Quem foram as pessoas que receberam o Prêmio Nobel em 2021?
Menu & Busca
Quem foram as pessoas que receberam o Prêmio Nobel em 2021?

Quem foram as pessoas que receberam o Prêmio Nobel em 2021?

Home > Entretenimento > Cultura > Quem foram as pessoas que receberam o Prêmio Nobel em 2021?

O Prêmio Nobel é a principal condecoração que celebra o reconhecimento de profissionais de diversas áreas acerca  do desenvolvimento de grandes trabalhos, ações e pesquisas em benefício da humanidade. A seguir, saiba mais sobre essa premiação e confira quais foram os ganhadores do Prêmio Nobel de 2021.

O que é o Prêmio Nobel e como surgiu?

O Prêmio foi criado pelo sueco Alfred Nobel (1833-1896) que em 1901, através do testamento, estabeleceu a premiação homenageando cientistas, artistas, e personalidades políticas e desde então laureia os profissionais que desenvolveram trabalhos que geraram impactos positivos para a humanidade. Os vencedores são escolhidos por um corpo de jurados associados à instituição do Nobel, em sua maioria, suecos.

Com o decorrer dos anos, especificamente em 2015, o Comitê Internacional de Ciências Históricas, criou o Prêmio Internacional de Ciências Históricas, inspirado pelo Nobel.

O prêmio é de responsabilidade da Fundação Nobel e os vencedores de cada categoria recebem um diploma, uma medalha de ouro e um premiação em dinheiro, em 2021, o valor era de 10 milhões de coroas suecas (cerca de 800 mil dólares).

O evento é sediado na cidade de Estocolmo, capital da Suécia, e avalia personalidades que mais se destacaram em suas áreas de atuação em um período de doze meses. Normalmente, a cerimônia ocorre no mês de outubro e a Fundação Nobel premia cinco categorias: Química, Física, Fisiologia ou Medicina, Literatura e Paz.

O Prêmio Nobel 2021 premiou mais de 10 pessoas por suas contribuições.
O Prêmio Nobel 2021 premiou mais de 10 pessoas por suas contribuições. | Foto: Reprodução.

Conheças as principais personalidades que receberam o Prêmio Nobel em 2021

Maria Ressa e Dmitry Muratov – Nobel da Paz

A jornalista filipina Maria Ressa ganhou o prêmio Nobel da Paz pelos seus atos de coragem em defesa da liberdade de expressão nas Filipinas. Maria Ressa relatou o abuso de poder, uso de violência e o autoritarismo crescente no governo do país, através da empresa de mídia digital Rappler que contribui para o jornalismo investigativo.

O prêmio foi dividido com o também jornalista Dmitry Muratov que foi reconhecido pelos seus esforços nas buscas de coerência e liberdade de expressão na Rússia e apontou críticas e controvérsias acerca do governo de Vladimir Putin. Muratov é um dos fundadores e editor chefe do jornal independente Novaya Gazeta e investiga casos de corrupção, prisões ilegais e violência policial, fraudes eleitorais, dentre outros temas ligados ao governo russo. Devido a essas denúncias, seis jornalistas do Novaya Gazeta foram assassinados.

David Card, Joshua D Angrist e Guido W Imbens – Nobel de Economia

David Card é um economista canadense que foi reconhecido por suas contribuições empíricas para a economia do trabalho. Durante o ano anterior, foram apresentadas propostas e descobertas referente ao mercado de trabalho. Foram identificadas as causas e efeitos que refletem na jornada de trabalho e impactam situações na vida real.

Joshua D Angrist e Guido W Imbens foram reconhecidos pela contribuição metodológica para a análise das relações causais. De acordo com os avaliadores, os economistas elaboraram estudos que são usados por pesquisadores e melhoraram significativamente a capacidade da sociedade em responder perguntas de grande relevância.

Abdulrazak Gurnah – Nobel de Literatura

Abdulrazak Gurnah é um autor tanzaniano que foi laureado com o Nobel de Literatura pela sua penetração intransigente e compassiva dos efeitos do colonialismo e os destinos dos refugiados na lacuna entre culturas e continentes.

O autor publicou dez romances e contos como The Last Gift (2011), By The Sea (2001) e Admiring Silence (1996). As produções não são populares no Brasil, pois não há edição ou tradução ao português. Abdulrazak Gunah é o 4º negro a receber o Prêmio Nobel desde as edições anteriores. Nomes como Toni Morrison, em 1993, Wole Soyinka, em 1986, e Derek Walcott, em 1922, foram representados e laureados com o prêmio desta categoria.

Syukuro Manabe, Klaus Hasselmann e Giorgio Parisi – Nobel de Física

Os cientistas foram escolhidos por suas contribuições inovadoras para a compreensão dos sistemas físicos complexos. A Academia Real da Suécia, definiu que parte do prêmio seria reconhecido à dupla Syukuro Manabe e Klaus Hasselmann pelos modelos climáticos do Planeta Terra e a outra parte será laureada a Giorgio Parisi, pois através de seus estudos e pesquisas, descobriu as interações de desordem e flutuação de sistemas físicos.

Benjamin List e David W C MacMillan – Nobel de Química

Através dos cientistas Benjamin List e David W C MacMillan, foi criada uma ferramenta de construção de moléculas orgânicas que possibilitou a pesquisa de novos produtos farmacêuticos e contribuem para a chamada “química verde”.

A ferramenta de construção ficou conhecida como “organocatálise assimétrica” e funciona como um catalisador de reações químicas, aumentando sua velocidade a cada experimentos, cujas reações químicas tornaram-se mais rápidas e eficientes que geram um impacto ambiental menor que a metodologia tradicional.

Ardem Patapoutian e David Julius – Nobel de Medicina

O Nobel de Medicina em 2021 foi dividido entre Ardem Patapoutian e David Julius, por contribuir em importantes descobertas sobre receptores de temperatura e toque no corpo humano. As pesquisas da dupla explicaram como o calor, o frio e o tato podem propagar sinais em nosso sistema nervoso. Os laureados identificaram elos essenciais que faltavam em nossa compreensão da complexa interação entre nossos sentidos e o meio ambiente

Apesar das grandes conquistas e feitos para a área da ciência e humanidade, o Prêmio Nobel possui pouca participação feminina. Apenas uma mulher recebeu a condecoração no ano de 2021. De acordo com estudos realizados pela Fundação Nobel, em 120 anos de edição, 58 mulheres venceram em determinadas categorias, dados que pretendem ser revertidos no futuro. O prêmio Nobel se destina a homenagear um indivíduo ou organização que fez o melhor trabalho para a fraternidade e conhecimento entre as nações.

_________________________________________________

Por Erica Silva – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas