Rick and Morty: O começo de uma nova era
Menu & Busca
Rick and Morty: O começo de uma nova era

Rick and Morty: O começo de uma nova era

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Rick and Morty: O começo de uma nova era

Rick and Morty é uma série de ficção científica criada por Justin Hoiland, e Dan Harmon. A série é transmitida pela programação noturna “Adult Swin” do Cartoon Network, que recentemente, lançou o tão esperado primeiro episódio da quarta temporada.

Breve resumo da série

A série consta com a participação principal de um cientista maluco (Rick Sanchez), e de seu neto de 14 anos de idade (Morty Smith). Rick, um senhor de aproximadamente 70 anos, extremamente individualista e séptico em relação a sua vida amorosa e tradições convencionais, principalmente providas de sua família; Sua filha Beth Smith, seu odiado genro Jerry e sua neta Summer. Morty um menino de um coração simples e bom que, ao mesmo tempo que demonstra afeição e admiração pela capacidade de seu avô, também demonstra extrema discordância com suas atitudes em relação a empatia. 

Os episódios se baseiam nas aventuras dos protagonistas, que ao longo da série, conhecem e se envolvem com diversos personagens importantes para a desenvoltura de críticas políticas e sociais do mundo no geral.

Quarta temporada (Com spoiler)

A quarta temporada consta com uma mudança, logo vista na primeira cena, em que a família (como tradição) está almoçando na mesa central, e depois de Rick chamar seu neto para participar de mais uma aventura no espaço, sua filha Beth, chama atenção do mesmo para pedir com “jeito”, pois só assim poderiam sair da mesa. Isso pode ser apenas um detalhe para os desatentos, mas para os fãs, isso pode causar uma drástica mudança no desenrolar da série, seja pela nova postura mais humana de Rick em relação a sua família, seja pelo novo obstáculo social que Rick vai ter que aguentar durante os episódios.

Além de várias referências as crises políticas que estamos vivendo atualmente, o primeiro episódio nos remete a problemas trazidos pelos próprios fãs da série, que abordaram a falta de diversão nas novas aventuras de Rick and Morty, e que os roteiristas estavam sendo extremamente políticos, saindo assim, do habitual.

Mas o que não perceberam, é que Rick and Morty sempre foi uma série extremamente política, e isso é visto a todo momento pela forma de Rick criticar ideais nazistas, ou o próprio capitalismo disfarçado por meio da religião, controlando, assim, uma massa populacional ignorante com crenças falsas na intenção de tirar dinheiro dos mesmos.

Logo, é de certo que os diretores tiraram uma onda com todos aqueles que falavam da falsa mudança política abordada na série, concedendo um novo personagem nunca visto antes, o “Morty Nazista”, que mata seu próprio Rick de outra dimensão por ser político demais, e pedindo com autoritarismo, para que o original Rick C-137, faça aventuras convencionais sem nem um ideal humano e político.

Outra mensagem forte do novo episódio, é a morte, que sempre foi abordada em outras temporadas da série de forma cética. Rick e Morty vão para uma galáxia distante atrás de pedras da morte, que mostram as diversas formas que o presente pode modificar o óbito.

Assim, as pedras dão diversas maneiras de se esquivar da morte, ou mesmo mostrando a melhor maneira de chegar nela sem nem uma dor e arrependimento. Uma das frases mais marcantes e que resume perfeitamente a linha de pensamento de Rick em relação ao assunto, é quando Morty pergunta se o avô usa as pedras para tentar se defender ou lutar contra inimigos pessoais, e Rick, sem muita dificuldade, responde “As pessoas que passam a vida evitando a morte já estão mortas”.

Rick and Morty nos faz refletir de forma a mudar certos conceitos pré-definidos sobre nós mesmos e nosso ambiente que vivemos. Algumas crises existenciais vão causar um pouco de medo para aqueles que realmente se atentam aos detalhes, mas não se preocupe, Rick sempre vai dar um jeito de dizer que também não sabe muito bem de nada, além do agora.

_________________
Eduarda Smilari Fala!Mack
    

0 Comentários

Tags mais acessadas