sexta-feira, 1 março, 24
HomeCinema e Séries‘Red: Crescer é uma Fera’: filme da Disney traz metáforas para discutir...

‘Red: Crescer é uma Fera’: filme da Disney traz metáforas para discutir a puberdade

Red: Crescer é uma Fera é a mais nova animação da Disney que tem conquistado o coração do público. Disponível exclusivamente na plataforma da Disney+, o filme traz reflexões sobre assuntos relevantes, sendo o principal deles a puberdade. 

A produção traz a história da pré-adolesncente Mei Lee e é dirigida por Domme Shi e produzida por Lindsey Collins. A seguir, confira mais detalhes.

Red: Crescer é uma Fera discute os embates da adolescência
Red: Crescer é uma Fera discute os embates da adolescência. | Foto: Divulgação Disney.

O enredo de Red: Crescer é uma Fera 

Mei Lee é uma pré-adolescente de 13 anos que vive no Canadá e tem ascendência chinesa. Como qualquer pessoa de sua idade, ela não pode pular essa fase e precisa lidar com a problemática puberdade. Mas além de ter que lidar com os hormônios, inseguranças, paixões, vergonha e todas as mudanças que a puberdade traz, ela ainda precisa aguentar as atitudes invasivas de uma mãe superprotetora, que a coloca em diversas situações para lá de constrangedoras. 

E para piorar a situação, a menina ainda se transforma em uma panda-vermelho quando se emociona demais. Com o tempo ela descobre que a culpa da transformação é de uma ancestral: Sun Yee, que amava o panda-vermelho e desejou aos deuses que se transformasse nele. 

Sem saber como lidar com a transformação, Mei Lee vai passar por poucas e boas e vai fazer de tudo para se livrar disso. 

Red: Crescer é uma Fera representa a puberdade por meio da figura do panda-vermelho, tratando o assunto de forma leve e sensível, típico das animações da Disney. Com um tema atual e uma história cativante, a obra tem feito muito sucesso. 

Assista ao trailer da nova animação da Disney 

A seguir, confira o trailer oficial de Red: Crescer é uma Fera. O filme completo tem duração de 1h 40 min e está disponível exclusivamente na plataforma da Disney+. 

_______________________________
Por Giovana Rodrigues – Redação Fala!

ARTIGOS RECOMENDADOS