Vinicius Poit, candidato ao Governo de São Paulo em 2022, faz campanha sem fundo eleitoral
Menu & Busca
Vinicius Poit, candidato ao Governo de São Paulo em 2022, faz campanha sem fundo eleitoral

Vinicius Poit, candidato ao Governo de São Paulo em 2022, faz campanha sem fundo eleitoral

Home > Lifestyle > Vinicius Poit, candidato ao Governo de São Paulo em 2022, faz campanha sem fundo eleitoral

Vinicius Poit (Partido NOVO), de 36 anos, é deputado federal e candidato ao governo de São Paulo. Declarando-se da faixa política de centro-direita, Poit lança seu projeto como um nome da “nova política nacional” capaz de evitar que a intensa polarização vista no atual cenário político nacional se repita no governo de São Paulo.

Entre as principais propostas do pré-candidato ao governo de São Paulo estão a diminuição da máquina pública, privatização, diminuição das obrigações tributárias, aumento dos salários da polícia, etc.

A seguir, entenda mais detalhes sobre a história e as propostas de Vinicius Poit.

vinicius poit, candidato a governador de são paulo
Conheça Vinicius Poit, candidato a Governador de São Paulo.

Vinicius Poit não vai usar o fundo eleitoral

Um fato que tem chamado a atenção sobre Vinicius Poit é o financiamento de sua campanha, uma vez que o candidato não irá usar o fundo eleitoral. Em suas redes sociais, ele deixa explícito sua aversão pelo fundo e, além disso, aponta como esse dinheiro é mal distribuído entre os candidatos.

A decisão de não aderir ao fundo eleitoral já foi registrada em cartório, e o candidato convidou outros políticos a fazerem o mesmo, incentivando campanhas independentes para as eleições deste ano.

Poit pretende arrecadar dinheiro para sua campanha por meio de uma “vaquinha” que vem sendo compartilhada por ele na internet.

Inspiração em Romeu Zema

Durante sabatina realizada pela Folha de São Paulo e o UOL, no início de maio, Vinicius Poit falou sobre quais medidas tomaria caso fosse eleito Governador de São Paulo em outubro. O candidato do partido NOVO afirma que irá se espelhar em Romeu Zema, governador de Minas Gerais e candidato do mesmo partido político, em suas decisões.

Poit afirmou que, assim como Zema fez em MG, ele irá diminuir a máquina pública, a começar pela redução do número de secretarias em seu governo.

Além disso, Poit defende uma agenda liberal semelhante a de Romeu, com propostas como redução da carga tributária, modernização das relações de trabalho e privatizações.

A privatização da Sabesp

Uma das propostas de Vinicius Poit é privatizar a SABESP. Em entrevista ao Uol, ele afirmou que a empresa não gera lucro para melhorar a saúde e segurança da população, mas sim para manter o poder governamental.

A SABESP é uma empresa de economia mista criada em 1973 que tem o objetivo de fornecer água, coleta e tratamento de esgoto em 375 municípios de São Paulo. Em entrevista à Gazeta, Poit afirmou que sua maior decepção com João Dória (PSDB) foi o político não ter realizado a privatização da SABESP.

Revisão do Pacto Federativo

Entre as principais propostas de Vinicius Poit está a revisão do pacto federativo. Essa, inclusive, é uma pauta defendida por todo o seu partido, o NOVO. De acordo com o candidato, os valores repassados aos Estados são desiguais e prejudicam medidas públicas e o investimento em segurança, saúde e educação.

Em suas redes sociais, ele exemplifica como o repasse é feito e elenca alguns motivos para que esse pacto seja revisado urgentemente. Confira:

vinicius poit, candidato a governador de são paulo
vinicius poit, candidato a governador de são paulo
vinicius poit, candidato a governador de são paulo

Perfil Empreeendedor

Em entrevista a OVALE, Vinicius Poit afirmou ouvir os municípios sem interesses políticos, “me coloco como única opção diferente do estado. Os outros são candidatos de alguém, palanque político de eleição nacional. Sou  o único que não vai usar fundão eleitoral”.

 Como empreendedor, finalizou que o grupo não é representado na Câmara dos Deputados e que fez o marco das startups, como segurança jurídica, simplificou a necessidade de documentos, apoiando a liberdade econômica. 

“O governo que está a 30 anos, aumentou imposto na pandemia, ficou alterando regra nas lojas abre e fecha, lojista perdeu estoque. Eu vejo que não conhecem a realidade, não têm empreendedor como pré-candidato. Márcio França é político profissional, Haddad é professor e político profissional, Rodrigo Garcia é operador político, Tarcísio de Freitas foi ministro técnico, não sabe o que é abrir uma loja.”

 “O que deve ser feito é facilitar alvará, burocracia do estado, como Romeu Zema fez em Minas Gerais. Como eu sou empreendedor, essa visão de administrador, posso trazer fluxo melhor para todas áreas, mas principalmente onde conheço bem.”

Vinicius Poit é um dos principais candidatos ao Governo de São Paulo, junto com nomes como Fernando Haddad (PT), Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Márcio França (PSB).

Tags mais acessadas