'18 Presentes': um retrato da relação entre mãe e filha emocionante
Menu & Busca
’18 Presentes’: um retrato da relação entre mãe e filha emocionante

’18 Presentes’: um retrato da relação entre mãe e filha emocionante

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ’18 Presentes’: um retrato da relação entre mãe e filha emocionante

O filme italiano 18 Presentes, dirigido por Francesco Amato, traz como enredo a relação entre mãe e filha baseado numa história real: a vida de Elisa Girotto. O drama possui 1h54min e faz com que, após o final, o espectador fique desejando por mais detalhes.

18 presentes ensinamentos
Filme 18 Presentes, na Netflix. | Foto: Reprodução.

Elisa descobriu que tinha câncer de mama quando estava grávida de Anna e, então, resolveu deixar 18 presentes para a filha, de forma que ela sempre tivesse uma lembrança sua. Anna cresce com o pai, mas sempre rodeada pelos avós e amigos da família, recebendo seus presentes a cada aniversário. Porém, em um certo aniversário, ela ganha um piano e se revolta por todos os anos ser obrigada a receber presentes de uma mãe que nunca conheceu.

Logo, temos um pulo de tempo e vemos Anna mais velha treinando salto e ocasionando a lesão de uma colega do time. Ela parece não se importar e, nesse mesmo dia que era também seu aniversário de 18 anos, acaba sendo atropelada e indo parar no hospital. No entanto, demora um pouco para entender o que realmente aconteceu no momento de seu atropelamento. Uma moça desce do carro para ajudá-la e logo descobrimos que ela se chama Elisa.

Nesse momento, presente e passado parecem se misturar. Anna está hospitalizada, mas, em sua mente, revisita o passado e encontra sua mãe ainda grávida. Aos poucos, as duas começam a criar uma relação, mesmo que Elisa ache que Anna é apenas uma desconhecida, sem mãe e com um pai desaparecido, que está ajudando. A relação entre mãe e filha entra em foco e é perceptível a mudança nas atitudes de Anna.

mãe e filha 18 presentes
O filme italiano 18 Presentes tem emocionado os espectadores. | Foto: Reprodução.

Com certeza um filme que levará todos às lágrimas. Impossível não se emocionar com a história linda, ainda que triste, que é mostrada. O final deixa um desejo de quero mais: mais momentos entre mãe e filha cozinhando, rindo, conversando. Num momento de isolamento social, sem contato com muitos familiares, esse filme vem para encher nossos corações com amor e agradecimento.

_______________________________________
Por Rafaela Thomaz Leite – Fala! PUC

Tags mais acessadas