Olimpíadas: Maconha não é mais doping; entenda!
Menu & Busca
Olimpíadas: Maconha não é mais doping; entenda!

Olimpíadas: Maconha não é mais doping; entenda!

Home > Notícias > Olimpíadas: Maconha não é mais doping; entenda!

Pela primeira vez na história das Olimpíadas, a maconha não será considerada doping. Isso porque, segundo uma alteração no código da Agência Mundial Antidoping (Wada), os atletas poderão usar o Canabidiol (CBD), uma substância da Cannabis que possui alto poder terapêutico. Além disso, o CBD auxilia no crescimento muscular e na recuperação de dores. Dessa forma, medicamentos que contenham a substância estarão disponíveis para os Jogos Olímpicos de Tóquio. 

Em entrevista ao Metrópoles, o médico Renato Anghinah contou que o CBD trará benefícios para os atletas nas Olimpíadas. “Imagina você representando o seu país em uma Olimpíada, além de o corpo ser levado ao limite, tem ansiedade e as noites mal dormidas. Isso resulta num pior desempenho. Uma das funções do CBD é entrar para combater essas situações”, explicou.

maconha olimpíadas
Wada permite uso de substância da maconha nas Olimpíadas de Tóquio. | Foto: Montagem/Reprodução.

Por que Sha’Carri Richardson pode ficar fora das Olimpíadas por doping de maconha?

A atleta americana Sha’Carri Richardson possui o sexto melhor número na prova de 100 metros rasos. No entanto, nesta edição das Olimpíadas, a esportista de 21 anos estará fora da competição. Durante seu exame anti-doping, o uso da Tetra-hidrocanabinol (THC), substância psicoativa da maconha, foi encontrado.

Diferentemente da CBD, a THC melhora a performance do atleta na disputa. Em razão do potencial que é concedido ao usuário, a regulamentação da Wada proíbe a utilização. Além disso, a THC é proibida porque, segundo o código da organização, a droga é “uma substância de abuso que é altamente consumida pela sociedade fora do contexto do esporte”.

maconha olimpíadas
Sha’Carri Richardson. | Foto: Reprodução.

Em entrevista ao programa Today, Sha’Carri Richardson reconheceu o erro e explicou sobre o uso da maconha.

“Eu não estou dando desculpas ou procurando qualquer empatia no meu caso, no entanto, estar nessa posição na minha vida, descobrindo algo assim, algo que eu diria que é provavelmente uma das maiores coisas que me impactaram. As pessoas não entendem o que é ter que… ir na frente do mundo e fazer uma cara e esconder minha dor”, disse ela. Apesar de não poder disputar a prova de 100 metros rasos, ela estará disponível para outras provas, contudo, Sha’Carri afirmou que não é o que planeja.

Assim, o Canabidiol será permitido nas Olimpíadas de Tóquio que começará no dia 23 de julho.

_____________________________
Por Lucas Kelly – Redação Fala!

Tags mais acessadas