vendeu mais de 1 milhão de cópias em todo o mundo. Contou com as músicas A Festa, Cara Valente, Menininha do Portão e Encontros e Despedidas – música de abertura da novela Senhora do Destino.

Coleciona grandes prêmios da música brasileira, que antes mesmo de lançar um CD, foi a vencedora do Prêmio APCA de 2002 como Revelação do ano. No Grammy Latino, foi vencedora nas categorias Revelação do Ano, Melhor Álbum de MPB e Melhor Canção em Português. Ao todo, são cinco álbuns lançados (Maria Rita; Segundo; Samba Meu, Elo e Redescobrir), seis prêmios Grammy Latino, incluindo o de melhor artista revelação, dois prêmios Multishow de Música Brasileira, entre outros nacionais.

Marisa Monte

marisa monte
Marisa Monte, uma das cantoras brasileiras mais amadas. | Foto: Reprodução.

Marisa de Azevedo Monte (Rio de Janeiro, 1 de julho de 1967) é uma cantora, compositora, multi-instrumentista e produtora musical brasileira. Estudou canto lírico, piano e bateria ainda durante a infância e já fazia muito sucesso de público e crítica antes de ter o primeiro disco, MM, com seu maior sucesso, a regravação de Bem Que Se Quis no final dos anos 80. A música estourou nas rádios e foi selecionada para fazer parte da trilha sonora da novela O Salvador da Pátria, em 1989.

Na sua carreira solo, coleciona sucessos como Beija Eu, Amor I Love You e Depois. No grupo musical Tribalistas, formado por Arnaldo Antunes e Carlinhos Brow, nos anos 2000, produziram sucessos como Velha Infância, Já Sei Namorar e É Você.

Premiada, venceu 4 vezes o Grammy Latino, 9 o Prêmio Multishow e 5 vezes o APCA. Na lista das maiores vozes femininas da revista Rolling Stone, só perde para Elis, Gal e Bethânia.

______________________________
Por Geovanne Solamini – Fala! Universidade Cruzeiro do Sul

Tags mais acessadas