Por que personagens com passado trágico são tão populares?
Menu & Busca
Por que personagens com passado trágico são tão populares?

Por que personagens com passado trágico são tão populares?

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Por que personagens com passado trágico são tão populares?

No mundo dos desenhos, das séries e dos filmes, sempre tem aquele personagem que ganha o carinho e apoio dos fãs, fazendo com que o público sempre torça por ele. Mas nem sempre esse personagem tão querido é o herói da história, já que personagens com passado trágico estão ganhando cada vez mais popularidade entre o público. Por isso, vamos dissertar sobre o motivo desse afeto por eles, aqui nessa matéria.

personagens
Cruella e Malévola são personagens aclamadas no cinema. | Foto: Reprodução/Geekserie.

Popularidade de personagens com passado trágico

Atualmente, a sociedade vive em constante cobrança em busca da perfeição, tanto estética quanto moral, e isso é refletida em histórias ficcionais, no qual o protagonista costuma não ter defeitos, sendo sempre o “mocinho” que tem uma bondade pura. Contudo, essa imagem do herói bondoso já está muito batida para o público, pois ele quer personagens mais humanos, que erram, mais próximo à realidade vivida por muitos. Até histórias de vilões agora são vistas com um olhar mais crítico, refletindo sobre as motivações deles, como o caso de Darth Vader, ou Anakin Skywalker, vilão da franquia Star Wars.

Segundo a história da saga Star Wars, quando ainda criança, Anakin e sua mãe eram escravos e viviam na precariedade. Porém, após um mestre Jedi reconhecer o potencial de Anakin, começa a treiná-lo para trazer equilíbrio na chamada “Força”. Contudo, quando adulto e na espera do nascimento de seus filhos, o personagem se encontra em um dilema, pois sua amada está à beira da morte. Com isso, ele é tentado a ir para o Lado Negro da Força, transformando-se em um dos maiores vilões da cultura pop, o Darth Vader. Esse passado trágico do personagem lhe trouxe muita popularidade, pois até hoje em dia, fãs discutem sobre a trajetória de Darth Vader e sua redenção final.

Mas não são apenas os vilões que ganham essa popularidade com histórias tristes, muitos heróis que abrem espaço para contar sobre seus traumas também ganham apoio dos fãs. Esse exemplo pode ser muito bem-visto com o famoso Homem-Aranha, que começa a traçar sua jornada a partir de perdas no passado, de seus pais e de seu tio. Sendo apenas um jovem, ainda no colegial e sem muita popularidade na escola, Peter Parker esconde sua identidade heroica, surgindo assim o Homem-Aranha, um dos super-heróis favoritos no mundo geek.

Essa estratégia de contar mais sobre a história de origem do personagem, tem ganhado cada vez mais sucesso no mundo dos cinemas, até animações da Disney passaram a usar essa estratégia. Recentemente, famosas animações da Disney, como A Bela Adormecida e 101 Dálmatas, têm ganhado versões live-action – com atores e cenários reais – porém, trazendo a versão das histórias das vilãs desses desenhos, como o filme Malévola (2014) e, o mais recente, Cruella (2021).

Esses filmes quebram essa ideia de maniqueísmo entre o bem e o mal no cinema, mostrando ao público o sofrimento dessas personagens e o porquê merecem um devido reconhecimento. Transformando-as em mais humanas, apresentando seus erros e defeitos, fazendo com que o público decida se apoia ou não, trazendo, assim, sua popularidade.

______________________________
Por Gianne Oliveira – Fala! Cásper

Tags mais acessadas