Quais alimentos aumentam o risco de doenças cardíacas?
Menu & Busca
Quais alimentos aumentam o risco de doenças cardíacas?

Quais alimentos aumentam o risco de doenças cardíacas?

Home > Lifestyle > Saúde > Quais alimentos aumentam o risco de doenças cardíacas?

O sedentarismo favorece muito a incidência de hipertensão, infarto, AVC e outras doenças cardiovasculares, mas fazer exercícios físicos regularmente por mais que seja excelente para manter a saúde do coração, não é suficiente para prevenir as doenças cardíacas. Além de praticar exercícios é essencial ter uma alimentação saudável, evitando excessos e até mesmo diminuindo o consumo de alguns alimentos.

É possível previnir doenças cardíacas por meio da alimentação.
É possível previnir doenças cardíacas por meio da alimentação. | Foto: Reprodução.

Como previnir doenças cardíacas por meio da alimentação

As doenças cardíacas são uma das principais causas de morte no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), problemas cardiovasculares foram as principais causas de morte nos últimos 20 anos. Em 2019 foram cerca de nove milhões, correspondendo a cerca de 16% do total de mortes.

Uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos regularmente não somente são capazes de ajudar na perda de peso e melhorar a pressão arterial, como também, prevenir o aparecimento de doenças cardiovasculares. O consumo de alimentos com gordura saturada, gordura trans, carboidratos refinados e produtos industrializados ou ultraprocessados favorecem a obstrução dos vasos sanguíneos, dificultando a passagem do sangue, aumentando o risco das disfunções cardíacas. 

Assim sendo, para a prevenção dos problemas do coração e o controle dos fatores de risco é fundamental aumentar o consumo de legumes, frutas, verduras e carnes magras. Alguns alimentos são prejudiciais para o cuidado com a saúde do coração, assim é importante evitar ou diminuir o consumo de:

Sal

O sal consumido em excesso eleva a pressão arterial, contrai as artérias em virtude, aumenta as chances de infarto e derrame. Os alimentos industrializados e processados como sorvete, temperos prontos, refrigerante, defumados, sopas instantâneas, macarrão instantâneo, salgadinhos de pacote, enlatados, conservas, temperos prontos e as refeições prontas e os alimentos congelados em geral devem ser evitados.

Frituras em geral

Alimentos fritos são prejudiciais para a saúde do coração e contribuem com o surgimento de doenças cardíacas, pois as gorduras encontradas nesses alimentos entopem as artérias e elevam os níveis do mau colesterol.

Açúcares

O excesso de açúcar na alimentação pode causar obesidade e diabetes, fator de risco para as doenças cardíacas, além de ferir a camada interna dos vasos, o que causa um maior acúmulo de gorduras neles. Alimentos como doces, chocolates, refrigerantes, massas e pães aumentam as taxas do colesterol ruim (LDL) e causam um aumento gradativo da pressão arterial.

Bebidas alcoólicas

O consumo constante de álcool pode causar alterações cardiovasculares, como a obstrução das artérias e aumento da pressão arterial. Visto que a bebida eleva os níveis de triglicérides, aumentando as chances de entupir de gordura os vasos sanguíneos. Além de que, o excesso de álcool pode enfraquecer o músculo cardíaco, desencadeando uma parada cardíaca.

Embutidos e alimentos ultraprocessados

Os alimentos embutidos e ultraprocessados (linguiça, pão de forma e pão sovado, salsicha, presunto, bacon, suco de caixa e em pó, salame, nuggets, hambúrguer, peito de peru, mortadela, barras de cereal e cereal matinal, lombo, tender, entre outros), além de conter muito sal, contêm substâncias perigosas e comprovadamente cancerígenas, que prejudicam a saúde do coração quando consumidas exageradamente.

Gorduras saturadas e gordura trans

Gorduras saturadas e gordura trans

A gordura trans e a gordura saturada também aumentam os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue. Dessa forma, é essencial diminuir o consumo de alimentos com óleo e polpa de coco, dendê, carne vermelha e gordura animal como banha, gema, leite e laticínios integrais (manteiga, queijos especificamente os amarelos), frutos do mar, vísceras, frios e embutidos que são ricos em gordura saturada. E a gordura trans normalmente está mais presente em alimentos industrializados como sorvetes, folhados e alimentos crocantes, bolachas recheadas, molhos prontos, entre outros.

___________________________________________________

Por Jennifer Alexandre – Fala! Uniso

Tags mais acessadas