Home / Colunas / 5 babacas do cinema que podemos encontrar na balada

5 babacas do cinema que podemos encontrar na balada

Por Lucas Sam – Pipoca Amanteigada

 

Infelizmente às vezes a ficção se mistura com a realidade e sujeitos típicos das telonas podem dar as caras em nosso mundo. Quando se trata dos babacas, quase todos são facilmente identificados, mas existem alguns que precisamos dar o azar de trocar umas palavras para identificá-los. Veja agora os tipos de babacas do cinema mais comuns na balada:

1. Gastón – A Bela e a Fera (1991)

O visual é uma camisa polo bem colada ao corpo que é para destacar bem os músculos dele, um relógio de marca, muitas vezes dourado que é para chamar a atenção, perfume importado exalando, um tênis da Nike e um gel caprichado no cabelo. Esse é o babaca Gastón.

Ele se acha o gostosão e está sempre rodeado pelos amigos (nome científico: Broderis Parças), todos vestidos de maneira IDÊNTICA a ele, e chega nas meninas já pegando pelo braço, chamando de Bela (quando não coisas mais baixas) e puxando para o canto, afinal de contas toda mulher sonha em ser cortejada por ele. Mas é só levar um não que ele vira uma FERA: grita, se exalta, faz birra, te xinga de feia e diz que pode pegar várias meninas melhores que você. Se é verdade, não sabemos, mas pior que levar um fora só levar um fora na frente dos amigos, afinal de contas o Gastón gosta mesmo é de ter moral entre os coleguinhas e ser o macho alfa da aldeia.

Pedido preferido: Qualquer coisa que alimente seu ego e faça a masculinidade dele ficar mais evidente.

2. Jack Dawson – Titanic (1997)

Ele se apaixona perdidamente pelas meninas que conhece faz meia hora, planeja casamento e o nome dos filhos e fica no pé a noite inteira. Tem cara de anjo e parece muito bonzinho, mas esse é um babaca tão insuportável quanto os outros da lista, porque é o típico cara que não desiste de você mesmo quando recebe aquele GELO.

Experimenta dar um fora nele. Vai fazer drama, chantagem psicológica, dizer que você é como as outras, não tem coração e que ninguém liga para ele mesmo, um fora a menos ou a mais não faz diferença. No final das contas, ele é tão egoísta quanto os outros tipos e só tá procurando alguém para aguentar as frescuras dele e sustentar seu ego.

Pedido preferido: Bebidas quentes. Nada de gelado.

3. Malfoy – Saga Harry Potter 

Esse tipo almofadinha sempre aparece bem vestido, cabelo cheio de gel e bem penteado, roupa cara e sempre bem passada, sapato engraxado e uns dois ou três amigos ao lado, esses mais abrutalhados e com menor capacidade intelectual, com a nobre função de puxar o seu saco. Ele se acha melhor que qualquer pessoa na balada, e festa boa é quando ele gasta mais de cinco mil e esfrega isso na cara de todo mundo.

Ele acha (e espera) que todos o idolatrem por causa do dinheiro que ele tem, e considera que é sempre um prazer para as moças ter ele ao seu lado como companheiro. Um trouxa. Quando alguma menina recusa seus “mimos” e dá um belo fora, ele faz beicinho, xinga a moça e a menospreza com a clássica frase “Você é muito feia para mim mesmo” e corre para o papai reclamar que a amiguinha não quis brincar com ele.

Pedido preferido: Poção Polissuco e cerveja amanteigada, porque bebida forte ele só finge que bebe socialmente para não ficar com fama de “frouxo”.

4. Capitão América – Capitão América (2011)

Ele é super bonitinho, bom moço, educado, te dá flores e normalmente parece ser um cara muito tímido e simpático. Mas tem um problema: parece um cara dos anos 30. Para ele mulher direita é aquela que não bebe, não fuma, não usa roupa curta nem decotada, não fala palavrão, obedece ao marido, cozinha bem, cuida de casa, cuida dos filhos… Adora pagar de bom moço porém, na intimidade, tá mais a procura de uma empregada do que qualquer outra coisa.

Quando toma um fora, fica melancólico, choroso e se dizendo incompreendido pelas mulheres. “Elas só gostam dos babacas” é a frase-modelo desse tipo de babaca. As pessoas mais esperançosas dizem que esses são os tipos mais prováveis de evoluírem um dia, mas convenhamos que mentalidade é algo difícil de mudar do dia para a noite.

Pedido preferido: Qualquer coisa para afogar as mágoas quando “incompreendido” pelas mulheres.

5. Jordan Belfort – O Lobo de Wall Street (2014)

O rei dos babacas. Trata a mulher como um objeto sexual, bebe como um condenado, usa drogas explicitamente e em excesso e sempre faz questão de ser o centro das atenções por onde passa. Passa a mão e chama as meninas de gostosa em voz alta, quebra copos, arruma confusão com a segurança, quando não com a polícia, e sempre utiliza como desculpa o fato de ter dinheiro sobrando para bancar tudo e todos.

A humilhação é a forma que utiliza como defesa de um fora. Quando não xinga a menina para todos ao redor ouvirem, a puxa pelo braço e força um beijo, quando não coisa pior. Dificilmente você encontra esse tipo sóbrio e, mesmo quando você dá sorte de encontrá-lo assim, não consegue passar cinco minutos conversando com ele graças a sua capacidade ilimitada de inflar o próprio ego e dizer merda. Um tipo de babaca para, com certeza, passar longe.

 

Confira também:

 “mãe!” será seu pior pesadelo – confira a resenha sobre o filme

– Twin Peaks: O Retorno – confira a resenha sobre o fim da última temporada

Confira também

O carnaval como reflexo da crua realidade

Por Thiago Dias – Fala! Anhembi Subversão, cultos ao deus Dionísio, entrega aos desejos carnais, ...

Um comentário

  1. hsuahsuahsua, excelente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *