Universitários: 4 dicas cinematográficas para sobreviver ao semestre
Menu & Busca
Universitários: 4 dicas cinematográficas para sobreviver ao semestre

Universitários: 4 dicas cinematográficas para sobreviver ao semestre

Home > Universidades > Universitários: 4 dicas cinematográficas para sobreviver ao semestre

“Trancar ou não trancar o curso, eis a questão.” Essa é uma dúvida recorrente entre os universitários, calouros e veteranos, que com pouca idade, são pressionados pela sociedade e pelos pais a descobrirem o que querem para a vida e quem querem ser no futuro, independentemente se você se sente preparado para trocar o Bom Dia & Companhia pelo Jornal Nacional.

Mas como a vida imita a arte ou a arte imita a vida, os filmes, livros e séries de ficção estão aí para acalmar o coração e turbinar o cérebro com uma montanha-russa de emoções, pois é exatamente isso o que sentimos quando estamos na faculdade: vamos do amor ao ódio, da felicidade à tristeza e da calma ao desespero em questão de minutos.

Dicas cinematográficas para sobreviver ao semestre

1) Harry Potter e a Pedra Filosofal (para os universitários, Harry Potter e o Semestre Filosofal)

Harry Potter e a Pedra Filosofal
Harry Potter e a Pedra Filosofal. | Foto: Reprodução/Warner Bros.

Assim como você, o bruxo mais querido do cinema acabou de entrar para a prestigiosa Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, e Harry mal sabe o que lhe espera durante o primeiro ano letivo turbulento no castelo.

Entre quebrar as regras, arriscar a própria vida e fazer amigos e inimigos, Harry Potter tem algo em comum conosco: não gostar do professor Snape (brincadeira!). Do mesmo jeito que ele, estamos experimentando cada oportunidade que o ambiente acadêmico nos dá e, com isso, vamos nos conhecendo mais, para saber se aquele curso que escolhemos é o certo ou não.

Dica mágica: Se você passou o semestre inteiro ou metade dele sem se ver naquele curso, por favor, tranque-o e troque por outro. Não perca mais tempo insistindo em algo que não vai te trazer frutos, mas, sim, só problemas e arrependimentos futuros. Faça um teste vocacional ou assista a algumas aulas de cursos que você se interessou!

2) Se Beber, Não Case! (para os universitários, Se Beber, Não Pegue DP!)

filmes para universitários
Se Beber, Não Case!. | Foto: Reprodução/Warner Bros.

Como não amar o bar da facul durante as aulas? É realmente tentador trocar diariamente as aulas chatas pelo bate-papo divertido com a galera no bar, tomando engradados de breja, enquanto o semestre passa sem a consciência pesar. Sonho que fala, não é?

Mas assim como o quarteto de amigos Phil, Alan, Doug e Stu, beber demais pode te levar a fazer loucuras, como, por exemplo: trazer um tigre roubado para o seu quarto de hotel e destruí-lo, enganar um mafioso, invadir a casa do Mike Tyson, casar-se com uma prostituta, perder um dente, roubar um carro de polícia e, o melhor de todos, perder o seu amigo em uma cidade aleatória, que está prestes a se casar em algumas horas. Mas que, no final, dá tudo certo na medida do milagre, é claro.

Ou seja, não vale a pena perder um semestre porque está com tédio das aulas. Reprovar por falta ou por não ter conseguido passar nas provas e nos trabalhos é falta de vergonha e imaturidade por não encarar o desafio de frente. Você é capaz, só precisa se motivar a conquistar melhor os seus objetivos.

Dica cachaceira: Fique no bar apenas no intervalo das aulas. E lembre-se do mantra “Eu quero, eu consigo. Eu vou me formar, com um emprego digno”.

3) Jogos Vorazes: A Esperança (para os estudantes, Jogos Vorazes: A Cervejada)

Jogos Vorazes
Jogos Vorazes: A Esperança. | Foto: Reprodução/Lionsgate Films.

A salvação de um semestre tem nome, sobrenome e apelido: jogos universitários, mais conhecidos como #PartiuJogos. O que seria de nós, meros universitários, sem uma distraçãozinha de 4 dias regados a open bar, músicos ao vivo, milhares de graduandos e disputas esportivas?

Para Katniss Everdeen, nada. A guerreira do distrito 12 teve outras ambições, como transformar vários distritos escravizados pela ditadura em um exército de pessoas livres contra a Capital. A garota em chamas, como foi apelidada, nos mostra que podem nos tirar tudo, menos a nossa determinação e foco no objetivo sem perder a cabeça, completamente, usando a inteligência.

Dica ‘rolezeira’: Já que cervejada tem todo final de semana e os jogos universitários nos feriadões durante o semestre, programe-se para ir bem nas provas e seminários para poder curtir, sem medo, as festas universitárias. Dá, sim, para ter um equilíbrio entre estudos e festas, basta se esforçar.

4) De Volta para o Futuro (para os universitários, De Volta para a Faculdade)

universitários
De Volta para o Futuro. | Foto: Reprodução/Universal Studios.

Quem me dera ter um DeLorean DMC-12 para voltar no tempo e evitar certos erros do passado para fazê-los de forma menos burra no futuro. Foi justamente isso que o cientista (nada maluco) Doutor Brown pensou e construiu: uma máquina do tempo em um carro de 1982, para conhecer de perto a história do mundo. O que ele não contava era com o próprio tempo e erros ao envolver Marty McFly de volta ao próprio passado, sem querer, podendo acabar com seu próprio futuro.

Assim como Marty, os universitários têm medo do que esperar do futuro, já que ele só depende de nós mesmos, e o medo de demorar a acertar sempre ronda a nossa mente. A vida é uma só, portanto, viva-a, sem medo de ser feliz, mas sabiamente, pois ela é literalmente uma só.

Dica futurista: Como diria o ditado popular “quem não arrisca, não petisca.” Portanto, antes de se arriscar, certifique-se de que tenha chances de dar certo para o arrependimento não vir com tudo depois. E mesmo se não der certo, pode ter certeza que você crescerá com esse erro, para acertar muitos outros.

____________________________
Por Giovanna Vegas – Fala! FGV

Tags mais acessadas