Tempos de pandemia X autoconhecimento
Menu & Busca
Autoconhecimento na pandemia

Autoconhecimento na pandemia

Home > Lifestyle > Saúde > Autoconhecimento na pandemia

Os tempos de pandemia são difíceis para todos, não há como negar. Foi necessário que todos se adaptassem a esse novo estilo de vida. A educação em tempos de pandemia teve que se modificar completamente, assim como o comércio e a forma de trabalhar de todos. O isolamento social causou um impacto enorme nas pessoas e, por mais que tenham sido meses complicados e desafiadores, também serviram de aprendizado para muitos, principalmente quando se fala sobre autoconhecimento e autocuidado. Com isso, muitas pessoas se interessaram em fazer um curso autocuidado um novo olhar em tempos de pandemia para conhecerem melhor a si mesmas. 

Qual a importância do autoconhecimento em tempos de pandemia?

Em tempos de pandemia, o que podemos fazer, como indivíduos, que nos ajudará a enfrentar melhor tempos como estes? O desenvolvimento do autoconhecimento é uma parte crucial da resposta. O autoconhecimento significa saber quem somos, o que é importante para nós e nos torna capazes de nomear e compreender nossos sentimentos. É fundamental para a saúde mental, e trata-se de compreender nossos pontos fortes e fracos, ser capaz de identificar sinais de alerta quando nosso bem-estar mental está em risco e saber quais etapas nos ajudarão a mudar as coisas. 

No entanto, somos todos diferentes. Todos nós temos diferentes pontos fortes e fracos, e todos nós lidamos de forma diferente em tempos desafiadores. O autoconhecimento é o que nos permite tomar as decisões certas para nós, em vez de seguir conselhos genéricos que servem para todos.

Por exemplo, tem havido muita discussão nos últimos meses sobre se devemos utilizar esse período de isolamento para sermos produtivos, aprender novas habilidades e realizar tarefas ou se devemos apenas nos permitir ir com calma, praticar atividades de lazer e esperar menos de nós mesmos e dos outros, por ser um período delicado. A verdade é que ambos são adequados para pessoas diferentes em momentos diferentes, e é a partir da prática do autoconhecimento que é possível saber qual é o certo para cada um.

tempos de pandemia
Autoconhecimento e autocuidado um novo olhar em tempos de pandemia. | Foto: Freepik.

A partir de um melhor autoconhecimento, é evidente uma melhora não apenas no relacionamento consigo mesmo, mas com pessoas a sua volta, como familiares, cônjuges e amigos, assim também com chefes e colegas de trabalho, melhorando o seu desempenho como funcionário. Com o autoconhecimento, nos tornamos mais produtivos, aumentando nossa aceitação e estimulando o autodesenvolvimento positivo. Assim, conseguimos enxergar as coisas da perspectiva dos outros, praticar o autocontrole, trabalhar de forma criativa e produtiva, e sentir orgulho de nós mesmos e do nosso trabalho. Também, melhoramos nossa autoestima, o que leva a melhores tomadas de decisões e bem-estar.

Esses são apenas alguns dos benefícios que o autoconhecimento traz para a vida de alguém e já são razão suficiente para trabalhar na busca do mesmo, visto que o autoconhecimento tem o potencial de melhorar praticamente todas as experiências que você possui, por ser uma ferramenta e uma prática que pode ser usada em qualquer lugar, a qualquer hora, para avaliar de forma realista a si mesmo e a situação e ajudá-lo a fazer boas escolhas.

Como praticar o autoconhecimento e o autocuidado em tempos de pandemia?

1. Criar o hábito de ter uma rotina

Como na quarentena é possível usar nossos dias para coisas mais pessoais e nos desenvolver pessoalmente, ficou cada vez mais fácil nos distrairmos por qualquer motivo. Por isso, é importante criar uma rotina para se manter produtivo, criando espaço para tudo aquilo que você precisa e deseja fazer durante o dia. Para manter o autocuidado, também é importante cuidar da sua saúde, criando hábitos para uma alimentação, sono e atividades balanceadas. 

2. Criar o hábito de autorreflexão

Escrever um diário sobre como foi o seu dia pode ser um bom método projetado para aprimorar a reflexão, facilitar o pensamento crítico, expressar sentimentos por escrito sobre os problemas encontrados durante as experiências clínicas e praticar a redação de resumos, com objetivos e argumentos focados. 

Viver em distanciamento social é estressante e escrever sobre isso é uma forma de podermos desabafar sobre momentos tristes e adicionar positividade em nossa vida. Além disso, escrever pode ser visto também como uma motivação para os nossos dias.

3. Praticar meditação e ioga

Ioga é caracterizado por equilíbrio, saúde, harmonia e êxtase. Ao praticar ioga, supõe-se que uma pessoa alcance um estado de neutralidade mental, em que as respostas a eventos externos favoráveis ​​ou desfavoráveis ​​estão bem sob o controle do indivíduo e as respostas são moderadas com intensidade. 

O surto de Covid-19 foi, e ainda é, estressante para a maioria de nós, então, podemos lidar com essa situação praticando ioga e meditação.

4. Exercícios de alongamento

Já foi comprovado que exercícios aeróbicos, incluindo corrida, natação, ciclismo, caminhada, jardinagem e dança, reduzem a ansiedade e a depressão. Essas melhorias no humor são causadas pelo aumento da circulação sanguínea, induzido pelos exercícios em direção ao cérebro e por uma influência no eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HPA), contribuindo, consequentemente, na reatividade fisiológica ao estresse.

Por mais que sejam poucos momentos de atividade física, é notável o aumento de curto prazo no humor positivo, mesmo nos dias em que ocorrem eventos diários negativos. Além disso, manter o cuidado com o corpo durante a pandemia é fundamental, por mais que academias e locais de exercícios estejam indisponíveis, uma rotina de atividade física pode ajudar, também, no aumento da imunidade e combate a doenças.

5. Compartilhar uns com os outros

Podemos compartilhar nosso conhecimento, sentimento, comida, água, emoções, experiências, etc. com as pessoas ao nosso redor. Mesmo a distância, gestos como esses podem aproximar as pessoas. 

6. Entrar em contato com a natureza

A exposição a ambientes naturais, como parques, florestas e campos, está associada a uma saúde melhor e a um aumento da resiliência. Passar apenas uma hora em contato com a natureza, ao invés de um ambiente urbano, parece ter um efeito restaurador, tanto aumentando a emoção positiva quanto diminuindo a emoção negativa. 

Além disso, fazer uma pausa em um ambiente externo, como um jardim, pode melhorar a concentração. Até mesmo passar uma quantidade de tempo semelhante em um ambiente interno agradável, como uma sala arejada, pode ajudar. 

7. Fazer atividades que fazem bem

Ler um livro, ver um filme, uma série, cozinhar, fazer um curso, passar um tempo com quem você está dividindo a casa nesse momento, ou ligar para seus familiares e amigos, são formas de autocuidado, de descansar a mente e relaxar por um momento. Por mais que isso ajude no autoconhecimento dentro de você, são atividades leves que não exigem esforço de nossa parte, além de ocuparem a mente em tempos de pandemia.

Gostou deste texto da JDO Consultoria? Não se esqueça de enviá-lo para alguém que você gosta e quer que também pratique o autoconhecimento.

__________________________
Por Maísa Balsan – Fala! Cásper

Tags mais acessadas