OVNIs, pandemia de coronavírus...o que está acontecendo em 2020?
Menu & Busca
OVNIs, pandemia de coronavírus…o que está acontecendo em 2020?

OVNIs, pandemia de coronavírus…o que está acontecendo em 2020?

Home > Notícias > Urbano > OVNIs, pandemia de coronavírus…o que está acontecendo em 2020?

O que devemos esperar do ano que já teve incêndios florestais e demais eventos catastróficos

2020 é o ano em potencial para tudo dar errado. Mas antes de explicar o que está acontecendo, vamos a uma ‘breve’ retrospectiva de acontecimentos escandalosos desses primeiros quatro meses do ano. 

catástrofes de 2020
Em cinco meses, 2020 torna-se palco de grandes catástrofes.

Retrospectiva dos primeiros meses de 2020

Em janeiro desse ano, o leste da Austrália acorda mais um dia com o céu avermelhado, milhares de famílias são obrigadas a fugir, algumas pessoas mortas e bilhões de animais mortos. Algo bem ruim estava acontecendo. O cenário de um grande incêndio parecia que não teria fim. O fogo devastou mais ou menos três milhões de hectares desde setembro de 2019, equivalente à superfície da Bélgica. A capital do país, Sidney, lutava contra incêndios fora do controle. 

Janeiro ainda rendeu mais pauta. A internet entrou em pânico com uma possível Terceira Guerra Mundial. Muitos não sabem, mas a rixa do Irã e dos Estados Unidos da América sempre existiu. Mas a tensão entre esses países ficara ainda mais pesada. Um ataque americano sob a ordem do presidente americano, Donald Trump, em Bagdá, resultou na morte de Qassen Soleimani, general extremamente importante para o Irã.

O líder iraniano não ficou calado e avisou que teria vingança. Nos próximos dias desse acontecimento, todos estavam à espera de algum pronunciamento de Trump, o risco de um conflito armado parecia estar mais evidente, a internet subindo o assunto Terceira Guerra Mundial, isso porque alguns países se pronunciaram a favor do Irã e outros a favor dos EUA. E uma tag no Twitter: Cala boca Bolsonaro’. 

Mas janeiro, não termina assim. Pois o mundo fica alerta, em especial, a Ásia, para um vírus. Os jornais mundiais começam a dar uma atenção redobrada e a OMS (Organização Mundial da Saúde) começa e ficar com os olhos mais abertos sobre o estado da China. Nisso, a China já passara das mais de 5 mil mortes, Wuhan já é o epicentro do coronavírus. 

Em fevereiro, o assunto fica ainda mais falado e o mundo começa a movimentar ainda mais a internet sobre esse tema. Outros países começam a relatar casos da Covid-19, o famoso coronavírus, a OMS. Na China, um hospital é construído em 10 dias, para conter os números de casos que estavam altíssimos. 

No Brasil, os olhos estavam no Carnaval, afinal, para os brasileiros o ano só começa depois dessa festa. Antes disso havia rumores que o carnaval seria cancelado, mas não foi. Os brasileiros viveram intensamente os blocos de rua. Porém, depois disso, os primeiros casos de coronavírus chegara ao país e, hoje, o Brasil é o que tem mais números de casos e mortos da Covid-19 na América Latina, tendo São Paulo como o epicentro do vírus no país.

Entre janeiro e fevereiro, a internet voltou a se abalar com mais rumores sobre uma gripe aviária, nas Filipinas, que poderia ser pior que o coronavírus, tanto que todo ano, nas Filipinas, matam milhares de aves para a doença não se alastrar. 

Em março, o caso do vírus Covid-19 fica ainda mais intensa na Europa, tendo a Itália como epicentro da gripe.

Vamos a abril, Donald Trump abre os olhos dos cidadãos americanos ao que acontece no Brasil. O presidente Jair Bolsonaro, trata a Covid-19 como uma “gripezinha”. Foi um mês turbulento no governo de Bolsonaro, pedidos de impeachment, demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, exoneração de Maurício Valeixo, agora ex-diretor da Polícia Federal, e o pedido de saída do cargo de Sergio Moro, do Ministério da Justiça. 

E, mais uma vez, outro surto da internet, por causa de OVNIs (objeto voador não identificado). Esses objetos foram vistos há anos, porém, apenas em abril desse ano o Pentágono (Departamento de Defesa dos Estados Unidos) confirmou que realmente eram objetos voadores não identificados e, juntamente com a informação, soltaram os vídeos feitos na época.

ovnis eua
OVNIs são confirmadas pelo Pentágono.

Mas, afinal, o que está acontecendo em 2020?

Cada ação gera uma reação. Essa é a reposta. As reações nem sempre são imediatas, as vezes, realmente demora para sair o resultado de algum feito. Se pararmos um bom momento para analisarmos todos esses acontecimentos, percebemos que o feito disso já foi há muito tempo.

As queimadas na Austrália, por exemplo, a causa foi porque esse fenômeno acontece todos os anos devido à combinação de temperaturas de 40°C, quantidade insuficiente de chuva, ou seja, causas naturais despertam o fogo.

No ano de 2019, as temperaturas chegaram a 44°C e, para completar, os ventos, que naturalmente existem no país, ajudaram a espalhar mais o fogo. Causas naturais levaram a isso e a consequência veio forte em 2020. Não que o ano tenha culpa. 

O que é tratado como uma “gripezinha”, hoje, resulta em mais de 7 mil mortes no Brasil pelo coronavírus. Em um mês, mais uma vez, a consequência de uma má ação.

Com tudo isso, há algo que vem aumentando numa proporção imensa e assustadora. As famosas fake news. Neste momento delicado deve-se sempre se basear em em dados reais e informações seguras para não haver desespero sem necessidade, e para não ajudar as notícias falsas a se tornarem piores do que já estão. Notícias falsas impactam negativamente a vida das pessoas. Isso, além de cansativo psicologicamente, consegue ser catastrófico.

________________________________
Por Bianca Rocha – Fala! FMU

Tags mais acessadas