Olimpíadas 2021: atletas brasileiros pedem mais investimento no esporte
Menu & Busca
Olimpíadas 2021: atletas brasileiros pedem mais investimento no esporte

Olimpíadas 2021: atletas brasileiros pedem mais investimento no esporte

Home > Notícias > Esporte > Olimpíadas 2021: atletas brasileiros pedem mais investimento no esporte

A participação dos atletas brasileiros nas  Olimpíadas de Tóquio marcou a história do esporte nacional. O time do Brasil conquistou 21 medalhas, o maior número conquistado desde a primeira participação nos Jogos em 1920, em Antuérpia. Além disso, com 13 anos, Rayssa Leal, medalhista de prata no skate street feminino, se tornou a atleta brasileira mais jovem a subir no pódio. Podemos falar também de Ítalo Ferreira, o paraibano que ganhou a primeira medalha de ouro da história do surfe nos Jogos Olímpicos. Contudo, apesar das vitórias, os atletas não estão satisfeitos. Isso porque, após a participação nas Olimpíadas, alguns se pronunciaram para exigir mais investimento no esporte e criticaram a atual situação do país. 

Após Olimpíadas, Richarlison e outros atletas brasileiros pedem mais investimento no esporte 

No último sábado (7), medalhista de ouro nas Olimpíadas, Richarlison publicou em seu site oficial um manifesto pelos atletas brasileiros. No texto, o jogador explica que passou por muitas dificuldades para chegar na posição em que se encontra hoje. Por isso, para ele, diante das vitórias que o Brasil teve nos Jogos de Tóquio, muitos meninos e meninas serão inspirados para começar uma carreira no esporte, e assim, mais recursos precisam ser disponibilizados a fim de que essas crianças não desanimem. 

“O resultado desse esforço quase sobre-humano de realizar os seus sonhos serão novas Rebecas, Rayssas, Alisons, Ana Marcelas, Heberts, Isaquias, Darlans, Thiagos, enfim… meninas e meninos que surgirão adiante só porque foram inspirados por cada um de vocês. Contudo, acho que o momento é de começarmos a pensar em deixar para as futuras gerações um maior investimento em esporte, desde a escola até o profissional; e de melhorar as condições para que nossos atletas possam desempenhar o melhor possível e viver daquilo que amam fazer”, declarou.

Além disso, o atacante do Everton escreve que os esportistas possuem a responsabilidade de representar o Brasil para todos os países, e desse modo, mais apoio das autoridades deve ser oferecido diante do enorme desafio.

“Não podemos viver eternamente em uma bolha, onde apenas alguns poucos se destacam, pois, dentro do nosso próprio esporte, mais de 90% dos jogadores no nosso país ralam todo dia por um salário-mínimo ou menos […]  Nós levamos o nome do nosso país ao mais alto nível com muito orgulho, geramos exposição e rendimentos, além de representar nossa gente e nossa bandeira. Então, nada mais justo do que haver um retorno mais significativo”. 

atletas brasileiros investimento olimpíadas
Richarlison marcou cinco gols nos Jogos e se tornou o artilheiro olímpico. | Foto: Montagem/Reprodução.

Fundada em 2006, a iniciativa Atletas pelo Brasil, que luta por melhorias nas políticas públicas pelo esporte, postou nas redes sociais uma “carta aberta ao esporte brasileiro”. Na declaração, a organização relata que, mesmo com as conquistas do Brasil nos Jogos, o esporte nacional ainda carece de mudanças estruturais para que ainda mais vitórias ocorram. Nesse sentido, com a hashtag #EncaminhaPND, eles pedem o estabelecimento de um Plano Nacional do Desporto ao Congresso Nacional para que os investimentos sejam feitos com planejamento.

“A adoção e implementação do Plano Nacional do Desporto, política que direciona os recursos públicos para o setor de maneira planejada entre Governo Federal, Estados e Municípios, priorizando o esporte educacional”.

Após a derrota pela Letônia nas quartas de final do vôlei de praia, Alison, em entrevista ao SportTV também se pronunciou sobre o baixo investimento que o vôlei recebeu desde a conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016. “O mundo inteiro está investindo no vôlei de praia e a gente está parado. Tem de melhorar, a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) tem de investir mais. O Brasil ganhou a medalha de ouro em 2016 e não mudou nada, sem nenhum investimento. O circuito continuou o mesmo, tudo paralisado, com menos etapas”.

atletas brasileiros investimentos
Alisson e Álvaro perderam nas quartas de final no vôlei de praia em Tóquio. | Foto: Montagem/Reprodução.

As palavras da atleta Vitória Rosa surpreendeu o público após não se classificar para as semifinais dos 200m rasos. Emocionada, ela contou ao SporTV que enfrentou muitas dificuldades na pandemia, mas que mesmo assim decidiu participar. “Foi um ano muito difícil. Estou sem patrocinador. O salário do clube foi reduzido. Poder estar aqui é um sinônimo de conquista para mim”.

Desse modo, mesmo o Brasil conquistando o 12º lugar no ranking de medalhas e fazendo história nas Olimpíadas diversos atletas ainda desejam mais investimento por parte do Estado para que mais qualidade seja alcançada e mais oportunidades sejam criadas. 

______________________________
Por Lucas Kelly – Redação Fala!

Tags mais acessadas